Tamanho do texto

Após Citroën C3 e Aircross, dupla da Peugeot terá nova transmissão. Saiba mais sobre as novidades da marca francesa no Brasil

Tanto o Peugeot 208 quanto o 2008 receberão câmbio automático de seis marchas, mas apenas para o motor 1.6
Divulgação/Peugeot
Tanto o Peugeot 208 quanto o 2008 receberão câmbio automático de seis marchas, mas apenas para o motor 1.6

O Grupo PSA prepara o lançamento dos Peugeot 208 e 2008 com câmbio automático de seis marchas para o segundo semestre deste ano. A mudança já era esperada, acompanhando o que foi feito com os modelos Citroën C3 e Aircross, que chegaram às concessionárias em junho. A nova caixa irá substituir a antiga automática de quatro marchas, sendo combinada apenas ao motor 1.6.

LEIA MAIS: PSA prepara substituto de 208 e C3 na América Latina. Saiba mais detalhes

A chegada da nova transmissão já havia sido confirmada à reportagem de iG Carros durante o lançamento do Peugeot 3008, com esse câmbio de seis marchas. Os Peugeot 208 e 2008 são os únicos carros da fabricante que ainda utilizam a caixa antiga de quatro velocidades – tanto o hatch 308 quanto o sedã 408 já são equipados com a transmissão de seis, combinada ao motor 1.6 turbo.

O lançamento irá acontecer em breve, ainda no segundo semestre do ano. O Inmetro atrapalhou um pouco os planos e já divulga os dados de consumo de ambos os modelos. Segundo o órgão, o 208 AT6 será vendido nas versões Griffe e Allure, enquanto o 2008 terá as configurações Griffe, Allure e Cross (uma possível reedição do atual Crossway, lançado como versão limitada).

Má notícia para os fãs do 2008 turbo. O motor 1.6 THP seguirá disponível apenas com o câmbio manual, de seis marchas. O motivo é simples: Não existe nenhuma versão dessa plataforma que use o motor turbo com essa transmissão. Para isso, seria necessário investir em uma adaptação, que acabaria sendo específica para o nosso mercado – no exterior, o 2008 utiliza este câmbio nos modelos 1.2 THP.

LEIA MAIS: Peugeot 3008 ganha nova geração e fica mais atraente, com preço competitivo

Melhorou ou piorou?

Peugeot 208 1.6 vai passar a ter câmbio automático de seis marchas no lugar do de quatro utilizado atualmente
Divulgação
Peugeot 208 1.6 vai passar a ter câmbio automático de seis marchas no lugar do de quatro utilizado atualmente

De acordo com os testes do Inmetro, o 208 teve uma leve piora no rendimento, passando de 1,76 MJ/km para 1,82 MJ/km, o suficiente para perder o selo CONPET de Eficiência Energética. Faz 11 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, contra os 11,7 km/l e 13 km/l do modelo de quatro marchas, com gasolina. A diferença no uso de etanol é de 7,7 km/l (cidade) e 9,3 km/l (estrada) para a nova versão, ante os 8,1 km/l e 9,1 km/l do anterior.

Já o Peugeot 2008 melhorou levemente. Passou de 7,4 km/l (cidade) e 8,6 km/l (estrada), com etanol, para 7,5 km/l e 9,2 km/l. Com gasolina, rende 10,7 km/l e 13,0 km/l, contra os 11 km/l e 12,2 km/l do SUV com câmbio de quatro marchas. O consumo energético passou de 1,89 MJ/km para 1,86 MJ/km. Resta saber se o motor perdeu desempenho, como aconteceu com o C3 e Aircross.

LEIA MAIS: Peugeot 5008 é flagrado com disfarces no Brasil antes da estreia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.