Tamanho do texto

Com tração traseira e 258 cv de potência, modelo é prato cheio para aqueles que procuram um sedã dinâmico. Veja as primeiras impressões;

Na pista, nem parece que o BMW Série 3 2019 está maior. Modelo chega nas concessionárias no fim do mês
Cauê Lira/iG Carros
Na pista, nem parece que o BMW Série 3 2019 está maior. Modelo chega nas concessionárias no fim do mês

Gosto de dizer que se me colocassem de olhos vendados em um carro da BMW, saberia que se trata de um veículo da marca bávara apenas pelo cheiro dos bancos de couro e pela empunhadura do volante. O Série 3 sempre foi uma escapatória neste mundo que está cada vez mais automatizado e pouco permissivo - um refúgio para aqueles que não dispensam o prazer de dirigir de um sedã esportivo: tração traseira, ótima sensação ao volante e estilo. Com o novo BMW Série 3 2019 as coisas ficam ainda melhores, considerando que ele está mais leve, maior e conectado.

LEIA MAIS: Audi RS4 Avant: foguete para a família

Quem esteve no Salão do Automóvel em 2018 talvez tenha pensado: “Hum, este três está a cara do cinco”. De fato, o sedã está maior se considerarmos a geração anterior. Ele ganhou 43 mm de bitola dianteira, 21 mm na traseira e 41 mm de entre-eixos. A traseira curta e a coluna Hofmeister continuam sendo um de seus maiores charmes, mostrando que o BMW Série 3 2019 não nega sua identidade original. Mas alguns detalhes estéticos mostram que o carro evoluiu.

A grade bipartida está mais larga, agora integrando moldura única. Também há uma nova interpretação dos faróis a laser (com o dobro de alcance) e o para-choque mais encorpado. Escape duplo e as lanternas com acabamento fumê completam a experiência visual, ainda mais com este belíssimo pacote M Sport do modelo 330i (R$ 269.950), sucessor do antigo 328.

Este pacote acrescenta freios e suspensão retrabalhados, novo pacote aerodinâmico e as belas rodas de “double spoke” aro 19. Soleiras, bancos dianteiros esportivos e o volante exclusivo M Sport também estão inclusos.

Os novos faróis BMW Laserlight colocam a fabricante no mesmo nível do que vem sendo apresentado pelas outras marcas do trio de ferro alemão. De acordo com os engenheiros, a distribuição de luz pode variar de acordo com a velocidade do veículo e ângulo do volante. Ele ainda conta com sistema anti-ofuscante que desliga um dos faróis caso um veículo esteja se aproximando no sentido oposto.

Além disso, a nova geração ainda conta com abertura e fechamento automático do porta-malas, assistente de estacionamento, head-up display e o novo sistema de conectividade Personal Assistance. É um sistema bem semelhante ao User Experience que já foi apresentado pela Mercedes-Benz no novo Classe A, mas infelizmente não funciona tão bem quanto ele.

LEIA MAIS: Mercedes-Benz A35 AMG chega no segundo semestre, mirando o Audi RS3

Trata-se de um sistema assistente de comando de voz, semelhante aos modelos Siri (para iPhone) e Bixby (Android). Basta dizer “Olá, BMW” e fazer um pedido, como reduzir a temperatura do ar-condicionado, mudar a faixa ou sintonizar uma rádio. O nome do veículo também pode ser alterado (sim, você pode chamar sua BMW de Mercedes), e contará com uma atualização que acrescentará novas variações e comandos em breve. Até o momento, o Personal Assistance ainda é limitado. O MBUX, por sua vez, é capaz de atender comandos muito específicos, como ligar as luzes de leitura para o passageiro direito do banco traseiro.

O BMW Série 3 2019 está mais conectado

A central multimídia do BMW Série 3 2019 passa a ocupar um lugar mais convencional. Acabamento imita aço escovado
Divulgação
A central multimídia do BMW Série 3 2019 passa a ocupar um lugar mais convencional. Acabamento imita aço escovado

Ainda na parte de conectividade, podemos destacar o novo sistema concierge. Na prática, ele funciona como o OnStar da Chevrolet, através de uma assinatura. Ao invés de digitar o endereço de destino no GPS, um usuário mais preguiçoso poderá ligar para uma central (localizada em Barcelona, porém atendida por brasileiros) e pedir para o atendente enviar a rota diretamente ao aplicativo.

Apesar da funcionalidade prática, a BMW diz que a maior parte das chamadas envolvem brincadeiras, como clientes perguntando se o Palmeiras tem mundial. A central multimídia que antes parecia um tablet que seu sobrinho esqueceu acima do painel agora está integrada ao conjunto, com comandos mais rápidos e intuitivos. Como item de conveniência e conforto, a BMW integrou um sistema que é capaz de tirar o carro de ruas sem saída de marcha à ré, reproduzindo o traçado que o motorista fez para chegar até lá.

Na pista, o 330i M Sport é diversão garantida. A BMW nos deu a oportunidade de acelerar por 25 minutos no Velo Città, uma das pistas mais técnicas do País. Sendo um veículo de tração traseira, as coisas ficariam ainda mais empolgantes. O único pedido é que os controles de estabilidade e tração, bem como outras babás eletrônicas, não fossem desabilitados.

Hora de acelerar

Nem dá para acreditar que o sedã cresceu em todas as suas proporções. O equilíbrio impressiona desde a primeira curva, com muita estabilidade e motor cheio na retomada. Isso se deve ao arranjo de suspensão, que é multibraço na traseira e McPherson na frente. Mesmo com as babás eletrônicas, o 330i traz todos os estímulos sensoriais que só a tração traseira proporciona, com algumas escapadas que são rapidamente corrigidas pelo sistema de gerenciamento.

O BMW Série 3 2019 estará disponível em cinco cores, com mais quatro opções de acabamento interno
Divulgação
O BMW Série 3 2019 estará disponível em cinco cores, com mais quatro opções de acabamento interno

O motor 2.0 de quatro cilindros em linha desenvolve 258 cv de potência (13 cv a mais que o antigo 328i ) e 40,8 kgfm de torque. A transmissão de oito velocidades se mostra muito elástica para entregar o comportamento dinâmico, podendo ser ajustada em três modos de condução. De acordo com a marca, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos.

LEIA MAIS: Aceleramos a nova perua de luxo Volvo V60 2019

Por R$ 269.950, o BMW Série 3 2019 na versão 330i M Sport não traz as convencionais revisões agendadas. Através do sistema de telemetria e a conectividade, o modelo avisará o concessionário de que uma manutenção ou substituição de componente precisa ser feita. Em seguida, o responsável da oficina entrará em contato com o cliente. O modelo chegará ao mercado até o fim do mês, e será nacionalizado em meados de julho.

BMW 330i M Sport
Preço: R$ 269.950
Motor: 2.0, quatro cilindros, turbocompressor
Potência: 258 cv
Torque: 40,8 kgfm
Transmissão: automática, oito velocidades
Suspensão: McPherson (dianteira), multibraço (traseira)
Freios: discos ventilados (dianteira e traseira)
Porta-malas: 480 litros
Tanque: 59 litros
0 a 100 km/h: 5,8 segundos
Vel. Máx: 250 km/h
Consumo Inmetro: 8,5 km/l (cidade), 13 km/l (estrada)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.