Nissan Frontier
Projeção/Kleber Silva
Nissan Frontier 2022 passará a ter nova frente e uma série de melhorias estruturais vindas da extinta Mercedes-Benz Classe X

Com lançamento previsto para 2021, a Nissan Frontier reestilizada vai trazer algumas modificações mecânicas além do visual atualizado. De acordo com o site Argentina Autoblog , a picape média da marca japonesa vai adotar o mesmo chassi criado para a Mercedes-Benz Classe X, que deixou de ser produzida no início deste ano.

LEIA MAIS: Flagra! Nissan Frontier renovada roda em testes com disfarces

Apesar de a adoção de componentes de um modelo fora de linha parecer negativa, a Nissan Frontier só tem a ganhar com a novidade. Fruto de uma parceria firmada entre a Daimler e a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, a Mercedes Classe X compartilhava o mesmo projeto básico com a Nissan Frontier e a Renault Alaskan atuais, mas com reforços estruturais no chassi para melhorar o comportamento dinâmico e a resistência à torção, além de uma mudança na estrutura da cabine para permitir o uso de uma central multimídia de maior tamanho.

Mas o modelo da Mercedes-Benz teve vida curta no mercado. Lançado em 2017, com produção na Espanha mas com fabricação confirmada também na Argentina, a picape não decolou em vendas.

Para piorar, desavenças contratuais entre a Nissan e a montadora alemã levaram ao cancelamento do projeto da Classe X argentina, ajudando a matar a picape que deixou de ser produzida na Europa no início deste ano.

LEIA MAIS: Nissan Frontier Attack estreia novas opções de cores

Imagens de protótipos apontam que a Frontier renovada deve ganhar uma dianteira com novos faróis, capô e para-choque, como mostra a projeção do designer Kleber Silva . Já motor e câmbio devem seguir sem alterações. Atualmente, a picape é oferecida com um propulsor 2.3 turbodiesel de 160 cv (um turbo) e 190 cv (dois turbos), combinado a um câmbio manual de seis marchas e ao automático de sete velocidades.

Renault Alaskan argentina

Alaskan
Pablo Siliba/Twitter
Primeira Renault Alaskan completa sai da linha de montagem na Argentina. É o fim de uma novela cheia de idas e vindas

A Renault iniciou recentemente a montagem das unidades pré-série da Alaskan na fábrica argentina de Santa Isabel, onde atualmente é produzida a Nissan Frontier vendida no Brasil. Esta etapa serve para checar a operação da linha de montagem e o treinamento dos trabalhadores e antecede o início da produção em série, prevista para começar até o fim do ano.

Inicialmente prevista para 2018, a produção da picape média acabou atrasando por conta da instabilidade econômica na Argentina e pelo próprio cancelamento da montagem da Classe X.

LEIA MAIS: Renault fará Alaskan na Argentina, mas não confirma picape no Brasil 

Ainda não há a confirmação da chegada da Alaskan ao mercado brasileiro, embora a filial local nunca tenha escondido o seu interesse pelo modelo que inclusive foi mostrado no Salão de São Paulo de 2018. Atualmente, a Alaskan é produzida no México e na Espanha, onde ainda é feita com a mesma base da Nissan Frontier.

    Veja Também

      Mostrar mais