Tamanho do texto

O que esperar da nova geração do compacto coreano, que chega em setembro ao mercado. Saiba mais detalhes sobre a novidade

Hyundai HB20 dourado arrow-options
Divulgação
O Hyundai HB20 passou por um facelift em 2015 e ainda tem um desenho bastante agressivo

Quando chegou ao Brasil, em setembro de 2012, o Hyundai HB20 colocou o segmento de carros compactos num novo patamar. De alguma forma, o HB20 foi para os carros compactos o mesmo que o Chevrolet Corsa representou para os hatches de entrada em 1994. Uma revolução.

LEIA MAIS: Hyundai revela teaser do novo HB20 antes da estreia, em meados do mês

Acostumados a um longo reinado do Volkswagen Gol e do Fiat Palio, os brasileiros se surpreenderam com as qualidades do Hyundai HB20 . Pela primeira vez, um carro compacto de qualidade internacional era fabricado no Brasil e vendido a um preço acessível.

A primeira coisa que o Hyundai HB20 trouxe, no início da década, foi um visual superior. Disposta a virar o jogo, a Hyundai aproveitou a ótima imagem construída nos anos anteriores pelo importador Caoa e entregou um carro aspiracional. Para além dos vincos arrojados na carroceria, o Hyundai HB20 ousou em algumas funcionalidades.Por exemplo: as lanternas traseiras eram bem largas e ocupavam não apenas as laterais do carro, mas também a tampa do porta-malas.

Ainda recentemente vimos a Renault adotar semelhante solução para o Sandero, mas, por economia de custos, a parte da lanterna que fica na tampa é quase um enfeite. No HB20, não. Sete anos antes, ele já tinha as lanternas divididas com funcionalidade, sem a mesquinharia de certos custos.

LEIA MAIS: Projeção antecipa como ficará o novo Hyundai HB20

Deu certo. E o HB20 nem precisou ser barato para conquistar o público. Antes de todo mundo, a Hyundai percebeu que havia consumidores dispostos a pagar um pouco mais para ter um carro de qualidade. E assim o HB20 foi construindo sua história no Brasil, criando um mercado de revenda bastante robusto e deixando bom lucro nos cofres da montadora coreana. Com isso, novos projetos puderam vir, como o SUV compacto Creta e a recente categoria de competição Copa HB20 .

Hyundai HB20 é racional, mas não empolga

Hyundai Saga cinza arrow-options
Cauê Lira
No Salão de São Paulo de 2018, o conceito Saga EV antecipou a tendência de design

Na verdade, deu mais do que certo. Tanto que a crítica especializada fez vistas grossas a alguns pecados do HB20. O carro, de certa forma, foi supervalorizado pelos críticos. O Hyundai HB20 sempre foi bonito, mas ele tinha um acabamento interno sem nenhum requinte, um habitáculo um tanto apertado e um desempenho que estava longe de ser campeão.

É um carro racional, mas não empolga na dirigibilidade. Com o tempo, novos carros foram surgindo e foi ficando mais claro que o Hyundai HB20 não era um carro impecável. Mesmo assim, por ser um bom automóvel e por sua história, firmou-se no segundo lugar, perdendo apenas para o Chevrolet Onix .

Agora estamos prestes a conhecer uma nova geração do Hyundai HB20. Em 2015, ele passou por um facelift (talvez cedo demais), porém pouco mudou. Agora, não. O carro que será mostrado na Bahia, ainda em setembro, será uma nova geração. Já sabemos que um novo motor 1.0 turbo de 120 cavalos chegará junto com a nova geração.

Hyundai HB20 arrow-options
Divulgação
Hyundai revela a primeira imagem oficial do novo HB20, que segue o estilo da versão conceitual da imagem acima

Isso permitirá que a Hyundai abandone o atual motor 1.6, que já não é tão eficiente. Nas versões turbinadas, o novo HB20 deve ter apenas câmbio automático de seis marchas. O motor 1.0 de 80 cavalos continuará, pois o carro precisa ter versões mais em conta, para atrair novos consumidores.

 A dúvida que fica agora é: o novo HB20 conseguirá surpreender como o primeiro? De que forma o consumidor brasileiro reagirá à nova geração do compacto coreano? No Salão de São Paulo de 2018, a Hyundai mostrou o conceito Saga EV, que era bem radical.

LEIA MAIS:  Copa Hyundai HB20 começa neste fim de semana, em Campo Grande (MS)

Normalmente, nesses casos, o modelo de série chega às ruas bem mais conservador. Vai depender também do preço. Hoje o mercado está muito mais competitivo do que em 2012, quando o HB20 chegou. A versão mais barata custa R$ 44.490. Agora, com mais de 1 milhão de unidades vendidas em apenas sete ano, o Hyundai HB20 encontrará o consumidor brasileiro com menos dinheiro, porém mais exigente e com mais opções no mercado.