Honda HR-V promete retomar o desempenho de mercado que foi perdendo intensidade com o anterior
Guilherme Menezes/ iG Carros
Honda HR-V promete retomar o desempenho de mercado que foi perdendo intensidade com o anterior

A Honda acaba de revelar a nova geração do Honda HR-V. O SUV recebe o mesmo nível de atualizações do City, que também se renovou com a chegada do modelo 2022.

A pré-venda das versões EX e EXL do novo Honda HR-V (com o motor 1.5 aspirado do City), se inicia em agosto. A das versões Advance e Touring (com o motor 1.5 turbo, que passará a ser flex), apenas em outubro. Os preços das versões ainda não foram divulgados.

Em primeiro lugar, notamos a completa reformulação do SUV compacto . A frente está mais elevada, bem como assinaturas de LED em todas as versões, grade 3D em black piano nas versões turbo e frisos horizontais nas aspiradas.

Nas laterais, dependendo da versão, o HR-V poderá vir equipado com um dos três novos jogos de rodas de 17 polegadas. Além disso, traz novas portas e novas caixa de rodas, que aumentam a largura do SUV. As maçanetas das portas traseiras seguem integradas na coluna.

Na traseira, acentua ainda mais o caimento, que o faz se aproximar dos SUVs com jeito de cupê. Outra novidade é a assinatura de LED que percorre toda a tampa traseira. Nas versões turbo , segue com duas saídas de escapamento.

Em relação ao modelo anterior, o novo Honda HR-V ficou 2 cm mais baixo, a altura do condutor se elevou em 1 cm e, além disso, o espaço para as pernas e para os ocupantes traseiros aumentou 3,5 cm. Cresce 3,5 cm de comprimento da carroceria, bem como 1,8 cm de largura. Como se não bastasse, conta com 10% a mais de rigidez torcional, 15% a mais de rigidez lateral e dos suportes de suspensão.

Esta é a primeira geração do HR-V a receber aplicação de espuma expansiva de poliuretano nas extremidades inferiores das colunas dianteira e central. Outra medida antirruído e vibração é a aplicação de material fonoabsorvente com espessura variável na parte inferior do compartimento do motor.

No interior, o SUV compacto da Honda ganha materiais sensíveis ao toque nos puxadores de portas e no apoio de braço central, texturização no painel, além da utilização de black piano e frisos cromados em vários pontos do console e dos painéis laterais.

Além do mais, a novidade da marca japonesa conta com um novo sistema de ar-condicionado . Ele permite aos ocupantes escolherem se a circulação será distribuída de forma convencional, ou pelas laterais dos ocupantes — para o ar não incidir diretamente contra o corpo e, também, para ajudar a bloquear a irradiação de calor dos vidros.

No interior, os bancos dianteiros têm encosto mais fino e correm em trilhos mais espaçados entre si, com o objetivo de ampliar a oferta de espaço na região dos joelhos e dos pés de quem viaja atrás. Também está presente o sistema de modularidade interna da Honda , com quatro modos de utilização (Utility, Long, Tall e Refresh), que permite acomodar objetos de diferentes dimensões.

Os modelos contam com o novo ‘Sistema de Estabilização Corporal’. Uma nova tecnologia antifadiga foi adotada nos bancos para melhorar o suporte do corpo, evitando o esforço constante para a retomada do posicionamento ideal, que é justamente o que traz a sensação de cansaço.

Além disso, o novo HR-V pode vir até com sistema de destravamento por proximidade da chave, ar-condicionado digital, nova central multimídia de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem-fio e câmera de ré multivisão, sensores de estacionamento traseiros, bancos revestidos de couro, painel digital TFT de 7 polegadas multiconfigurável.

Como se não bastasse, o carro vem também com ar-condicionado digital e automático e função de travamento das portas por aproximação da chave, sensores de estacionamento dianteiros, faróis full LED, com luzes indicadoras de direção, fachos baixo e alto, DRL e faróis de neblina em LED e espelho retrovisor fotocrômico.

Também se destacam os auxílios eletrônicos de segurança e de comodidade. Ganha o sistema My Honda Connect, que conecta com aplicativo de celular (que pode controlar algumas funções do carro, mesmo à distância) e que, também, tem função concierge.

Os demais são baseados nas imagens captadas por uma câmera de visão ampla e de longa distância, instalada na parte central e superior do para-brisa.

Painel do novo Honda HR-V segue o mesmo estilo adotado no City, com destaque para a central multimídia
Guilherme Menezes/ iG Carros
Painel do novo Honda HR-V segue o mesmo estilo adotado no City, com destaque para a central multimídia

São eles: Controle de cruzeiro adaptativo, seis airbags, assistência de permanência de faixa, sistema de mitigação de evasão de pista , sistema de frenagem para mitigação de colisão, além do ajuste automático dos faróis, detector de ponto cego, assistente de descida e de partida em rampas, e os controles de tração e estabilidade.

O SUV também viu todos os seus conjuntos mecânicos serem atualizados. A Honda ainda irá revelar números de desempenho do motor aspirado e, também, absolutamente todos os detalhes acerca do novo motor 1.5 turbo. Entretanto, as versões de entrada com o primeiro, já estão disponíveis.

Seu motor 1.5 16v aspirado agora recebe a tecnologia ‘DI DOHC i-VTEC’, ou seja, com injeção direta de combustível e dois comandos de válvulas no cabeçote, com recalibração do gerenciamento do variador de fase. Isso resulta em 126 cv e 15,8 kgfm. A Honda ainda irá revelar números de desempenho e todos os detalhes acerca do novo motor 1.5 turbo.

O câmbio CVT é o mesmo do City, com simulação de sete marchas. Além disso, a Honda exibe os resultados dos testes realizados pelo Inmetro para homologar seus números de consumo.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), o novo Honda HR-V aspirado tem consumo na cidade de 8,8/12,7 km/l (etanol/gasolina) e, na estrada, de 9,8/13,9 km/l, respectivamente.

Nas próximas semanas, a Honda vai disponibilizar alguns carros para avaliação e a reportagem de iG Carros irá dar mais detahes sobre a nova geração do SUV compacto da marca japonesa.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários