Tamanho do texto

O quinto dia do Tour foi diferente e emocionante. De Conceição do Mato Dentro, seguimos para o destino final: a tradicional cidade de Diamantina

Tour Yamaha Crosser: paisagens, cultura, lama e mais lama, só para não perder o hábito
Divulgação
Tour Yamaha Crosser: paisagens, cultura, lama e mais lama, só para não perder o hábito

O quinto e último dia do Tour Interativo Yamaha Crosser foi diferente e emocionante. De Conceição do Mato Dentro (MG), seguimos para o destino final da aventura, a histórica cidade de Diamantina (MG), conhecida por suas serestas e vesperata, eventos em que os músicos se apresentam à noite, ao ar livre, das janelas e sacadas de velhos casarões, enquanto o público assiste das ruas. Passaríamos por uma cidade de nome muito interessante, Milho Verde (MG). Mais interessante ainda é que a cidade é uma belezinha, mística e aconchegante.

LEIA MAIS: Yamaha Tour Interativo Crosser: Desbravando o Sudeste brasileiro - Dias 1 e 2

O diferente da viagem foi a transposição de um rio, onde alguns dos participantes se divertiram muito. Não era necessário passar pelo rio, mas a empolgação chamava para a aventura. Entretanto, mais tarde seguimos todos ao último estágio do Tour Yamaha Crosser

LEIA MAIS: Yamaha Crosser enfrenta o terceiro dia do Tour Interativo pelo Sudeste do Brasil

Lama, tradição e diversão

O habitat natural da Yamaha Crosser não poderia ser outro: a lama. Mas era tanta, que nós tivemos que nos adaptar
Divulgação
O habitat natural da Yamaha Crosser não poderia ser outro: a lama. Mas era tanta, que nós tivemos que nos adaptar

Mais uma vez pilotamos as Yamaha Crosser à noite por caminhos de terra. Antes disso tiramos o apoio de borracha das pedaleiras, para que a bota não escorregasse ao passar pela lama. Rodamos assim até chegarmos a Diamantina (MG), uma cidade cheia de pedras no calçamento, de histórias em seu passado, bem como bastante tradicional em sua culinária, arquitetura e vida noturna.

LEIA MAIS: Yamaha Crosser chega no quarto dia de tour, com cultura, aventura e diversão

Veja na galeria acima algumas das fotografias do quinto dia do Tour Yamaha Crosser, feitas pelo fotógrafo Gustavo Epifânio, que registrou vários momentos do grupo formado por sete motociclistas que aceleraram o modelo da marca japonesa pelo Sudeste do Brasil.

LEIA MAIS:  Yamaha mostra linha 2018 do scooter NMax 160 ABS, agora mais equipado

Depois de muitas aventuras, experiências e, acima de tudo, alegrias, ali seria o fim do Tour Interativo Yamaha Crosser, mas antes de irmos embora, no dia seguinte, uma surpresa nos esperava. Saiba qual foi essa surpresa na coluna Cultura da Motocicleta, algo que nos surpreendeu bastante e que com certeza vai surpreender a você também. Até a próxima, pessoal!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.