Tamanho do texto

Novo modelo subcompacto começa a ser vendido no fim do ano nos EUA. Pelo menos por enquanto, não há planos de trazê-lo ao Brasil

Hyundai Venue no meio da paisagem
Divulgação
Hyundai Venue tem a missão de aproveitar a boa onda dos SUVs e aumentar vendas da fabricante no mundo

Depois de algum mistério, a Hyundai revela seu novo SUV subcompacto, o Venue. O carro tem porte menor que o Creta e passa a ser vendido nos Estados Unidos a partir do final do ano. A ideia é aproveitar a onda favorável aos utilitários esportivos e aumentar o volume de vendas da fabricante.

LEIA MAIS: Hyundai Creta Sport:  versão esportiva agrada pela relação custo e benefício

Com desenho polêmico, o Hyundai Venue tem faróis embutidos nos para-choques dianteiros, lanternas estreitas de LED e ampla grade dianteira. A pintura de dois pode ser notada não apenas pela cor diferente da capota e as carcaças dos retrovisores, mas também pode detalhes nas laterais e a parte de baixo dos para-choques. 

Com 4,03 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,56 m de entre-eixos e 2,52 m de entre-eixos, o carro é menor que o Creta e o Kona, vendido no mercado coreano. Por dentro, o carro vem com central multimídia de última geração, compatível com Android Auto e Apple Car Play, com tela de 8 polegadas.

 LEIA MAIS: Hyundai Creta 2019 chega em nova versão de entrada, com câmbio automático

Além disso, o volante pode vir revestido de couro, há câmera de ré, entradas USB, quadro de instrumentos com mostrador digital de 3,5 polegadas e uma série de dispositivos ligados à segurança, como alertas de colisão, mudança indevida de faixa e de veículos no ponto cego, entre outros itens.

O motor é 1.6, da série Gamma, mas com algumas melhorias, como novos bicos injetores para melhorar o nível de eficiência, de acordo com a fabricante. Ainda segundo a Hyundai, o Venue é capaz de fazer uma média de 14 km/l com gasolina americana, sem os 27,5% de etanol que tem no combustível vendido no Brasil.

No conjunto mecânico, o Hyundai Venue pode ter câmbio manual de seis marchas ou automático, do tipo CVT. Todas as versões terão tração dianteira, mas há como selecionar o modo de condução para pisos escorregadios por meio de um botão no painel.

LEIA MAIS: Confira 5 SUVs compactos com os custos de seguro mais em conta hoje em dia

Os preços serão divulgados apenas numa data mais próxima da data em que o carro começa a chegar às lojas nos Estados Unidos,mas espera-se que o novo SUV da Hyundai fique abaixo dos US$ 19.990 do Kona, o que equivale a algo em torno de R$ 80 mil numa conversão simples.

Além do Hyundai, haverá outros mini SUVs

Projeção do mini SUV da VW
Kleber Pinho da Silva
ovo SUV da VW terá plataforma menor que a do Polo e será fabricado no interior de São Paulo a partir de 2020

 Pelo menos por enquanto, não há notícia se o novo  SUV subcompacto da Hyundai deverá ser vendido no Brasil, mas isso pode ser possível, uma vez que outras fabricantes plenejam lançar carros no mesmo segmento.

O modelo da VW poderá se chamar T-Track, a versão de produção do protótipo Taigun. O carro deverá ser feito em Taubaté (SP), a partir do ano que vem, com a base encurtada do Polo (MQB-A0).

 A Renault também pode fazer um mini SUV a partir da base do Kwid. E a Jeep  chegou a mostrar interesse em fazer um utilitário esportivo com porte menor que o do Renegade para ser vendido em vários mercados, entre os quais brasileiro.

 LEIA MAIS:  Citroën C4 Cactus enfrenta Hyundai Creta numa nova briga de SUVs compactos

 Assim como as outras fabricantes, a ideia é ter um carro mais acessível no segmento para conseguir aumentar sua base de vendas e concorrer com o novo mini SUV da  Hyundai