Pulse Abarth 2023 é o primeiro SUV da marca de esportivos da Fiat no mundo e o primeiro Abarth nacional
Guilherme Menezes/ iG Carros
Pulse Abarth 2023 é o primeiro SUV da marca de esportivos da Fiat no mundo e o primeiro Abarth nacional

A Stellantis organizou o primeiro contato — ainda parcial — com o novo Pulse Abarth. Pudemos conhecer o carro por fora, parcialmente por dentro, bem como andar — no banco do passageiro — no Autódromo de Interlagos (SP).

O  Pulse Abarth é desenvolvido e produzido no Brasil, além de ser o primeiro SUV da marca no mundo. Previsto para chegar no último trimestre do ano, terá concessionários especializados na divisão esportiva, mas sempre dentro de uma Fiat.

Apesar do pessoal que está cuidando do retorno da marca Abarth ao Brasil já ter revelado alguns aspectos técnicos, ainda não puderam detalhar, de forma pontual, tudo o que mudou em relação ao Fiat Pulse . O interior também estava majoritariamente coberto por mantas, para que ainda não pudesse ser visto.

Descobertos no interior, estavam o cluster, o ar digital, o volante e parte do acabamento
Guilherme Menezes/ iG Carros
Descobertos no interior, estavam o cluster, o ar digital, o volante e parte do acabamento

De todo o modo, é nítido que a parte de acabamento ainda apresenta muitas das mesmas superfícies plásticas do Fiat Pulse , além do mesmo cluster digital, volante multifuncional e teclas na parte inferior do painel. Algo que se destaca ao condutor é uma interface que mostra a pressão gerada pelo turbocompressor em tempo real.

O motor 1.3 turbo e o câmbio automático de seis marchas são os mesmos do Jeep Renegade . Além disso, ao todo, o Pulse Abarth tem os mesmos 185 cv e 27 kgfm do “primo” da Jeep. Entretanto, apuramos que a calibração de toda a eletrônica associada aos componentes mecânicos foi desenvolvida especificamente para o carro.

Ou seja, tem resposta mais imediata no atuador do pedal de aceleração, bem como ganhos de potência e torque em rotações que não são as que geram os picos de rendimento. Além disso, o sistema de escapamento foi projetado artesanalmente, para alinhar o ronco do motor ao padrão da Abarth.

Seria interessante analisar essas informações com maior detalhamento, mas a Stellantis preferiu não abrir muito o jogo. Tampouco pudemos descobrir o que mudou nos sistemas de freio e de suspensão.

Ainda assim, sabemos que o carro acelera até 100 km/h em 8 segundos, que pode passar dos 210 km/h, e que seu pneu, agora, é um modelo esportivo da Dunlop, na medida 215/50R17.

O resultado, na pista de corrida, se mostra no aprimoramento do equilíbrio de carroceria , bem como na maior aderência nas curvas e desenvolvimento de velocidade mais vigoroso.

O visual é o mesmo da primeira revelação do carro. Conta com para-choques exclusivos, grade colmeia com o brasão do escorpião Abarth . Além disso, vem com luzes auxiliares na parte inferior do pára-choque, enquanto a traseira traz extrator de ar e dupla saída de escape.

Na tampa do porta-malas está escrito Abarth, em vez do tradicional Fiat , por extenso. Como se não bastasse, destaque para a pintura vermelha que está presente no friso inferior do para-choque dianteiro, capas dos retrovisores e no adesivo Abarth na base das portas. O teto e o defletor traseiro são pintados de preto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários