Tamanho do texto

A picape ainda é a grande aposta da Fiat para seguir no topo das vendas do segmento, antes de pensar em atualizações, como uma reestilização

A Fiat Toro chegou ao mercado revolucionando o segmento de picapes e logo se tornou não apenas um dos modelos mais desejados do país como também o modelo mais vendido do segmento. Apesar de muitos elogios sobre a picape, muitas pessoas reclamam do desempenho e do consumo da versão 1.8 Flex. Mesmo assim, isso não interfere nem um pouco nas vendas.

LEIA MAIS: Fiat Argo 1.3 Drive: uma das versões mais interessantes do hatch. Veja vídeo

Segundo a imprensa especializada e alguns proprietários, falta potência à versão 1.8 flex, que também deveria gastar menos combustível. Por isso, a marca italiana ajustou em dois pontos, adicionando a função Sport e também o recurso Start & Stop.  Com as mudanças, a fabricante teve como objetivo acabar com a repercussão da falta de potência do  Fiat Toro .

LEIA MAIS: Jeep Compass Longitude Flex: como anda a versão que mais vende?

Com motor de 139 cavalos, a picape tem um comportamento honesto para uso na cidade, mas isso com a caçamba vazia. A função Sport tornou o carro um pouco mais ágil, dando respostas mais rápidas, mas isso não quer dizer que a potência foi alterada. Mesmo assim, o Fiat Toro flex deve em agilidade e caso o motorista queira potência, ele vai sofrer com outro fator: o consumo.

LEIA MAIS: Volkswagen Virtus é diferente do Polo, apesar da mesma aparência. Veja vídeo

Por causa do motor aspirado e do peso da picape, dar potência significa aumentar o giro, deixando o consumo médio na casa dos 4 km/l na cidade com etanol e não passando dos 9 km/l na estrada pelo que notamos pelo computador de bordo no dia a dia. Já a função Start & Stop ajudou um pouco no consumo, principalmente em congestionamentos.

Fora isso, segue a mesma

O Fiat Toro ainda é aposta da marca italiana de seguir na liderança de vendas no segmento de picapes
Renato Maia/Falando de Carro
O Fiat Toro ainda é aposta da marca italiana de seguir na liderança de vendas no segmento de picapes

Apesar da mudança de ano/modelo, o Fiat Toro Freedom 2018 continua com a mesma estética e interior. Outro detalhe que muitos usuários reclamam é a necessidade de uma central multimídia maior. Mesmo nas versões mais caras, todo Fiat Toro tem a mesma central  com tela pequena, que chega a ser até  menor que muitos celulares à venda no mercado.

Entre prós e contras,  a picape se tornou querida pelo público, o que reflete no sucesso nas vendas. Sabemos que o brasileiro, de modo geral, tem um certo carinho por picapes e ao longo dos anos, modelos como S10, Ranger e Hilux cresceram muito, ficando inviáveis para uso urbano. O Fiat Toro chegou exatamente com essa proposta, de ter uma picape média para uso na cidade e para quem faz pequenas viagens e precisa de caçamba.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.