Tamanho do texto

SUV da marca chinesa é produzido em Jacareí (SP) e vem com motor 1.5 flexc, acompanhado de câmbio manual, em todas as versões

Chery Tiggo 2: nova geração do SUV da marca chinesa chega com preço atraente e linhas mais modernas
Caue Lira/iG
Chery Tiggo 2: nova geração do SUV da marca chinesa chega com preço atraente e linhas mais modernas

O Chery Tiggo 2 é o primeiro lançamento desde que o Grupo Caoa adquiriu a operação no Brasil.  Mesmo após sensíveis mudanças no interior, o carro é o mesmo do apresentado no Salão do Automóvel de 2016. Seu preço foi anunciado a R$ 59.990 na versão de entrada e chega aos R$ 66.490 no modelo topo de linha, com motor 1.5 flex, de 115 cv  e câmbio manual de 5 marchas como única possibilidade de configuração mecânica.

LEIA MAIS:  Andamos no Chery QQ, o carro mais barato do Brasil atualmente

Além disso, a Caoa quer reforçar o custo-benefício do Chery Tiggo 2 com um pacote de manutenções até 60 mil km por R$ 2.759. Com isso, cita que a média do segmento é de R$ 3.092 e o único que chega perto do chinês é o Renault Duster, por R$ 2.766.

O novo modelo da marca chinesa  é a segunda geração do SUV, tem concepção diferente, mas usa, além da mecânica, a mesma plataforma do Celer, que já foi produzido no Brasil nas versões hatch e sedã. A marca confirma que, mais para frente, será disponibilizado um opcional de câmbio automático CVT. Segundo o Inmetro, o Tiggo 2 faz 10,9 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada (gasolina) e 7,7 km/l e 8,6 km/l, respectivamente, no etanol.

LEIA MAIS: Chery Tiggo 2 começa a ser produzido em Jacareí (SP)

Versões e equipamentos

Estará disponível em duas versões: Look e Act. Ambas vêm de série com ar-condicionado, vidros e travas elétricas nas quatro portas, computador de bordo, direção hidráulica e espelhos laterais com ajuste elétrico. Já versão topo de linha Act adiciona bancos de couro e tecido, central multimídia Chery I-Connect com tela de 7 polegadas sensível ao toque e conexão Apple CarPlay e Android Auto.

Além disso, conta com teto solar, câmera de ré, volante multifuncional revestido de couro, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, roda de liga leve de 16 polegadas e Isofix. Seu único opcional é o teto na cor preta, que custa R$ 1.500.

LEIA MAIS: Chery se prepara para atacar na Europa com novo utilitário esportivo

O novo SUV da marca chinesa mede 4,20 metros de comprimento, 2,55 m de entre-eixos, 1,76 m de largura e 1,57 m de altura. Ante o rival direto JAC T40, que tem 4,13 m de comprimento e 1,75 m de entre-eixos, o Chery Tiggo 2 tem uma carroceria maior, com porta-malas de 420 litros. Logo, tal como o JAC, mesmo assim está mais próximo dos hatches aventureiros do que dos SUVs compactos, quando se analisa o porte.

Expectativas no mercado

O Grupo Caoa projeta uma participação de 0,6% no mercado brasileiro até o fim do ano, patamar que deverá subir para 1,5% em 2019 e atingir 2% em 2020.  Além disso, a fabricante quer ter 30 novas lojas até dezembro, além das 25 que tem atualmente. 

Em relação do novo Chery Tiggo 2, a fabricante quer vender 8 mil unidades até o fim do ano. O carro começa a ser vendido na primeira semana de abril. E outros três lançamentos da marca chinesa vão aparecer no Brasil ao longo de 2018. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.