Tamanho do texto

Hatch é a aposta da Volkswagen contra Fiat Argo, Peugeot 208, GM Onix, Ford Fiesta, Toyota Yaris, Citroën C3, entre outros

Volkswagen Polo: visual arrojado está em sintonia com a pegada esportiva do hatch, principalmente na versão Highline
Divulgação
Volkswagen Polo: visual arrojado está em sintonia com a pegada esportiva do hatch, principalmente na versão Highline

E depois de muito tempo sem um representante para os hatches compactos premium, a Volkswagen apresenta o Novo Polo. O modelo parte de R$ 49.990 em sua versão de entrada e pode chegar aos R$ 74.490 no pacote Highline, com todos os opcionais. E é justamente o modelo mais caro do Polo que tivemos a oportunidade de testar em Porto Feliz, no interior de São Paulo.

LEIA MAIS: Volkswagen Polo é lançado por R$ 49.990, podendo chegar a R$ 74.490

Olhando por fora, há quem diga que o Novo Polo ficou a cara do Gol. É o mesmo design do modelo europeu, salvo algumas diferenças pontuais no parachoque dianteiro que ficou mais esportivo. As rodas aro 17 são opcionais, assim como a nova cor Amarelo Cúrcuma. Suas linhas são bem demarcadas, dando uma personalidade mais musculosa ao Polo. Caixas de roda, grandes e com suspensão elevada, completam a sensação de robustez. Em princípio, é como se estivéssemos observando uma versão aventureira, mas tudo foi pensado para garantir as melhores condições nas lunares ruas brasileiras.

Linhas elegantes e rodas de aro 17 diamantadas, oferecidas como opcional na versão topo de linha
Divulgação
Linhas elegantes e rodas de aro 17 diamantadas, oferecidas como opcional na versão topo de linha

É interessante notar que a Volkswagen permanece fiel ao modelo que foi vendido por aqui entre 2003 e 2015. As janelas continuam subdivididas em três, com uma espia que vem antes do fim da silhueta. A lanterna traseira aparece em uma peça única, dispensando a divisão que acontece no Golf, que leva parte na tampa do porta-malas. Com 300 litros, a capacidade de carga do Polo é a mesma de Argo e HB20.

O habitáculo do Novo Polo é de encher os olhos. E o que mais irá chamar sua atenção é o novo cockpit virtual que a Volkswagen instalou. O sistema lembra bastante o que foi apresentado no Brasil pelo Audi TT, com o quadro de instrumentos 100% digital em uma tela de dez polegadas,  a investida da marca alemãque surge como algo inovador em seu segmento. Ainda mais quando falamos de um carro na casa dos R$ 75 mil. Nele, é possível ver todas as informações, como navegação, opções de mídia e dados do computador de bordo. A impressão é de estar em um carro mais caro.

Por dentro, cluster digital e configurável vem junto com o kit multimídia, ambos opcionais da versão topo de linha
Divulgação
Por dentro, cluster digital e configurável vem junto com o kit multimídia, ambos opcionais da versão topo de linha

A Volkswagen também dá show na central multimídia com App Connect, muito responsiva e intuitiva. É como manusear um bom celulae que você possui há meses. Você também poderá emparelhar a central com seu aparelho por meio do Apple CarPlay e do Android Auto, sendo que o último é capaz de reproduzir o Waze. Aplicativos como Spotify também aparecem integrados.

LEIA MAIS: Novo Polo toma o poder no Game of Thrones da Volkswagen

Esse pacote tecnológico contrasta com um interior mais voltado para a racionalidade. Todo o conceito horizontal que a marca utilizou para demarcar as linhas externas do Novo Polo surgem no interior para compor um habitáculo harmônico.  Mas as portas são simples e apoio de braço leva o único resquício de tecido.  Nota-se que a qualidade dos materiais é digna de aplausos. Há ar-condicionado digital, partida por botão com chave presencial e apoio de braço.

Os ocupantes do banco traseiro também terão muito conforto, com saídas de ar exclusivas. Eles também poderão utilizar a entrada USB do console para carregar smartphones, tablets ou qualquer outro dispositivo compatível. Com o banco dianteiro ajustado para mim (com 1,84 metros de altura), me acomodei bem na parte de trás. Assim como em outros veículos da plataforma MQB, os ocupantes viajam mais “baixos” que o normal, favorecendo o espaço para a cabeça. Mas quem for sentado no meio pode ter mais dificuldade de se acomodar por causa das saídas de ar e da altura do assento. Portanto, para viajar com muito aconchego, dois adultos e uma criança no banco de trás é a medida certa.

LEIA MAIS: Volkswagen Polo GTI é mostrado em Frankfurt com 200 cv

Partida por botão e acabamento caprichado na versão topo de linha Highline
Divulgação
Partida por botão e acabamento caprichado na versão topo de linha Highline

O eficiente motor 200 TSI também vai ajudar a tornar as viagens agradáveis. Na prática, continua sendo o motor 1.0 que você conhece no Golf, porém, entregando 200 NM de torque. Essa também é a primeira vez que o motor aparece aliado ao câmbio automático Tiptronic, de 6 marchas. São 116/128 cv a 5.500 rpm e torque 20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 rpm (com gasolina e etanol, respectivamente).

A impressão é de que o três cilindros, turbinado, e o câmbio de seis marchas, são amigos de longa data. Sua arrancada não chega a surpreender, mas retomadas deixam o potencial deste motor TSI bem mais evidente. Portanto, o Polo não dá a menor bola para o que está carregando, ideal para viagens com a família, repletas de ultrapassagens seguras e muito fôlego. De acordo com a Volkswagen, a aceleração de 0 a 100 km/h fica na casa dos 10 segundos quando abastecido com gasolina. O Inmetro informa que o Novo Polo faz 11,6 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada quando abastecido com gasolina. Com etanol, os números vão para 8,0 km/l e 9,8 km/l, sempre com câmbio automático de seis marchas.

Cinco estrelas

Na lateral, vincos pronunciados compõem o estilo esportivo da nova geração do hatch compacto
Divulgação
Na lateral, vincos pronunciados compõem o estilo esportivo da nova geração do hatch compacto

A estrutura do Polo é composta por aços especiais de alta e ultra-alta resistência e conformados a quente, garantindo redução de peso e mais segurança. Com a aposta da engenharia da Volkswagen, o modelo possui pontos de deformação inteligentes. Aliado aos quatro airbags e às diversas "babás eletrônicas", como assistência de freio hidráulico, controle de estabilidade e limpeza automática dos discos, o Polo obteve cinco estrelas para adultos e crianças no Latin NCAP.

O Novo Polo surge como uma ótima opção no segmento de hatches médios. Eficiente, seguro e confortável, traz todos os atributos que um comprador de hatches premium em potencial procura. Basta saber se a versão mais cara, Highline, sobreviverá na briga com as de entrada dos SUVs compactos. Confira a ficha técnica abaixo.

Volkswagen Polo 2018

Preço: R$ 74.490 (Highline, com opcionais)
Motor: 1.0 TSI
Potência: 128 cv no etanol/115 cv na gasolina
Torque:  20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 rpm
Transmissão: automática, Tiptronic, de seis velocidades
Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
Freios: discos ventilados na dianteira e discos sólidos na traseira, com ABS, ESC
Pneus: 205/50 R17 (roda de liga leve aro 17 é opcional)
Dimensões: 4.0 metros de comprimento, 1,75 metros de largura e 1,46 metros de altura. 
Tanque: 52 litros
Porta-malas: 300 litros
Consumo: 11,6 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada (gasolina). 8,0 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada (etanol)
0 a 100 km/h: 10,5 segundos (com gasolina)
Vel. Máxima: 195 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.