Tamanho do texto

Utilitário tem vendido bem mesmo sem mudanças, mas a versão renovada já está a caminho para ajudar a manter o bom volume de vendas


Fiat Strada vermelha arrow-options
Kleber Silva
Projeção da nova picape Fiat Strada, que deverá ter uma série de componentes da dupla Argo/Cronos em 2020

Não é de hoje que a Fiat está para lançar a versão renovada da picape leve Strada. A novidade já chegou a ser vista em testes várias vezes, mas não havia mais informações de quando o utilitário iria passar a adotar uma série de mudanças. Porém, durante a apresentacão da linha S-Design, executivos da marca italiana chegaram a cravar que a nova Strada chegará em abril de 2020.

LEIA MAIS:  Fiat Argo está prestes a ganhar nova versão Trekking com motor 1.8

Como mostra a projeção do designer Kleber Silva , a frente da nova Fiat Strada seguirá o mesmo estilo da dupla Argo/Cronos, com faróis com a parte de cima espichada, invadindo uma parte das laterais dos para-malas dianteiros. Com isso, outros componentes da dianteira também deverão mudar, como para-choques e o capô.

A traseira, porém, não deverá receber grandes novidades. É possível que as lanternas passem a ficar com desenho parecido com o da Toro. Além disso, a linha de cintura da picape poderá ficar mais alta, o que ajuda a deixá-la com ares mais arrojados.

 Mais detalhes da nova Fiat Strada

Fiat Strada arrow-options
Divulgação
O câmbio automatizado da Fiat Strada deverá dar lugar a uma nova caixa do tipo CVT

No interior, uma das mudanças mais urgentes na Strada fica por conta da central multimídia, que também deverá ser igual a da dupla Argo/Cronos , com tela sensível ao toque e do tipo “flutuante”, além de ser compatível com Android Auto e  Apple Car Play.

LEIA MAIS: Por que a Fiat Toro vende (bem) mais que as outras picapes?

Já havia rumores de que, finalmente, a Fiat iria adotar os novos motores FireFly na Strada e que deixaria de lado o câmbio automatizado na picape. E agora parece que esses planos continuam valendo. Deve entrar uma nova caixa CVT, que tem menor custo que uma automática com conversor de torque. A questão do preço é de suma importância para a picape continuar sendo competitiva no mercado.

Na parte estrutural, alguns componentes também deverão vir da dupla Argo/Cronos, principalmente da suspensão dianteira. Na traseira, entretanto, pouco muda, com o mesmo eixo rígido da Strada atual, uma das poucas picapes leves atualmente, junto com VW Saveiro e Chevrolet Montana.

LEIA MAIS:  Fiat aumenta preços de quase toda linha Argo

Depois do sucesso da Fiat Toro, as fabricantes estão deixando de apostar no segmento da nova Fiat Strada e estão mais voltadas para investir em picapes com ares de SUV, com porte intermediário, um pouco menores que as médias. Marcas como VW, Ford, GM e Hyundai logo devem começar a surfar nessa nova onda. 

Projeção: Kleber Silva