Tamanho do texto

Modelo japonês é uma boa opção de sedã médio com visual esportivo no mercado. Veja mais informações.

O Brasil sempre foi um país carente de esportivos baratos. Por isso, algumas montadoras criaram versões esportivas, para tentar agradar o publico que gosta de carro com um apelo um pouco mais agressivo. E é justamente de um representante dos sedãs médios que iremos falar na coluna de hoje: o Toyota Corolla XRS.

LEIA MAIS: Toyota Etios X 1.3: veja o vídeo do sedã compacto com câmbio automático

O sedã usa o mesmo motor 2.0 aspirado de até 154 cavalos, 20,7 kgfm de torque máximo e a tradicional transmissão CVT com 7 marchas simuladas no modo manual. O motor do Toyota Corolla XRS é o mesmo que a marca japonesa usa nas demais versões do sedan (XEi e Altis), entretanto conta com um kit visual um pouco mais agressivo.

A receita do XRS é simples. A Toyota investiu em apliques na parte inferior do carro, com saias nas laterais, dianteira e traseira. As rodas são de 17 polegadas com tonalidade cinza e diamantado. O destaque fica por conta da saída de escapamento aparente e também pelo aerofólio no porta-malas, realmente deixando o sedan com uma cara mais agressiva que as demais versões.

LEIA MAIS: Honda Civic Sport: versão mais simples é a melhor de dirigir

A Toyota também colocou o novo farol em LED com DRL na versão esportiva, e como um bom esportivo, interior totalmente preto. Bancos (em couro), portas e console são revestidos em preto, mas o kit XRS para por aí, no restante, tudo é igual as demais versões.

Bem equipado

Toyota Corolla XRS
Renato Maia/Falando de Carros
Toyota Corolla XRS

A versão XRS não é a mais cara da linha, mas conta com bons itens. O sedã  conta com ar condicionado digital apenas de uma zona, vidros elétricos automático nas quatro portas, partida no botão, função Sport e central multimídia com GPS integrado e TV digital.

LEIA MAIS: Confira os detalhes do novo Chevrolet Equinox

Como todo Toyota Corolla, a linha 2018 agrada, o carro é confortável, e sobretudo econômico. Na estrada o sedan bate seus 14 km/l e na cidade chega aos 10 km/l, isso quando abastecido com gasolina. Mas, é importante dizer que com a chegada do controle de tração e estabilidade, que é um item de série em todas as versões, a suspensão precisou ser reajustada. O sedan ficou ligeiramente mais firme, o que não agrada muito que gostava do excelente conforto do Corolla. Confira no nosso vídeo detalhes, tudo sobre um dos carros mais vendidos do Brasil.