Tamanho do texto

Segunda geração do SUV ganha sistemas de condução semi-autônoma. Saiba mais sobre o novo modelo, seus equipamentos e motores

O Volvo XC60 ganhou design mais parecido com o XC90 e passa a ser equipado com sistema de direção quase autônoma
Divulgação/Volvo
O Volvo XC60 ganhou design mais parecido com o XC90 e passa a ser equipado com sistema de direção quase autônoma

Após uma série de teasers, o Volvo XC60 foi apresentado no Salão de Genebra (Suíça). Em sua segunda geração, o SUV mais vendido na marca sueca transforma-se em um XC90 menor, por usar a mesma plataforma, ser equipado com os mesmos motores e contar com um design muito parecido. A fabricante já confirma que o XC60 chegará ao Brasil ainda este ano e o lançamento deve acontecer apenas no segundo semestre.

LEIA MAIS: Volvo lança XC90 e prepara uma série de novidades para o Brasil em 2017

Normalmente, um carro leva mais tempo para chegar ao Brasil, mas a marca tem pressa para trazer o novo Volvo XC60 – o SUV é responsável por mais de 60% de suas vendas no País, mesmo custando R$ 181.950 na versão mais básica e chegando a R$ 246.950 no topo de linha. Considerando o salto tecnológico, tanto em mecânica quanto em equipamentos, o preço inicial deve ficar acima dos R$ 200 mil.

O XC90 conquistou muitas pessoas pelo seu design, motivo pelo qual a Volvo irá reaproveitá-lo ao máximo. O XC60 se inspira muito no utilitário maior, com os faróis em LED no formato em T (chamado pela fabricante de “Martelo de Thor”). Há algumas vantagens. Por ser menor, a posição de dirigir é um pouco mais baixa. Os vincos nas portas dão um aspecto robusto e conta com uma nova grade com uma aparência mais esportiva.

Anda (quase) sozinho

Virá muito bem equipado, com o sistema de direção semi-autônoma Pilot Assist, capaz de se manter na faixa enquanto acelera e freia, acompanhando o trânsito à frente. É programado até para notar o tráfego em um cruzamento, percebendo se há outro veículo vindo antes de fazer a conversão. Pena que parte desse sistema não funcionará direito no Brasil, com nossas ruas tão mal cuidadas, sendo que algumas delas tem até as faixas apagadas.

LEIA MAIS: Volvo XC60 D5 a diesel - SUV atinge sua melhor forma com motor a diesel D5

O Pilot Assist ainda conta com outras funções que irão ajudar muito os motoristas, mesmo aqui no Brasil. Seu sensor de ponto cego funciona em 360°, ajudando inclusive em manobras (como aquela vaga apertada do shopping). Se estiver com preguiça, pode acionar o modo de estacionamento automático, que irá medir a vaga desejada e fazer a manobra, permitindo que o motorista acompanhe a movimentação pela tela da central multimídia.

Falando nele, o sistema multimídia usa uma tela sensível ao toque de oito polegadas, equipada com navegação por GPS e compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay. O painel de instrumentos usa outra tela, essa de 12,3 polegadas, controlada pelos comandos no volante. O acabamento de todo o interior é semelhante ao do XC90, não só pelas linhas mas também pelo material usado.

LEIA MAIS:  Aceleramos o Volvo V60 2.0 Drive E, perua com apetite de Viking por asfalto

Por enquanto, todas as versões do Volvo XC60 virão com tração integral e câmbio automático de oito marchas. São cinco opções de motorização, todas de quatro cilindros. Duas são abastecidas com gasolina, nas versões de 254 cv e 320 cv; outras duas movidas a diesel, de 190 cv e 235 cv. A última configuração combina um motor a gasolina com um elétrico, somando 407 cv. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.