Tamanho do texto

Além dos Jeep aventureiros, o novo Cherokee também faz a sua estreia, um estande ao lado dos Ram 1500 e 2500, além do Challenger Hellcat, de 707 cv

Novo Wrangler do Salão do Automóvel 2018 conserva o design e as características que o consagraram, mas traz novidades
Guilherme Menezes/iG
Novo Wrangler do Salão do Automóvel 2018 conserva o design e as características que o consagraram, mas traz novidades

As marcas “irmãs” Jeep, SRT e RAM chegam ao Salão do Automóvel 2018 com modelos inéditos. Entre os quais, a nova geração do Wrangler — que segundo a marca, “emagreceu” 90 kg, ganhou 13 kgfm e mais autonomia —, o novo Cherokee, a reestilização do Renegade — acompanhado da edição limitada Willys (baseada na Trailhawk, que chega no 1º semestre de 2019 acompanhada de itens exclusivos), bem como a conceitual B-Ute, com mais equipamentos off-road. Além disso, as picapes RAM 1500 e 2500 são utilitários grandes que hoje não tempos e o chamativo muscle car Challenger Hellcat.

LEIA MAIS: Fiat mostra SUV da Toro, com ares de cupê, no Salão do Automóvel 2018

O grupo FCA no Salão do Automóvel 2018 afirma que, no caso do Jeep Renegade , toda a sua conectividade que chega na linha 2019, design revitalizado com os novos faróis full led , nova lanterna, rodas e reposicionamento de preço (a partir de R$ 96.990), servirão de base para os 10 novos lançamentos da marca até 2023. Outra coisa que já se evidencia, como nas versões Sport, Sahara e Rubicon do Jeep Wrangler, é que cada vez mais a gama de modelos que a marca oferece será mais definida em suas propostas e faixas de preço.

Jeep raiz no Salão do Automóvel 2018

Partindo para o Jeep Wrangler , e acordo com a marca, o SUV traz melhor aerodinâmica e dirigibilidade, além de várias combinações de teto, porta e para-brisa que podem ser removidos, sempre preservando o seu design. O modelo mantém os carismáticos faróis redondos, seguidos da grade dianteira flanqueada em sete partes. As setas foram parar nas extremidades do para-lama, enquanto o para-choque dianteiro dá um aspecto mais robusto e moderno. Sua silhueta mantém a identidade visual, fazendo tributo ao Jeep Wrangler clássico.

LEIA MAIS: Hyundai mostra protótipo que antecipa linhas do novo HB20

Novo Cherokee só tinha sido apresentado no exterior. Mas agora faz a sua estréia no Salão do Automóvel 2018
Guilherme Menezes
Novo Cherokee só tinha sido apresentado no exterior. Mas agora faz a sua estréia no Salão do Automóvel 2018

Atualmente, o modelo parte de R$ 194.490, e pode chegar aos R$ 204.990 em sua versão quatro portas. O carro vem equipado com motor 3.6 V6 Pentastar de 285 cv e 35,4 kgfm. Os amortecedores são ajustáveis monotubo, que incorporam um sistema de válvulas de baixa velocidade ajustável que se apresenta firme nas pedras e mais flexível em velocidades maiores. Segundo a Jeep, o sistema de desconexão da barra estabilizadora do eixo dianteiro permite melhor articulação para o uso off-road.

Revelando uma aparência ainda mais madura, mesmo que ainda preserva diversas características do modelo anterior, o Cherokee da nova geração conta com novos faróis para rejuvenescer o seu visual. As mudanças na traseira são mais discretas, mas ainda assim a Jeep optou por uma nova posição das luzes traseiras com detalhes de LED. O para-choque, que era mais discreto no modelo anterior, ganha uma nova aparência para reforçar a robustez do SUV.

LEIA MAIS: Renault Zoe, modelo movido apenas a eletricidade, chega por R$ 149 mil

Por fim, não poderíamos de deixar de lado o monstro americano do  Salão do Automóvel 2018 : o Dodge-SRT Challenger Hellcat. O muscle car conta com um motor Hemi V8 de 6.2 litros com compressor mecânico que entrega impressionantes 707 cv e 89,8 kgfm. Para se ter uma ideia, são 241 cv a mais que o novo Ford Mustang — a um custo de R$ 800 mil, ou R$ 500 mil a mais que o Ford. Mas é claro que grande parte se justifica quando se lembra de toda a sua exclusividade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.