Tamanho do texto

Picape da Ford estreia linha 2020 com novo visual, abandona o motor flex e ultrapassa rival da Volkswagen

Ford Ranger
Sergio Quintanilha
Nova Ford Ranger mudanças que caracterizam o segundo facelift da terceira geração

A nova Ford Ranger chamou a Amarok para a briga. A linha 2020 da picape foi apresentada em Mendoza, Argentina, com mudanças que caracterizam o segundo facelift da terceira geração. A Ranger atual foi lançada em 2012 e teve seu primeiro facelift em 2016. Agora, parte para uma segunda renovação a apenas dois anos de estrear uma nova geração. O curioso é que a nova geração da Ranger, que será lançada em 2022, será compartilhada com a Volkswagen Amarok, mas seu movimento atual ataca frontalmente a futura parceira de DNA.

LEIA MAIS: Tiggo é o único carro que pode reescrever a história dos chineses no Brasil

Ford Ranger e VW Amarok vêm travando uma batalha pelo terceiro lugar entre as picapes médias. Trata-se de um mercado de 130.000 picapes/ano que tem a Toyota Hilux como líder e a Chevrolet S10 em segundo lugar.

LEIA MAIS: Três carros que perderam relevância no mercado

Ford Ranger
Sergio Quintanilha
O facelift mostra que a Ranger não esperará a chegada de 2022. Por isso, trouxe mudanças visuais e um reposicionamento

No final de maio, a Amarok era a terceira colocada, com 52 picapes à frente da Ranger. Mas, no início da última semana de junho, a Ranger havia ultrapassado a Amarok por uma margem de 131 unidades. A categoria de picapes médias tem o seguinte ranking: Toyota Hilux (18.887 vendas), Chevrolet S10 (13.282), Ford Ranger (9.156), VW Amarok (9.025), Mitsubishi L200 (4.544) e Nissan Frontier (3.620).

LEIA MAIS: VW T-Cross já é o quarto SUV mais vendido nas concessionárias

O facelift apresentado em Mendoza mostra que a Ranger não quer ficar parada até a chegada de 2022. Por isso, a picape trouxe algumas mudanças visuais e um pequeno reposicionamento. O motor flex deixa de ser vendido na linha Ranger. Em seu lugar, a Ford colocará uma versão a diesel 4x2 mais barata. Faz sentido, pois o motor flex é beberrão nas picapes desse porte. Para 2022, a Ranger e a Amarok serão produzidas sobre a mesma plataforma. Essa parceria se estende para outros veículos comerciais, elétricos e autônomos.

LEIA MAIS: Investimentos na fábrica da Fiat não têm relação direta com governo Bolsonaro

A Ford Ranger é fabricada no Brasil desde 1994. A picape média estreou no Brasil em 1994 e deu nova vida a esse segmento, que depois se tornou muito competitivo. A picape é produzida na fábrica da Ford em General Pacheco, na Argentina. A Ranger é muito importante para os planos globais da Ford, tanto que passou a ser produzida também nos EUA. Ela representa cerca de 35% das vendas de picapes da Ford no mundo.