Tamanho do texto

Na disputa pelo título de montadora número 1 do Brasil, recall do Onix Plus pode ter impedido o tri da GM

Chevrolet Onix Plus azul arrow-options
Divulgação
Novo Chevrolet Onix: a versão hatch está chegando para ajudar nas vendas da GM ao longo de 2019

A sorte está lançada e dois carros vão acelerar muito nas últimas semanas do ano: Chevrolet Onix e Jeep Renegade. Esses dois modelos são chave numa disputa que vem acontecendo há cinco anos no Brasil, desde que o surgimento da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), no final de 2014.

LEIA MAIS:  Por que o Chevrolet Onix Plus agradou tanto? Confira a análise completa

Nos últimos quatro anos, o Chevrolet Onix foi o carro mais vendido do país e já garantiu o pentacampeonato em 2019. Da mesma forma, a Chevrolet mostra-se insuperável entre as marcas. Porém, entre as montadoras, a disputa tem sido feroz.

Com a soma das vendas da Fiat, Jeep, Chrysler, RAM e Dodge, a FCA conseguiu um bicampeonato como a montadora número 1 do Brasil em 2015 e 2016. Nos últimos dois anos, mesmo tendo apenas uma marca (Chevrolet), a GM deu o troco e foi bicampeã em 2017 e 2018. O detalhe dessa disputa é que sempre a diferença foi de poucos carros. No ano passado, a GM ganhou por apenas 1.316 unidades (434.430 carros vendidos contra 433.114 da FCA).

Jeep Renegade branco arrow-options
Divulgação
Jeep Renegade: ano espetacular e liderança dos SUVs para a Jeep



Este ano a história, pela primeira vez, está sendo diferente – e com uma incomum vantagem para a FCA. Faltando dois meses para fechar o balanço do ano (novembro e dezembro), a FCA conseguiu abrir uma vantagem de 17.460 carros sobre a GM.

LEIA MAIS: Fim de linha para o Chevrolet Cobalt, o sedã da ex-nova classe média

Graças a um ano espetacular da dupla de SUVs da Jeep, Renegade e Compass, a FCA manteve-se na disputa do título a temporada inteira. A Jeep soube colocar o Renegade e o Compass como os SUVs preferidos das locadoras de automóveis, daí o sucesso estrondoso nas vendas diretas.

Já era sabido que a GM teria uma queda na produção em função da renovação da linha Onix/Prisma. Mas nem foi isso que afetou seu desempenho. De forma inesperada, o recall do novo Onix Plus (por conta de dois incêndios) acabou paralisando as vendas do carro, que vinha conquistando milhares de clientes com espantosa velocidade. Haverá tempo para a GM recuperar o tempo perdido? Parece difícil, porque as projeções indicam que o Chevrolet Onix Plus não venderá mais (ou muito mais) em novembro do que conseguiu em outubro.

 Fiat Argo vende três vezes menos que Chevrolet Onix

Fiat Argo vermelho arrow-options
Divulgação/Fiat-Chrysler Automóveis
Fiat Argo: o carro mais vendido da FCA, mas com volume três vezes menor do que o do líder Onix


Tirar 17.460 carros de diferença nesse curto período é muito difícil. Porém, apesar de as montadoras afirmarem que não dão importância para essa disputa, que estão mais interessadas no lucro, tradicionalmente em dezembro existe uma guerra de emplacamentos. Podemos esperar por isso, com vantagens para quem busca promoções.

LEIA MAIS: Renegade, Compass, patinetes e SUVs numa reflexão sobre a liberdade

No passado, durante muitos anos, a disputa era entre o Volkswagen Gol e o Fiat Palio. Agora, é entre a GM e a FCA. Ser a montadora número 1 do Brasil pode não ter um valor real, mas tem um valor simbólico que é importante para os fabricantes de carros. Façam suas apostas!