Tamanho do texto

Assista ao vídeo do novo SUV da marca francesa feito no Brasil. Novo modelo chega para aumentar as vendas da fabricante no País

A primeira ofensiva da Citroën em sua nova fase é o lançamento do Cactus, com jeito de SUV construído na plataforma PF1, derivada da arquitetura usada no Peugeot 2008.  Design moderno e que foi projetado pela engenharia brasileira, mas primeiro foi lançado na Europa. A marca espera se reposicionar no mercado com Citroën C4 Cactus e seus novos revendedores e com ele chegam várias outras soluções de pós vendas, assistência, entre outros.

LEIA MAIS: Os espinhos no caminho do Citroën C4 Cactus

A marca está passando por grandes transformações no Brasil junto com a chegada do  Citroën C4 Cactus . O objetivo é aumentar sua participação de mercado, que é muito pequena e já foi melhor. O grupo que já foi o maior revendedor da marca no Brasil, não está mais trabalhando com Citroën.

 Novos concessionários foram nomeados e a direção da Citroën hoje é a mesma da Peugeot, comandadas por Ana Theresa Borsari. Na verdade houve uma união entre as duas marcas que pertencem a PSA, ficando de fora apenas as áreas comerciais e outras que tratam diretamente com o consumidor. Continuam sendo concorrentes.

Citroën C4 Cactus: traseira tem um certo aspecto ousado pelo formato do perfil da tampa do porta-malas
Divulgação
Citroën C4 Cactus: traseira tem um certo aspecto ousado pelo formato do perfil da tampa do porta-malas

Fruto de um projeto global, com desenvolvimento e produção realizados na América Latina, o Citroën C4 Cactus representa com exatidão a nova assinatura “Inspired By You”, inspirada pela vida e atitude das pessoas. Conectado e tecnológico, o SUV reflete a própria ousadia da marca, caracterizado por um design provocante, um desempenho surpreendente e um conforto global de referência, uma marca registrada da Citroën.

LEIA MAIS: Citroën começa a produzir C4 Cactus no Brasil. Saiba mais detalhes

O Citroën C4 Cactus traz, desta forma, respostas às necessidades de um amplo leque de novos consumidores, que valorizam a estética, a modernidade e o bem- estar em seu dia a dia, aliadas às amplas possibilidades oferecidas pelo território SUV.

“Mais do que um produto estratégico, o C4 Cactus representa para nós a renovação da Citroën, totalmente conectada aos desejos e necessidades de nossos clientes. Ele é a essência da marca hoje e chega para romper com os códigos do segmento”, afirma Ana Theresa Borsari, Country Manager da Peugeot, Citroën e DS.

Detalhes do design do Citroën C4 Cactus

Citroën C4 Cactus frente arrojada é um dos pontos que mais chamam atenção no novo SUV da marca francesa
Divulgação
Citroën C4 Cactus frente arrojada é um dos pontos que mais chamam atenção no novo SUV da marca francesa

 Com uma silhueta marcante, o Novo C4 Cactus nasce da inspiração das equipes de design do Groupe PSA da América Latina para atender as demandas e o gosto dos clientes latino-americanos.

 Idealizado e desenvolvido no Brasil – e posteriormente exportado para outros mercados mundiais –, o C4 Cactus honra a tradição Citroën na produção de veículos icônicos e à frente de seu tempo.

LEIA MAIS: Citroën lança o SUV C4 Cactus no Brasil a partir de R$ 68.990

 Logo no primeiro olhar, o modelo seduz por seu estilo moderno e disruptivo, caracterizado por linhas orgânicas e pela frente alta, expressiva. Um design ao mesmo tempo forte e equilibrado, mas que ousa ao reinterpretar os códigos tradicionais do universo SUV, propondo uma silhueta mais dinâmica.

 Assim como os últimos lançamentos da marca, a frente se destaca pelo grupo ótico em dois níveis, que valorizam a expressão e a identidade. Destaque para o exclusivo teto “flutuante”, as belas e funcionais barras de teto, as rodas aro 17“ diamantadas com pneus de uso misto e os protetivos Airbump®, verdadeira assinatura estilística do modelo.

 Na traseira, reconhecível por suas formas musculosas, destaque para o aerofólio integrado e para os módulos em LED com efeito 3D, que asseguram uma assinatura luminosa gráfica e tecnológica do  Citroën C4 Cactus.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.