Tamanho do texto

Além de muita história e nostalgia, o Fiat 500 é o modelo mais vendido do Grupo FCA há dois anos. Veja o vídeo e descubra mais sobre o pequeno

O icônico Fiat 500, o cinquecento, está comemorando 62 anos e hoje é o modelo mais vendido do Grupo FCA há dois anos e carro chefe da família que leva seu nome, os modelos 500, 500X e 500L, que recentemente alcançou a marca de três milhões de unidades vendidas na Europa. Para comemorar o aniversário a Fiat está lançando a versão especial 500 Dolcevita, incorporando o verdadeiro glamour italiano.

LEIA MAIS: A briga vai esquentar entre concessionários e a Ford Caminhões

O Fiat 500 contribuiu para motorizar a Europa nos anos cinquenta e até hoje surpreende com seus números. E os 62 anos do Cinquecento coincide com os 120 anos da marca italiana, um marco que poucos fabricantes de automóveis no mundo podem comemorar.

O novo Fiat 500 Dolcevita dedica-se aos clientes em busca de exclusividade e elegância. Os mesmos valores estão implicitos ao estilo italiano mais autêntico que no imaginário coletivo, incorporado pelos anos "Dolce Vita". Como condizente com uma diva intemporal, o novo carro ostenta uma decoração exclusiva, reforçada por uma linha de beleza branca e vermelha desenhada em torno de toda a silhueta.

LEIA MAIS: Peugeot 2008 agora com a cara de seus irmãos maiores e só com câmbio automático

A elegância é reafirmada pelo aplique "Dolcevita" na traseira que complementa perfeitamente a moldagem cromada no capô, as capas do espelho retrovisor e a moldagem lateral com a etiqueta "500". O visual é complementado por elegantes rodas de liga leve de 16 polegadas com acabamento diamantado e teto de vidro Skydome na versão hatchback.

Pela primeira vez na história do modelo, ele é equipado com um teto listrado branco e azul horizontal com o logo bordado em vermelho "500" inspirado nas espreguiçadeiras e guarda-sóis da Riviera Italiana dos anos sessenta. Essas pinceladas de cor, aludindo a areias brancas e mares azuis, são criadas com um processo de produção usando teares que tecem simultaneamente os fios azul e branco para obter um efeito azul novo e o fio vermelho para o logotipo "500", que é exclusivo para esta edição especial.

LEIA MAIS: Nova Nissan Frontier agora tem 4 versões e ganha câmbio manual

Este ano também a Fiat comemora o décimo aniversário do 500 conversível, expressando a abordagem "livre e emocional" do automobilismo. Lançado em 2009, o irresistível 500C é uma homenagem ao carro aberto de 1957, mas também apresenta soluções de última geração, especialmente a inovadora capota de lona, ​​uma verdadeira "janela ao céu".

Interior e mecânica

interior do Fiat 500 arrow-options
Divulgação
Fiat 500 Dolcevita é mais uma versão que carrega personalidade e bom gosto. Além disso, tem equipamentos modernos

A mesma elegância refinada está no interior do 500 Dolcevita com seu painel de madeira e linha de beleza contrastante. Para garantir a estabilidade, flexibilidade e perfeita resistência ao longo do tempo, a madeira é aplicada em um invólucro de carbono ultraleve por meio de um processo que reúne artesanato, lixamento, tingimento, acabamento e controle de qualidade e processos industriais, como estampagem, fresamento e montagem.

Disponível em duas configurações, hatchback e conversível, a gama de motorização do Fiat 500 Dolcevita inclui o motor de 69 HP-1,2-litro acoplado a transmissão Dualogic, automática ou manual, o 85-cv 0,9 litros Twin Ar e o 69- hp 1.2 diesel, ambos com transmissão manual.