Tamanho do texto

Premiado na Europa, o modelo da marca francesa parte de R$ 139.990 com desenho moderno e boa dose de espaço

Peugeot 3008 da nova geração ficou bem mais esportivo na nova geração se comparado à anterior
Divulgação
Peugeot 3008 da nova geração ficou bem mais esportivo na nova geração se comparado à anterior

Depois de passar um final de semana com o Peugeot 3008 ficou clara a vocação de carro familiar do SUV francês, oferecido a partir de R$ 139.990, preço competitivo na comparação com os principais rivais, entre os quais Hyundai New Tucson (a partir de R$ 149.970), Mitsubishi Outlander (R$ 142.990), Audi Q3 (parte de R$ 143.900) e companhia.

LEIA MAIS: Peugeot 3008 vence o prêmio do Carro do Ano 2017 da Europa

Não falta espaço, sobra estilo arrojado (tanto por dentro quanto por fora), mas bem que podiam ter incluído itens mais sofisticados, como abertura e fechamento elétrico a tampa do porta-malas e sistema que ajuda a estacionar. Além do porta-malas de 520 litros, um dos maiores do segmento, o novo Peugeot 3008 consegue acomodar cinco ocupantes com bastante conforto e ainda vem com grandes porta-objetos no interior. Um deles, bem no centro do console central, é refrigerado e leva até uma garrafa de dois litros. 

Lanternas com LED estão entre os itens que compõem o visual arrojado do novo 3008
Carlos Guimarães/iG
Lanternas com LED estão entre os itens que compõem o visual arrojado do novo 3008

O ambiente interior mereceu bastante atenção do pessoal do departamento de design. Isso é notado pelo capricho do acabamento. Os bancos são revestidos de couro, com costuras aparentes. Usaram um tecido cinza, com aspecto clean na parte intermediária do painel do lado do passageiro e nas laterais das portas. E, durante a noite, essa área acinzentada passa a ficar azulada com o filete de luz ambiente instalado em pontos estratégicos do carro.

Ainda por dentro, no console central, instalaram botões sensíveis ao toque, feitos de alumínio escovado, que ajudam a compor o estilo arrojado do carro linhas que combinam o retrô com o moderno. Também chama atenção o teto-solar panorâmico com cobertra escamoteável e também iluminada, o que a deixa parecida com o teto de um avião. Nada mau também o lado do motorista, que se sente numa posição esportiva de dirigir.

LEIA MAIS: Segredo! Peugeot testa 5008 com disfarces no Brasil antes da estreia

 Ponto positivo também para a tela colorida de 12,3 polegadas, que serve de quadro de instrumentos configurável (com contagiros que se move no sentido contrário ao do velocímetro), bem como para a alavanca de câmbio (que parece um joystick de video game),

Seguindo a mesma ideia do i-Cockpit da família 208, no 3008 o volante é um pouco menor que o convencional, tem base achatada e fica próximo das hastes para trocas sequenciais do câmbio automático de seis marchas. Pena que as aletas são fixas na coluna de direção, o que acaba dificultando um pouco as trocas de marcha nas curvas, já que não acompanham o movimento do volante. Apesar disso, as trocas são feitas com certa rapidez, inclusive nas reduções.

Pé na estrada

O comportamento dinâmico do novo Peugeot 3008 passou a ser mais parecido com o de uma perua esportiva
Divulgação
O comportamento dinâmico do novo Peugeot 3008 passou a ser mais parecido com o de uma perua esportiva

Logo nos primeiros quilômetros fica claro que o silêncio e o conforto vão acompanhar os ocupantes durante toda a viagem. Porém, fica a impressão de que, apesar do 3008 ter ficado 100 kg mais leve por conta da nova base EMP2, falta um pouco mais de força ao já conhecido motor 1.6 THP em situações em que re mais exigido, como em trechos sinuosos, em subida.  Rende 165 cv e plausíveis 24,5 kgfm de torque a meros 2.400 rpm, com relação peso/torque de 63 kg/kgfm, ante 55 kg/kgfm do rival Audi Q3, por exemplo.

LEIA MAIS: Peugeot 2008 Crossway: edição limitada tem mudanças bem discretas

 Entretanto, não resta dúvida de que o 3008 se transformou um SUV bem mais esportivo nessa nova geração. Com estrutura mais leve e rígida, o carro engole quilômetros e quilômetros de asfalto com bastante facilidade, sempre transmitindo segurança. Pode apontar a frente para a tangência da curva que o modelo francês vai contornar sem sustos e com pouca rolagem da carroceria, ajudado pelas rodas de aro 19 montadas em pneus 235/50R 19. Isso também é resultado da suspensão um pouco mais voltada para manter a estabilidade do que para aborver as irregularidades do piso, o que faz lembrar uma perua.

A posição de dirigir também é elogiável, ajudada pelos bancos de couro com regulagens elétricas e largos apois laterais para segurar o corpo. Agrada também a visibilidade, o baixo nível de ruído, a solidez da carroceria e a eficiência dos freios. Apesar de não ser um esportivo puro-sangue, o novo Peugeot 3008 não vai decepcionar aqueles que curtem o prazer de dirigir, principalmente ao acionar o modo manual com ajuste esportivo de condução, quando o carro fica ainda mais esperto,com acelerador mais sensível, direção firme e direta e giros mais altos do 1.6 THP. De acordo com dados da fabricante, o carro pode acelerar de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e atingir 205 km/h.

Ficha Técnica

Preço:  a partir de R$ 139.900

 Motor: 1.6, quatro cilindros, turbo, gasolina

Potência: 165 cv a 6.000 rpm

Torque: 25,5 kgfm a  1.400 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção na traseira 

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 235/50 R19 

Dimensões: 4,44 m (comprimento) / 1,91 m (largura) / 1,63 m (altura), 2,68 m (entre-eixos)

Tanque : 53 litros

Porta-malas: 520 litros 

 Consumo: 9,4 km/l (cidade) /9,6 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 8,9 segundos 

Vel. Max: 206 km/h 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.