Chevrolet Corvette C4 conta com motor 350 V8, de 230 cv, que funciona com câmbio manual, de quatro marchas
Renato Bellote
Chevrolet Corvette C4 conta com motor 350 V8, de 230 cv, que funciona com câmbio manual, de quatro marchas

A década de 50 mostrava um panorama muito interessante para os automóveis nos Estados Unidos. Com final da Segunda Guerra Mundial cinco anos antes o país mergulhava em um momento de total prosperidade e riqueza. Muitos empregos foram gerados e a economia crescia de maneira excepcional.

Esse novo estilo de vida seguido do baby boom pedia também um novo tipo de carro. O departamento de design e engenharia da Chevrolet não demorou para pensar em algo que concretizasse essa ideia em um desejado rodaster. Dois lugares, como os melhores modelos europeus, mas um estilo bastante próprio com linhas rebuscadas e personalidade.

Dessa forma, em 1953, nascia o Corvette. A inspiração veio também da água, como sugere o nome. Logo que chegou ao mercado ele chamou atenção pelo desenho e também pela leveza, um composto de fibra de vidro e plástico. Na propaganda de época a carroceria aparecia sendo carregada facilmente separada do chassi, demonstrando assim a já citada leveza e praticidade.

Inicialmente a marca optou por utilizar o motor seis cilindros em linha, chamado de blue flame. A ideia em tese era muito boa mas o público consumidor não gostou da configuração. Em 1954 a Ford lançaria o Thunderbird , um concorrente extremamente forte e com motor V8 , que acabou rechaçando o Vette nas vendas.

Leia Também

Leia Também

A questão do motor V8 seria resolvida no ano seguinte e, a partir daí, ele escreveria sua história de maneira extremamente bem-sucedida no mercado. Se tornou com o passar dos anos o supercarro do norte-americano médio, ou seja, um modelo com estilo e desempenho que podia ser comprado facilmente por um trabalhador comum.

O exemplar da matéria é um representante da quarta geração que foi lançada em 1983. Esta geração marca uma mudança importante na história do modelo com adoção de alumínio na suspensão e novas tecnologias. O motor 350 V8 e 5,7 litros entregava 230 cv e o estilo ficou imortalizado através de séries de TV e também no cinema.

Vale ressaltar nesse carro a transmissão manual Doug Nash 4+3 , com a opção de overdrive em três das quatro marchas. A dirigibilidade somada ao ronco do V8 em funcionamento faz com que qualquer passeio de fim de semana se torne extremamente agradável. Até a próxima semana!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários