Unidade de produção da Yamaha em Ludhiana, Punjab, na Índia, é uma das fábricas que ficarão mais ecológicas
Divulgação
Unidade de produção da Yamaha em Ludhiana, Punjab, na Índia, é uma das fábricas que ficarão mais ecológicas

A Yamaha anuncia que seu objetivo  é se tornar ‘verde’ na questão de neutralizar em todas suas fábricas no mundo quanto ao número de carbono e que todo o processo está sendo acelerado em 15 anos.

O programa da empresa ‘Yamaha Motor Group Environmental Plan 2050’ tem como propósito alcançar a neutralidade de carbono para suas fábricas, incluindo aquelas no exterior, até 2050, mas graças ao adiantamento do processo, esse plano valeria agora para  até 2035.

Para atingir o novo objetivo, a empresa diz que intensificará as iniciativas para minimizar seu consumo de energia e também para usar energia mais limpa e que algumas das ideias já estão sendo consideradas para atingir esses objetivos.

Entre as ideias, estão a redução do uso de energia por meio de melhores requisitos de direcionamento; desligamentos automáticos meticulosos de equipamentos quando não são necessários; introdução de equipamentos minimizados, mas altamente produtivos; mudança para energia hidrelétrica sempre que possível; instalar mais painéis solares e direcionar o uso de eletricidade livre de carbono globalmente até 2030.

De acordo com a Yamaha, o resultado projetado desses movimentos até 2035 é uma redução de 92% nas emissões de CO2 (em comparação com 2010) das operações de produção nas fábricas locais e internacionais da Yamaha Motor.

Além disso, as emissões restantes de CO2 serão compensadas internacionalmente por meio de métodos reconhecidos para levar a cabo o plano da Companhia para alcançar a neutralidade de carbono em todas as suas fábricas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários