Yamaha Fluo vem com farol que funciona apenas com LED no lugar das lâmpadas convencionais
Divulgação
Yamaha Fluo vem com farol que funciona apenas com LED no lugar das lâmpadas convencionais


Eis que a Yamaha nos surpreende com mais um scooter com motor de 125  cm³ , mais sofisticado do que o Neo, que continua em produção. É o novo  Yamaha Fluo , scooter de rodas pequenas – 12 polegadas, contra as 14 do Neo – que vem equipado com uma série de itens tecnológicos.

Apesar das semelhanças, o novo Yamaha Fluo não briga diretamente com o  Honda Elite , uma vez que está mais próximo, em termos de preço, do cub Honda Biz 125. Já que estamos falando em valores, vamos, extraordinariamente, antecipar o preço do novo Yamaha Fluo: R$ 13.390.

Na comparação, é o Honda Biz 125 que mais se aproxima desse valor, R$ 12.360 , uma vez que o Honda Elite custa bem menos, R$ 10.850 . O scooter  Yamaha Neo custa R$ 11.090.

Nessa escalada de valores, fica fácil imaginar que o scooter de 125 cm³ (ou cub) mais sofisticado seja mesmo o novo Yamaha Fluo , que tem, como itens de série, freios ABS na dianteira, sistema Stop&Start, Smart Key e pneus um pouco mais largos.

A Yamaha nos surpreendeu com o novo scooter Fluo
Divulgação
A Yamaha nos surpreendeu com o novo scooter Fluo

O scooter da marca logo acima do Fluo é o NMax 160 , que custa R$ 16.590 . Na concorrência, o scooter Honda PCX 150 parte de  R$ 14.260 e chega a R$ 16.250.

O Yamaha Fluo continua surpreendendo, desde o momento em que seus atributos são revelados, até na hora de ser avaliado dinamicamente. Por ter ocorrido antes de seu lançamento oficial, o test ride foi feito em local fechado, uma pista de kart, onde mostrou muitas de suas qualidades, mas as surpresas deverão continuar por ocasião de uma avaliação mais real, pelas ruas e, talvez, estradas, no uso urbano e cotidiano.

O motor do Yamaha Fluo , o mesmo que equipa o Neo (com algumas modificações, para utilização do sistema Stop&Start), tem exatos 124,8 cm³ de cilindrada (5,24 mm x 5,79 mm de diâmetro e curso do pistão) , com potência declarada de 9,5 cv e torque de 1,0 kgfm . A refrigeração é a ar, com cabeçote de comando simples e duas válvulas (SOHC).

motor é o mesmo 125 do Yamaha Neo, ajustado para receber o sistema Stop&Start
Divulgação
motor é o mesmo 125 do Yamaha Neo, ajustado para receber o sistema Stop&Start

No circuito plano e fechado, o novo Yamaha Fluo mostrou funcionamento bastante suave, não chegando a exigir das suspensões, a dianteira com curso de 90 mm e a traseira, monoamortecida, com curso de 88 mm.

Os freios, no entanto, foram avaliados em provas de frenagem no piso seco e no molhado, para verificação da atuação do sistema ABS na roda dianteira  (disco de 200 mm, tambor traseiro de 130 mm ).

Os itens que diferenciam o Yamaha Fluo da concorrência, e que justificam seu maior valor de aquisição, são o sistema Stop&Start, o freio ABS na dianteira e o sistema Smart Key, além dos pneus mais largos, que lhe propiciam um visual ligeiramente mais robusto que o do Honda Elite ( 100 mm  na dianteira, contra 90 mm da Honda, e 110 mm na traseira, contra 100 mm  da Honda) .

Leia Também

Outro item interessante é o volume do espaço embaixo do banco, que, depois de uma série de tentativas de posição, conseguiu acomodar meu capacete fechado meio avantajado.

Na experimentação em local fechado, com piso perfeito, o Yamaha Fluo se mostrou bem confortável
Divulgação
Na experimentação em local fechado, com piso perfeito, o Yamaha Fluo se mostrou bem confortável

A maioria dos porta-capacetes consegue fechar apenas com um capacete aberto, ou um fechado pequeno. A abertura do banco é elétrica, assim como a do bocal de abastecimento, em local de fácil acesso.

Ainda no anteparo frontal, um p onto de energia 12 volts permite carregar um telefone, porém não há um local para apoiar o aparelho, como um porta objetos.

O sistema Stop&Start do Yamaha Fluo conta com um funcionamento diferenciado, dependendo do ritmo de pilotagem: em tráfego urbano normal, ele desliga o motor em 1,5 segundos, enquanto que, em tráfego mais intenso, quando o “para e anda” é mais frequente, ele desliga apenas depois de 5,0 segundos.

A reativação do motor é instantânea ao acionar o acelerador, em ambos os casos. Uma chave no punho direito do guidão permite desligar o sistema (nesse caso, o motor nunca será desligado automaticamente em paradas).

Porte compacto, porém com pneus mais largos, dá a impressão de ser maior
Divulgação
Porte compacto, porém com pneus mais largos, dá a impressão de ser maior

O sistema Smart Key de chave presencial é detectado a partir de 20 metros de aproximação, o que é útil para achar o veículo em um estacionamento, por exemplo. Para isso é necessário apertar um botão no controle para um ligeiro sinal sonoro.

O sensor não precisa ser manuseado, podendo ficar guardado no bolso ou na mochila. Nesse caso, a partir de 1,5 metros de aproximação, o sistema é acionado e basta montar no scooter, girar o seletor de ignição, acionar a partida e sair acelerando.

Apesar de ser um scooter compacto, pesando apenas 98 kg (seco), o  Yamaha Fluo oferece uma boa posição de pilotagem, com piso plano, contando, inclusive, com um inédito ajuste de altura da pedaleira do garupa, que pode ser posicionada em 25 mm na vertical.

O Yamaha Fluo tem garantia de quatro anos, revisões a preço fixo e estará disponível na rede da marca a partir do início do mês de abril. As cores serãoo tradicional azul Yamaha (Racing Blue), preto Midnight e branco Cristal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários