undefined
Nicolas Tavares/iG
Ford Fiesta EcoBoost encara Volkswagen Golf TSI, ambos com motores 1.0 turbinados, capazes de gerar 125 cv

Para acabar de vez com a ideia de que carro 1.0 não é mais sinônimo de algo simples demais, sem fôlego e nenhuma graça, a dupla Ford Fiesta Ecoboost (R$ 74.490) e VW Golf TSI (R$ 77.247) dá um show de desempenho gastando pouco combustível. O primeiro está prestes a receber várias mudanças no fim do ano. E conta com motor importado da Romênia, movido apenas a gasolina, além do polêmico câmbio automatizado Powershift.  O outro só pode ser encontrado com caixa manual de seis marchas, mas é um pouco maior e consegue atingir um nível de eficiência surpreendente. Também vai ganhar novidades em 2017, mas bem mais discretas. 

LEIA MAIS: Volkswagen Golf 1.0 TSI é a melhor versão do hatch à venda no Brasil 

 Claro que tudo isso tem seu preço. Ambos não estão entre os carros mais em conta do mercado, mas o nível de modernidade dos seus motores está à altura do que há de melhor quando o assunto é engenharia mecânica. Entre outros itens, há injeção direta de combustível, variadores de fase nos comandos de válvulas, turbinas de sobrealimentação de baixa inércia, entre outros itens. O resultado, na prática, é equilibrado em relação à potência (125 cv em ambos), mas o Volkswagen tem um pouco mais de força que o Ford. No entanto, o desempenho dos dois é bem parecido em função de fatores como relações de transmissão e a razão entre peso e potência, bem próxima nos dois (9,42 kg/cv no Ford e 9,78 kg/cv no VW).

undefined
Nicolas Tavares/iG
Ford Fiesta está prestes a receber uma série de mudanças. O Golf também receberá novidades, porém mais discretas

Embora seja um pouco mais caro, o Golf começa a desempatar a disputa em seu favor pelo espaço interno bem melhor, uma vez que é um hatch médio e não compacto como o Fiesta. São 14 centímetros de vantagem no entre-eixos, outros 29 cm no comprimento e 8 cm na largura, Com isso, o porta-malas é mais espaçoso (313 litros do VW ante 281 litros do Ford), o que garante viajar com mais conforto e segurança. 

Ainda na parte de dentro dos carros é que o Golf mais uma vez se mostra mais vantajoso. Já começa pela boa central multimídia, que se conecta facilmente em qualquer celular. Entre os destaques está a central multimídia Composition Media, que funciona bem em qualquer celular, tem funcionamento intuitivo e tela sensível ao toque de 6,5 polegadas. Só não tem GPS, mas vem com sistema de espelhamento para aparelhos Android ou Apple. Por outro lado, o Fiesta ainda vem com o primeiro sistema multimídia Sync, que finalmente será substituído por outro bem mais atual na versão renovada,  cujo lançamento será entre o fim do ano e o início de 2018.

Desempenho equilibrado em ambos


Outra vantagem do modelo da marca alemã é que o câmbio manual tem engates sempre rápidos e precisos ao contrário do automatizado Powershift, que acaba atrapalhando o bom rendimento do engenhoso 1.0 EcoBoost.  No caso da caixa de câmbio do Ford, os problemas começam com o funcionamento um pouco mais lento que o ideal entre as trocas de marcha, além da falta de um comando para mudanças sequenciais mais cômodo e animador do que o simples botão instalado na própria alavanca no console central. Pena que a fabricante oferece o Fiesta EcoBoost apenas com esse câmbio, uma vez que o 1.0 turbo é um dos mais eficientes do mercado global, o que acabou rendendo vários prêmios ao redor do mundo. Entre seus méritos, está o bloco bastante compacto, durável e que aproveita ao máximo a energia da queima da mistura ar-combustível com sistemas de refrigeração e lubrificação exemplares.

LEIA MAIS:  Ford Fiesta EcoBoost é tão bom quanto o que custa. Confira a avaliação

undefined
Divulgação/Volkswagen
Esqueça o motor 1.6, o Volkswagen Golf 1.0 TSI é a verdadeira versão de entrada do hatch médio

Nos dois carros 1.0 turbo, pisando com vontade no acelerador, o desempenho chega até a empolgar. Ambos aceleram de 0 a 100 km/h praticamente no mesmo tempo: 9,6 segundos no Fiesta e 9,7 s no Golf, de acordo com os números da fabricante. Um ronco característico dos três cilindros funcionando no limite lembra até o de alguns esportivos. Mas existem situações em que a baixa cilindrada e o sistema de sobrealimentação acaba levando a uma falta de força nas primeiras marcações do contagiros.  Uma delas fica por conta das retomadas em subidas, quando as reduções de marcha são inevitáveis. Porém, basta manter o motor sempre acima dos 2.000 rpm para conseguir respostas sempre rápidas nos dois modelos. E quanto à velocidade máxima, o Volkswagen fica um pouco na frente (194 km/h ante 190 km/h do Ford).

Ambos contam com controles eletrônicos de estabilidade e tração e vão bem nas curvas, mas apenas o Golf vem equipado com freios  a disco nas quatro rodas, uma vez que há apenas tambores no eixo traseiro do Fiesta, o que o deixa mais suscetível à fadiga  quando exigido mais a fundo, como em descidas de serra.  Os dois vêm com direção com assistência elétrica, leve nas manobras e que vai aumentando de peso de acordo com o aumento da velocidade, transmitido sempre seguranca. Além disso, a dupla também tem volante com boa empunhadura e com os principais comandos do som e do controlador de velocidade de cruzeiro. 

LEIA MAIS:  GM Vectra GT diz o que acha sobre o novo Chevrolet Cruze Sport 6

undefined
Divulgação/Ford
Ford Fiesta 1.0 EcoBoost ainda vem com a primeira geração do sistema Sync

Para provar que além de andarem bem conservam a velha economia dos carros com motor de 1.0 litro de cilindrada, de acordo com os números do Inmetro, o Ford consegue fazer 12,2 km/l de gasolina na cidade e 15,3 km/l na estrada. Como seu motor é importado, o Fiesta não é flex, ao contrário do Golf, que também aceita etanol no tanque.  Ainda conforme o Inmetro, o Volkswagen roda 11,9 quilômetros com cada litro de gasolina em trecho urbano e 14,3 no rodoviário, números animadores, não? 

No cômputo geral, o Volkswagen Golf vence o comparativo, mesmo sendo exatos R$ 2.757 mais caro, considerando os preços sugeridos pelas fabricantes. Os dois têm desempenho bem parecido, mas o modelo da marca alemã é mais espaçoso sofisticado e atual que o rival da Ford, que está para receber uma série de mudanças mais significativas para se atualizar e ganhar apelo. Portanto, entre os dois, vá de Golf (que vai mudar discretamente), pelo menos até o Fiesta receber as novidades previstas.

Ficha técnica - Volkswagen Golf 1.0 TSI

Preço:  a partir de R$ 77.247

Motor: 1.0, turbo, três cilindros,  flex

Potência: 125 cv a 5.500 rpm

Torque: 20,4 kgfm a  2.000 rpm

Transmissão:  Manual, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 205/55 R16 (225/45 R 17 opcionais)

Dimensões: 4,26 m (comprimento) / 1,80 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,63 m (entre-eixos)

Tanque : 50 litros

Consumo: 11,9 km/l (cidade) /14,3 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 9,7 segundos 

Vel. Max: 194 km/h  

Ficha técnica - Ford Fiesta Ecoboost

Preço:  a partir de R$ 74.490

Motor: 1.0, turbo, três cilindros,  gasolina

Potência: 125 cv a 6.000 rpm

Torque: 17,3 kgfm a  1.400 rpm

Transmissão:  Automatizado, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 195/50 R16 

Dimensões: 3,97 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,46 m (altura), 2,49 m (entre-eixos)

Tanque : 51 litros

Consumo: 12,2 km/l (cidade) /15,3 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 9,6 segundos 

Vel. Max: 190 km/h   

    Veja Também

      Mostrar mais