Tamanho do texto

Saindo por R$ 430.000, o SUV pesa 2,3 toneladas, mas vai de 0 a 100 km/h em apenas 5,8 segundos e faz 10 km/l na cidade, segundo a fabricante

De uns anos para cá, a eficiência energética se tornou o principal foco das fabricantes. Algumas buscam motores menores, seguindo a tendência de downsizing , mas algumas apelam para a energia elétrica, que é o caso do Porsche Cayenne S e-Hybrid.

LEIA MAIS: Aceleramos o novo Porsche Panamera E-Hybrid na pista

O SUV de 2,3 toneladas usa motor V6, sobrealimentado, com 333 cavalos e outro elétrico, com 95 cavalos de potência. Combinados, são 416 cavalos e 60,2 kgfm de torque máximo. Segundo a Porsche , o Cayenne híbrido vai de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos, com câmbio  automático, de 8 marchas

Porsche Cayenne Turbo S e-Hybrid: há 16 anos, quando foi lançado, agrada a quem procura por conforto e esportividade
Renato Maia/Falando de Carro
Porsche Cayenne Turbo S e-Hybrid: há 16 anos, quando foi lançado, agrada a quem procura por conforto e esportividade

Esse Cayenne foi um dos primeiros modelos híbridos, portanto, não se trata de um dos carros mais econômicos do mercado, mas para um SUV o resultado ainda é bom. A ideia dos motores híbridos é trabalhar em conjunto com os a combustão, o que gera um bom ganho de autonomia e economiza combustível. No caso do Porsche Cayenne S e-Hybrid, o consumo é de 10 km/l na cidade, chegando aos 12 km/l na estrada.

LEIA MAIS: Toyota Prius 2018: como anda o híbrido mais em conta à venda no Brasil

Não são números expressivos para modelos híbridos se pensarmos que Prius e Fusion Hybrid chegam aos 17 km/l na cidade, mas pensando em um SUV um pouco mais esportivo, o consumo está bem aceitável.

Luxo e entretenimento

O interior recebe acabamentos refinados e uma série de equipamentos para entretenimento, como 12 alto-falantes
Divulgação
O interior recebe acabamentos refinados e uma série de equipamentos para entretenimento, como 12 alto-falantes

Por se tratar de um Porsche, luxo não falta para o modelo. Essa versão está equipada com pacote de couro, que inclui acabamento premium nas portas, console, além dos bancos (elétricos) e volante. Essa versão também contava com ar condicionado dual zone, central multimídia com GPS integrado além de conexão USB e sistema de som Bose, com 12 alto-falantes.

LEIA MAIS: BMW i3: como é a vida andando de elétrico em São Paulo

Já no conforto, o Porsche Cayenne S e-Hybrid agrada. Equipado com suspensão pneumática com três níveis de ajustes, deixam o modelo mais confortável para uso urbano e até mesmo mais firme, para que gosta de acelerar.

Apesar de ser um carro de R$ 430 mil, alguns itens de tecnologia não estão presentes nessa versão. Sensor de ponto cego, controle de cruzeiro ddaptativo, leitor de faixa e outros itens do gênero não fazem parte do Porsche Cayenne, itens que já vêm em modelos bem inferiores ao SUV da marca de Stuttgart (Alemanha), quando o assunto é preço.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.