Tamanho do texto

Montadoras investem em tecnologias semiautônomas presentes cada vez mais nos lançamentos

A democratização da tecnologia é um assunto em alta. Tanto que há a expressão “early adopters” no marketing para definir as pessoas que naturalmente adotam uma tecnologia assim que chega ao mercado e acabam difundido amplamente entre muitos usuários. Um dos maiores exemplos são os celulares.  Veja que no Brasil já chegaram a 283,4 milhões aparelhos, mais do que um por habitante no país.

LEIA MAIS: Vendae de picapes vai se transformar no Brasil?

Nos automóveis, esse desejo por novas tecnologias não é muito diferente. As fabricantes sabem disso e oferecem cada vez mais o chamado “carro inteligente”. Estima-se que, nos últimos três anos, as diversas marcas tenham investido cerca de US$ 80 bilhões em tecnologia semiautônoma e autônoma, segundo um levantamento do Brookings Institute.

Dizem os especialistas que as novas tecnologias do automóvel vão melhorar a segurança das pessoas nas ruas e no volante, evitando acidentes e ajudando em situações de emergência e no fluxo do trânsito. Isso é incontestável.

O Nissan Altima 2019: traz o sistema ProPilot Assist  que controla a aceleração, direção, frenagem entre outros recursos
Divulgação
O Nissan Altima 2019: traz o sistema ProPilot Assist que controla a aceleração, direção, frenagem entre outros recursos

A tecnologia semiautônoma já está disponível no Brasil em muitos modelos. É claro que ainda são caros. Mas os novos sistemas, antes encontrados apenas em veículos de alto luxo ou de palito desempenho, vão sendo introduzidos gradativamente em modelos mais acessíveis nos modelos 2019.

A lista de novidades é grande. Cada uma das tecnologias mais usadas hoje nos veículos visa contribuir tanto para a segurança como para o conforto nos veículos. Reproduzo a seguir um sumário de itens que podem te ajudar a concluir se essas tecnologias já fazem ou não a diferença.

Tecnologias para a conectividade

Os aplicativos móveis mudaram o modo como interagimos com os carros. Hoje, grande parte dos sistemas de multimídia dos veículos permitem a conexão com vários aplicativos de entretenimento e serviços.

LEIA MAIS: Carros autônomos vão dar certo? Saiba o que vem por aí

O sistema de info-entretenimento com tela capacitiva sensível ao toque permite controlar o som, a navegação, o ar condicionado e os aplicativos do celular de forma interativa e fácil de usar. Nessa categoria, o que deixa acessar o CarPlay da Apple e o Android Auto do Google são os mais familiares, segundo os especialistas. Basta conectar o celular e o sistema assume as funções do celular  e por voz é possível fazer ligações telefônicas, enviar e receber mensagens, acessar músicas, mapas e controlar outros recursos incorporados aos telefones móveis.

As entradas USB são indispensáveis no “carro inteligente”.  Um carro cheio de portas de entradas USB (ou duas no mínimo)  é ideal para atender a todos na hora de recarregar a bateria de seus celulares. Muitos veículos apresentam ainda tomadas de energia de 110 volts na frente e na traseira, que são úteis para carregar equipamentos de vídeo, um entretenimento cada vez mais usual para as crianças no veículo.

A Chrysler Pacifica quer reinventar o segmento das minivans no design e conforto, trazendo 9 entradas USB
Divulgação
A Chrysler Pacifica quer reinventar o segmento das minivans no design e conforto, trazendo 9 entradas USB



Tecnologias de prevenção de acidentes

Os faróis inteligentes com LED  funcionam muito bem para evitar acidentes noturnos. Alguns modelos oferecem o farol inteligente com lâmpadas "giratórias" que também direcionam o facho de luz para os lados, permitindo, por exemplo, a visualização de pedestres, enquanto o sistema de controle automático de farol alto impede que a iluminação atrapalhe outros motoristas.

O Citroen C4 Lounge 2019 passou por uma reestilização e a nova frente inclui  faróis full-led com iluminação diurna
Divulgação
O Citroen C4 Lounge 2019 passou por uma reestilização e a nova frente inclui faróis full-led com iluminação diurna

O “Teen Driver” (Motorista Jovem) é um recurso que pode aliviar um pouco a  preocupação dos pais com os filhos ao volante. Hoje vários modelos têm alguma tecnologia inteligente que pode ser ajustada para o carro ser dirigido em uma determinada velocidade, dar partida apenas se os cintos de segurança estiverem colocados ​​e até mesmo controlar o som no interior do veículo.

O controle de cruzeiro adaptativo é outra tecnologia importante de assistência ao motorista. Usando um conjunto de sensores embutidos no carro, ele ajusta a velocidade em relação ao outro da frente. O motorista não precisa estar constantemente pisando no acelerador e freando numa rodovia, por exemplo. Alguns sistemas permitem que o carro pare por completo e, em seguida, comece a andar automaticamente, o chamado stop-and-go que torna a direção no tráfego urbano menos cansativo.

LEIA MAIS: Venda mundial de carros acirra estratégias
O alerta de trânsito cruzado traseiro ajuda muito especialmente nos estacionamentos de shopping ou onde as vagas são em paralelo. Nessa situação são comuns os acidentes de carro em baixa velocidade ao sair de uma vaga. Graças aos sensores embutidos na parte traseira do carro, o sistema pode alertar sobre a aproximação de outro veículo na lateral.

A frenagem de emergência automática utiliza uma variedade de sensores para determinar se uma colisão frontal é iminente e aplica automaticamente os freios para diminuir gravidade ou evitar uma batida. Alguns equipamentos de assistência detecta a aproximação de um pedestre. Os sistemas são extremamente eficientes, mas é um último recurso acionado automaticamente porque  a parada é sempre muito brusca.

O Ford Fusion 2019 virá com o sistema Co-Pilot360 com, entre outros recursos, a frenagem automática
Divulgação
O Ford Fusion 2019 virá com o sistema Co-Pilot360 com, entre outros recursos, a frenagem automática

A assistência de permanência na faixa de rodagem  (“Lane Keeping Assist) alerta sobre a condução distraída. Esse sistema usa câmeras para determinar se um carro se moveu fora pista marcada.  O aviso pode ser visual, audível ou até mesmo uma vibração no assento ou no volante. O sistema se desliga quando o veículo está na faixa correta.

A câmera de 360 ​​graus é muito útil nos cruzamentos, na saída de garagem e na visualização de aproximação de pedestres. Atropelamento e colisões em baixa velocidade são as mais comuns. Esse sistema combina câmeras em todos os lados do carro com programação inteligente. A tela no painel mostra uma visão virtual de cima para baixo do ambiente ao seu redor.

O SUV Volvo XC40 2019 chega ao Brasil com o mais completo sistema de segurança, incluindo o monitoramento 360 graus
Divulgação
O SUV Volvo XC40 2019 chega ao Brasil com o mais completo sistema de segurança, incluindo o monitoramento 360 graus

Sem dúvida, são equipamentos cada vez mais indispensáveis e úteis na condução de um veículo. Resta esperar quando muitos dessas tecnologias vão ser oferecidas aos veículos populares que representam a grande maioria nas vendas no mercado brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.