Tamanho do texto

Sporback e GT voltam a aparecer ao lado da versão elétrica do Q4. SUV elétrico e-tron está com lançamento confirmado no Brasil

Audi Q4 e-tron surge em versão conceitual no Salão de Genebra 2019. Modelo de produção fica para o ano que vem
Divulgação
Audi Q4 e-tron surge em versão conceitual no Salão de Genebra 2019. Modelo de produção fica para o ano que vem

A Audi mostra a vanguarda da tecnologia elétrica para automóveis durante o Salão de Genebra 2019. De acordo com as autoridades da marca, um a cada quatro carros vendidos no mundo deverá ter algum grau de eletrificação por volta de 2025, buscando um novo modelo de mobilidade livre de emissões de gases tóxicos.

LEIA MAIS: Salão de Genebra 2019: muitos supercarros e poucas novidades para o Brasil

Além de ter sido uma das atrações do Salão do Automóvel 2018, o Audi e-tron volta a aparecer no Salão de Genebra 2019 . O modelo começará a ser enviado para os primeiros clientes em breve. Em seguida, o cronograma trará ainda em 2019 a sua versão cupê, e-tron Sportback. O Q4 e-tron, por sua vez, antecipa a versão eletrificada do novo SUV que deverá chegar ao mercado europeu no fim de 2020.

Outra figurinha repetida é o e-tron GT, que foi mostrado em outubro durante o Salão de Los Angeles (EUA). Em um futuro próximo, o modelo virá para rivalizar com o Tesla Model S. Além desses modelos, a Audi prepara uma grande ofensiva para modelos híbridos plug-in (ou seja, que também podem ser carregados em terminais). Isso inclui novidades para as linhas A6, A7, A8 e o SUV Q5. Os sistemas dos já consagrados A3 e Q7 também foram revisados.

Audi no Salão de Genebra 2019

Modelos do Salão de Genebra 2019 são feitos sob a nova plataforma de elétricos, permitindo a nova tração e-Quattro
Divulgação
Modelos do Salão de Genebra 2019 são feitos sob a nova plataforma de elétricos, permitindo a nova tração e-Quattro

Os modelos e-tron e Sportback usam componentes da plataforma longitudinal modular do Grupo Volkswagen, com tração e-Quattro elétrica. Feitos na Bélgica, produzem até 408 cv e 66,4 kgfm no "modo boost" , rodando até 400 km sem recarga. Em descidas, o sistema de regeneração é capaz de recompor um quilômetro a cada outro percorrido. É possível recompor 30% da energia da bateria apenas com a utilização dos sistemas de frenagem e cinética.

LEIA MAIS: Carro voador é atração no Salão de Genebra 2019

Há também o “Boost Mode”, que aciona dois propulsores elétricos capazes de desenvolver um acréscimo abrupto de potência durante oito segundos. Dessa forma, o e-tron acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6 segundos. A autonomia declarada fica na casa dos 400 km.

LEIA MAIS: Bugatti mostra o carro mais caro do mundo no Salão de Genebra 2019

Para Peter Kossler, membro do conselho de produção da Audi, o e-tron é um pioneiro genuíno. “Ele apresenta tecnologias inovadoras, como espelhos retrovisores virtuais, e combina as qualidades tradicionais da marca em dirigibilidade e dinâmica. Nossa fábrica em Bruxelas foi amplamente modernizada para a capacitação do carro elétrico”, destaca o executivo. O Salão de Genebra 2019 vai até o próximo dia 17.