Tamanho do texto

Cinema também mostra corridas da Fórmula E, no Festival de Cannes, em documentário produzido por Leonardo DiCaprio

Os filmes do James Bond são clássicos marcados por carros como astros usados em perseguições e momentos de romance. Na próxima estreia mundial da famosa série, o agente 007 vai trocar seu possante V8 DB10 pelo novo Aston Martin Rapide E, de edição limitada e totalmente elétrico.

LEIA MAIS: Jeep Renegade e Compass entrarão para a lista de carros híbridos plug-in

Rapide
Divulgação
O Aston Martin Rapide E terá uma produção limitada em 155 unidades que serão vendidas após a estreia do filme em abril de 2020

Para vendas especiais pós-filme, até agora, a Aston Martin confirmou a produção de 155 unidades do Rapide E. As primeiras entregas para o público estão programadas para depois do lançamento do longa. O Rapide E terá velocidade máxima de 250 km/h, fará de 0 a 100 em menos de 4 segundos. Promete mais de 200 quilômetros de autonomia com uma bateria de 65kW. Dois motores  elétricos traseiros produzirão cerca de 600 cavalos de potência. Será vendido por cerca US$ 331.000.

O personagem James Bond sempre dirigiu carros de luxo que mostraram a tecnologia de uma época. Não surpreende, agora, ser dono de um carro elétrico .

Rapide
Divulgação
O filme da série James Bond sempre mostrou tecnologias de uma época e não é de surpreender que agora use um carro EV

Ainda sem nome divulgado e com estreia prevista para abril de 2020, o novo filme tem direção do cineasta e ambientalista americano Cary Joji Fukunaga. Vencedor do Emmy com a série “True Detectives”, ele contará com o ator Daniel Craig, 50 anos, como protagonista - que interpretará pela quinta vez o espião, já vivido por Sean Connery, Roger Moore e Pierce Brosnan.

Fórmula E em Cannes 

Outra ação do cinema mundial também destaca veículos elétricos. Foi apresentado no Festival de Cannes, na França, o documentário  “And We Go Green”, que aborda as corridas de carros elétricos na Fórmula E. O filme é dirigido pelos vencedores do Oscar Fisher Stevens e Malcolm Venville e produzido por Leonardo DiCaprio.

LEIA MAIS: Todos os modelos da Toyota devem se tornar híbridos

Fórmula E
Divulgação
O ator Leonardo DiCaprio é fã de carros elétricos e tem uma equipe na Fórmula E, categoria que considera o futuro do automobilismo

Trata-se de um olhar para os bastidores do campeonato mundial da categoria do automobilismo que mais cresce nos últimos quatro anos. O documentário narra como essa inovadora corrida de automóveis elétricos amadureceu. Atualmente, um veículo da Fórmula E chega a uma velocidade de 280 km/h.

Fórmila E
Divulgação/FIA
Um carro elétrico da Fórmula E, campeonato que mais cresce no mundo, chega a atingir uma velocidade de 280 km/h

O filme apresenta cenas da temporada vitoriosa do piloto francês Jean-Eric Vergne e um resumo das 16 provas em países como Arábia Saudita, China, Estados Unidos, Mônaco, França e México. Na América do Sul, o Chile é o único a ter uma prova no calendário. No Brasil, São Paulo e Rio de janeiro brigam para sediar um GP de Fórmula 1. Talvez, um deles poderia buscar ter uma prova do Campeonato Mundial de Fórmula E que, certamente, atrairia muita atenção do público brasileiro.

LEIA MAIS: Ford Mustang terá motor híbrido de alto-desempenho em 2020


O documentário mostra como a competição impulsiona o desenvolvimento tecnológico e como o esporte pode alterar as percepções de veículos elétricos. “And We Go Green” também se encaixa no interesse de DiCaprio no combate ao aquecimento global e à poluição do ar.