Segundo dados da Abramet, entre 2018 e 2020 foram registramos quase quatro óbitos de ciclistas por dia
Reprodução
Segundo dados da Abramet, entre 2018 e 2020 foram registramos quase quatro óbitos de ciclistas por dia

Em 2021, o total de sinistros graves envolvendo com ciclistas no Brasil aumentou 11% em relação a 2020, elevando de 14.416 casos para 16.070. Com isso, a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) está divulgando uma  diretriz de conduta inédita.


O objetivo é orientar os médicos especialistas e a todo o sistema de saúde com as melhores práticas no atendimento de sinistros envolvendo ciclistas e conscientizar a população dos riscos associados ao ciclismo.

De acordo com dados Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) , do Ministério da Saúde, entre 2018 e 2020, foram registrados quase quatro óbitos por dia . Além disso, cerca de 55,8 mil foram internados gravemente na rede pública entre 2018 e 2021.

Em alguns estados como Goiás, o número de internações praticamente dobrou em 2021, com 101% em relação ao ano anterior. Também chama a atenção o salto no número de sinistros graves envolvendo ciclistas nos estados do Ceará (44%), Sergipe (37%) e Rio de Janeiro (34%).

O Brasil possui a sexta maior frota de bicicletas do mundo, com 70 milhões de unidade s, ficando atrás apenas de países como a China, a Índia, os EUA, o Japão e a Alemanha. Quarto maior produtor mundia l, o país coloca no mercado cerca de 4 milhões de novas unidades por ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários