Tamanho do texto

Modelo ganha novas cores e grafismos, mantendo o mesmo preço. Confira mais detalhes sobre a novidade

Honda CB Twister: novas cores e detalhes estéticos fazem parte das novidades da linha 2018
Divulgação
Honda CB Twister: novas cores e detalhes estéticos fazem parte das novidades da linha 2018

A Honda CB Twister chega de cara nova à linha 2018. Mantendo os R$ 14.100 da versão básica, e R$ 15.640 do modelo com freios ABS, a motocicleta ganha novos grafismos e cores. A partir de agora, a Honda dispõe as cores prata metálico, além de vermelho e azul perolizado, além de novos adesivos na carenagem.

LEIA MAIS: Kawasaki Versys-X 300: a mais nova integrante da família

Os grafismos, de acordo com a Honda, foram inspirados nas motos mais caras da linha CB. O modelo de 135 kg entrega 22,4 cv de potência com gasolina e 22,6 cv com etanol a 7.500 rpm. Seu torque fica na casa dos 2,28 kgfm a 6.000 rpm. De acordo com a marca, o câmbio de seis marchas da Honda CB Twister oferece melhor rendimento nas retomadas.

O guidão possui posicionamento mais elevado e largo para priorizar a ergonomia. O painel de instrumentos do tipo blackout é 100% digital, e conta como tacômetro, velocímetro, hodômetro parcial e total, relógio marcador de nível de combustível, além de luzes de injeção, neutro, farol alto e setas. A garantia é de três anos, com as primeiras sete trocas de óleo gratuítas. 

CG 160

Honda CG 160 da linha 2018
Divulgação
Honda CG 160 da linha 2018

Há um mês, a Honda lançou a popular CG 160 nas versões Start (R$ 7.990), passando pela Fan (R$ 8.990), até chegar na Titan (R$ 10.190).  Com o novo sistema CBS (Combined Breaking System), o modelo apresenta ganho de até 20% da distância de frenagem se comparado com os modelos anteriores, da linha 2017.

LEIA MAIS: Harley-Davidson: uma viagem para Foz do Iguaçu com fãs da marca

Seja com freios disco/tambor ou apenas tambor o sistema CBS da CG 160 atua da mesma forma: ao acionar o pedal de freio traseiro a força frenante é distribuída para ambas as rodas, 34% para o freio dianteiro e os 66% restantes para o traseiro, proporcionando uma frenagem mais eficaz, impedindo o travamento das rodas e corrigindo por meio de um sistema, o mal habito dos motociclistas de usar somente o freio traseiro, quando o ideal é acionar os dois.

LEIA MAIS: Honda PCX chega à linha 2018 com novas cores

Para a versão CG 160 Tiitan e CG 160 Fan 2018, outra novidade é o  painel de instrumentos "Blackout" enquanto a CG 160 Start apresenta instrumento dotado de contagiros. Outra inovação na Start é o acabamento em "Black Chrome nos aros de roda.

As três versões da CG 160 são equipadas com motor com comando de válvulas no cabeçote OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos, arrefecido a ar e injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection). Pode gerar 15,1 cv (etanol) e 14,9 cv gasolina) a 8.000 rpm. O torque máximo é de 1,54 kgf.m (etanol) e 1,40 kgf.m (gasolina) a 6.000 rpm.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.