Tamanho do texto

Empresa alemã deve investir pesado no segmento e anuncia outros 70 novos modelos em todas as marcas de seu grupo

Nova geração do VW Golf antes do lançamento
Reprodução/Instagram
O Golf 8 será um modelo totalmente conectado com funções de direção autônoma. Poderá ser híbrido ou elétrico

Mudar é preciso e o grupo alemão Volkswagen parece ter entendido que a máxima é necessária para sobreviver. Se, há quatro anos, estava sendo acusada de fraudes em testes de emissões de gases poluentes de seus veículos a diesel, hoje anuncia que lançará 70 novos carros elétricos, além de versões híbridas, nos próximos dez anos, totalizando uma frota de 22 milhões de veículos, entre os quais alguns VW Golf.

LEIA MAIS: VW Golf GTI 2019:  a lenda do único esportivo do segmento no Brasil

“A Volkswagen mudará radicalmente em relação à gama de seus produtos e à proteção do clima", explicou o CEO Herbert Diess. A razão mora no comportamento do consumidor, que vem se transformando junto com o planeta: a empresa projeta que, até 2040, 70% dos carros vendidos na Europa serão elétricos, e outros 10 a 20% serão de híbridos plug-in. Os Estados Unidos terão  60% de carros elétricos, enquanto na China o número será ainda maior, com 85% desses veículos. Entre outras novidades, estará o VW Golf 8.

Os novos modelos de carros elétricos e híbridos serão projetados dentro dessa realidade contemporânea e usarão uma nova arquitetura, conhecida pela sigla MEB, mais leve, sustentável e acessível.  E Golf Geração 8 encabeça a lista de lançamentos. Segundo a VW, terá versões híbrida plug-in ou 100% elétrica e levará a marca à era dos veículos totalmente conectados com funções de direção autônoma.

LEIA MAIS: Morre o VW Golf 1.0 TSI. Mas será que ele valia a compra? Assista ao vídeo

Uma nota oficial da empresa diz que o famoso modelo hatch  terá muitos softwares a bordo e estará sempre on-line. O seu painel terá instrumentos digitais e os sistemas de assistência serão referência em termos de conectividade e segurança. 

Deverá chegar na sequência, previsto para 2020 na China, o ID Concept, carro da Volks que já nasce elétrico. Terá o tamanho do Golf e espaço interior igual ao do Passat.

ID Concept
Divulgação
Semelhante na new Beetle, o ID Concept faz parte da família totalmente elétrica da Volkswagen

Será o primeiro dos modelos elétricos da chamada família ID a ser vendido, seguido por ID Roomzz (um esportivo SUV), ID Buzz (uma minivan parecida com a Kombi) e ID Scirocco (um cupê tipo Passat). A família poderá ter ainda um membro curioso, o ID Buggy, um carro-conceito inspirado nos icônicos buggies dos anos 60.

ID Buzz
Divulgação
Com a minivam ID Buzz a idéia é trazer de volta a Kombi 100% elétrica. A VW pensa também no ID Buggy

Conforme esta coluna adiantou, no Salão de Xangai, a Volkswagen já mostrou o conceito ID Roomzz, um luxuoso SUV, totalmente elétrico, para sete lugares, previsto para os mercados chineses e norte-americano, em  2021.

Agora, a partir de19  de abril, acontece o Salão de Nova York , nos Estados Unidos, e a montadora alemã exibe uma versão atualizada de um conceito de SUV Hybrid Plug-in derivado do novo Atlas Cross Sport.

VW Atlas Cross Sport
Divulgação
O novo VW Atlas Cross Sport terá uma versão híbrida plug-in de alta potência. Ele está no Salão de Nova York (EUA)

O conceito híbrido plug-in do SUV utiliza um motor V6 a gasolina, de 276 cv, que funciona em conjunto com dois motores elétricos montados na frente e atrás do veículo alimentado por uma bateria de ion-lítio. O motor dianteiro produz 40 kW e o traseiro 85 kW, o que resulta  em 355 cv de potência combinada. O veículo faz de 0 a100 km/h em 5,4 segundos e atinge velocidade máxima é de 209 km/h.

Não aos combustíveis fósseis

O cerco ao combustíveis fósseis está se fechando. Este mês, as autoridades inglesas criaram um novo pedágio, equivalente a R$ 63, para veículos antigos circularem no centro de Londres. Vale para carros e vans a diesel fabricados antes de 2015, ou veículos a gasolina até 2006 e motos até 2007.

LEIA MAIS: Precisamos falar sobre o Golf, que agora tem apenas uma versão no Brasil

No Brasil, está em tramitação um projeto de lei do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que prevê que, a partir de 2030, seja proibida a venda de automóveis movidos exclusivamente a combustíveis fósseis, com gasolina, diesel e GNV. O projeto diz ainda que, dez anos depois, toda frota circulante deverá usar etanol, biodiesel ou eletricidade como combustível.