Tamanho do texto

Raro exemplar da versão mais bem equipada do modelo da VW roda em perfeito estado e com detalhes originais de fábrica. Assista ao vídeo

O VW Passat foi um dos maiores sucessos da marca no mercado brasileiro. E no mundial também. Na verdade, ainda é. A versão atual traz tecnologia de sobra, motor turbo e um estilo sóbrio que vem conquistando o segmento dos sedãs premium. Essa história começou por aqui em meados da década de 70.

LEIA MAIS: Monza Classic 500 EF: versão exclusiva do sucesso de vendas

Naquela época, a marca alemã era focada exclusivamente nos modelos refrigerados a ar. Nesse sentido, sua publicidade toda era voltada para enaltecer as boas características técnicas dos aircooleds , tal como o VW Passat , e criticar a fragilidade dos concorrentes.

Com a chegada do Passat a história mudou. A partir daquele momento a marca também tinha seu modelo refrigerado a água e isso pedia medidas urgentes, ou quase isso, para mostrar que ele também tinha pontos positivos apesar da configuração mecânica diferente.

LEIA MAIS: Ford Galaxie Caltabiano: requinte e exclusividade

Após um início turbulento a coisa deu certo. O Passat emplacou nas vendas e logo comprovou sua superioridade em relação aos concorrentes. Em 1976 a versão TS chegaria para se tornar objeto de desejo dos jovens da época com faixas laterais e muito estilo.

Volkswagen Passat GLS mostra elegância com rodas de liga-leve faróis de neblina e detalhes cromados, entre outros itens
Renato Bellote/iG
Volkswagen Passat GLS mostra elegância com rodas de liga-leve faróis de neblina e detalhes cromados, entre outros itens

O carro da matéria nessa semana é um GLS de 1983. Nesse ano o Passat recebeu retoques no desenho que realmente rejuvenesceu seu estilo, com novas versões e também mais opções para o consumidor. Vale ressaltar que somente nesse período a versão foi oferecida no mercado.

Mas é aí que temos algo a mais. O proprietário resolveu apimentar a receita com uma das fórmulas mais antigas do mundo automotivo: o swap. Para quem não entendeu a mensagem basicamente significa trocar o motor por outro mais potente. No caso o de 1,8 litro, comprado diretamente da concessionária.

A dirigibilidade do Passat sempre foi elogiável. Nesse caso, com mais lenha para queimar, dá para dizer que a combinação ficou excepcional. O carro ficou ágil e bem acertado nas curvas. Os freios redimensionados também dão conta do recado. E tudo isso com a aparência original do conjunto, com destaque para as rodas de 13 polegadas. Realmente um projeto de bom gosto.

VW Passat com preparação de época

Versão TS com preparação  chega aos 120 cv de potência, mais do que os 99 cv declarados do Volkswagen Passat GLS
Renato Bellote/iG
Versão TS com preparação chega aos 120 cv de potência, mais do que os 99 cv declarados do Volkswagen Passat GLS

Na mesma época, surgiram diversas receitas de preparação. Um dos sonhos máximos de consumo podia ser visto assim que a tampa o capô fosse aberta orgulhosamente pelo proprietário para impressionar os amigos: os carburadores Weber 40 e suas belas cornetas.

LEIA MAIS: VW Passat TS com preparação de época chega aos 120 cv

Foi exatamente o brinquedo de juventude que o dono do belo VW Passat TS 1980 da imagem acima resolveu recriar. Além dos carburadores duplos vale salientar o comando de 296º. Guiando a maior satisfação é pisar fundo para ouvir as cornetas puxando ar pra dentro com seu som característico, algo que sempre provoca um sorriso no rosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.