Hyundai Creta dourado
Divulgação
O Hyundai Creta é oferecido com motor 1.6 nas versões manual ou automática e com 2.0 somente na automática.

O Hyundai Creta é a bola da vez no mercado de SUVs. Discreto, sem provocar grandes paixões, o SUV compacto produzido em Piracicaba (SP) teve competência para desbancar, de uma só vez, os dois irmãos da Jeep (Renegade e Compass) nas vendas mensais de agosto. O Creta somou 6.643 emplacamentos, contra 5.188 do Renegade e 4.843 do Compass.

LEIA MAIS: Hyundai Creta 2.0 Prestige: retoques sutis no visual justificam a compra?

Mais do que ocupar a liderança no mês, o Hyundai Creta se aproximou perigosamente do Jeep Compass na disputa pela vice-liderança anual de vendas entre os SUVs. A diferença entre eles caiu para 2.851 carros, um número possível de descontar ao longo de cinco meses. Isso num segmento que continua em crescimento (passou de 24,3% para 25,7%). Os SUVs só perdem para os hatches compactos (46,1%).

Mas o mercado brasileiro tornou-se muito complexo. É preciso bastante experiência para olhar os números e tentar decifrá-los. Nunca houve tantos fatores influenciando as vendas como em 2019. Por isso, decretar a vitória deste ou daquele pode ser uma precipitação, que causará danos na imagem de um analista ou perdas para um consultor, que pode induzir ao erro comercial.

Jeep Compass vermelho
Divulgação
O Compass é um Jeep de porte maior, portanto, está numa categoria superior ao do Hyundai Creta

O Creta cresceu especialmente no varejo, ou seja, nas vendas realizadas nas concessionárias. Enquanto a dupla da Jeep continua dominando as vendas diretas (frotistas e outros clientes especiais), o Creta brilha perante o consumidor comum.

Ele marcou um belo sexto lugar no varejo ao emplacar 4.831 carros. Bateu de longe tanto o Compass (apenas 20º colocado, com 1.972) quanto o Renegade (25º lugar, com 1.485). Somadas, as vendas do Renegade e do Compass ainda são menores do que as do Creta. Porém, se levarmos as características de cada um ao pé da letra, nem o Renegade nem o Compass são rivais diretos do Creta.

Hyundai Creta x Jeep Renegade

Jeep Renegade branco
Divulgação
O Renegade é o Jeep mais vendido do Brasil e tem personalidade única, com apelo off road e porta-malas pequeno

O Renegade é um carro de muita personalidade, destaca-se de todos os outros por ter um caráter realmente off road, com design diferenciado e porta-malas bem pequeno. O Compass, por sua vez, está numa categoria superior, pois é maior. Assim, o primeiro rival direto do Hyundai Creta nessa disputa mensal passa a ser o Nissan Kicks.

LEIA MAIS: Hyundai Creta Sport:  versão esportiva agrada pela relação custo e benefício

Os dois têm praticamente o mesmo porte. O Kicks é mais charmoso, mais insinuante, mais esportivo. O Creta é mais comportado, mais conservador, mais familiar. E assim ele tem construído uma história de sucesso no Brasil. O Creta carrega o nome da famosa ilha grega e estreou no Salão de São Paulo de 2016.

Portanto, tem menos de três anos de estrada. O Kicks estreou no mesmo ano, mas foi mostrado bem antes, por ocasião dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Na briga direta entre o coreano e o japonês, o Creta abriu uma vantagem de quase 2.800 carros em apenas um mês.

Nissan Kicks vermelho
Divulgação
O Nissan Kicks pode ser considerado o primeiro rival direto do Creta, devido ao porte e ao estilo, mas só tem motor 1.6

Mas, como dissemos, hoje em dia não dá para tirar conclusões por causa de um ou dois meses. Todos sabem que a Hyundai acaba de fazer um lançamento da nova família HB20 e isso pode ter influenciado na comercialização do Creta. Repito: o Creta não provoca paixões. É um carro correto, honesto, porém sem nenhum carisma. Por isso, sua compra tende a ser muito mais racional do que emocional.

Dessa forma, promoções pontuais podem fazer diferença. Vamos ver o que a marca coreana reserva para o Hyundai Creta agora que a nova família HB20 começa a ganhar as ruas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários