Tamanho do texto

Com R$ 400 mil, você poderia levar um utilitário premium e um modelo esportivo para sua garagem. Será que vale a pena? Confira na avaliação

Range Rover Velar: esportividade e estilo arrojado foram levados a sério no SUV da marca inglesa
Cauê Lira/iG Carros
Range Rover Velar: esportividade e estilo arrojado foram levados a sério no SUV da marca inglesa

É uma pena que as ruas, prédios e vagas de São Paulo não estejam prontas para um SUV do porte do Range Rover Velar. Saindo da garagem do escritório da Jaguar Land Rover, preciso deixar o assento um pouco mais alto para conseguir ver se o utilitário seria capaz de passar pela estreita catraca. Com esse problema resolvido, seguimos nosso trajeto pela zona sul da cidade, onde é possível entender que este SUV grandalhão é muito mais que um F-Pace com outra carroceria.

LEIA MAIS: Volvo XC60 R-Design: SUV sueco atinge sua melhor forma

O Range Rover Velar desperta muita curiosidade. Estamos no principal lançamento da marca inglesa no ano passado. O design, por incrível que pareça, é simples. O Velar aposta em um tipo de elegância conservadora que tenta se distanciar ao máximo do retrógrado, mas sem ousar além do que seu público pede. Faz sentido. Para fugir de qualquer caretice, a marca tem o Evoque.

Mas esta acaba sendo uma das coisas que mais atraem no Velar. Ele não quer ser o carro mais chamativo no trânsito, mas acaba roubando a cena. Mesmo na bela e discreta cor cinza da unidade que testamos, ele está lá, impondo seu design exuberante. Caso você esteja se perguntando a origem do nome escolhido pela marca para batizar sua nova aposta no mercado brasileiro, saiba que Velar foi o nome do protótipo do primeiro Range Rover dos anos 70. Um belo resgate das origens da marca.

LEIA MAIS: Audi Q3 1.4 Ambition: como anda o SUV compacto premium da marca alemã?

Se este Range Rover é legal por fora, espere só para ver o que o Velar reserva por dentro. Para começar, ao apertar o comando de abertura automática na chave, as maçanetas retráteis surgem como num filme futurista. Ele também projeta seu logotipo como uma luz de cortesia para iluminar o chão. Acomodado nos belos bancos de couro premium, que parecem ter sido milimetricamente costurados, dá para ficar de queixo caído com toda a tecnologia embarcada. Apesar de tudo no Velar ser feito  por meio de telas (inclusive mostradores climáticos, temperatura dos bancos, altura da suspensão e massageador), a marca não se esqueceu das origens. Por conta disso, os comandos de temperatura e intensidade do ar-condicionado preservam o padrão giratório. É como manusear uma boa lente de câmera.

Guarda da Rainha

Alta linha de cintura, maçanetas embutidas  e lanternas de LED estão entre os principais detalhes estéticos do Velar
Cauê Lira/iG Carros
Alta linha de cintura, maçanetas embutidas e lanternas de LED estão entre os principais detalhes estéticos do Velar

As cortesias não param. O Velar vem com quatro padrões de massagem para os dois bancos dianteiros, com função de aquecimento em três temperaturas. A central multimídia é mesma que já está sendo utilizada na maior parte dos carros do grupo Jaguar Land Rover. Neste caso, são duas telas de dez polegadas, como você pode ver no vídeo abaixo. Ambas são customizáveis ao gosto de quem está ao volante.

Com todo esse show, fica até difícil de reparar que o teto é revestido de couro alcântara e os comandos no volante acendem como se fossem digitais. Enaltecer o luxo dos carros da Land Rover é chover no molhado, como sabemos. Quem curte um bom sistema de som vai ficar maravilhado com o ótimo arranjo feito pela Meridian, com 23 alto-falantes e 1.300 watts de potência, o que cria o efeito de uma sala de concerto.  Agudos são cristalinos, com graves bem vigorosos que fazem o carro vibrar, principalmente se você curte ouvir música alta. Esta é outra das coisas que você pode configurar com precisão milimétrica no Velar.

Polifonia

Interior sofisticado e com acabamento caprichado nos mínimos detalhes são qualidades que custam caro
Divulgação/Jaguar Land Rover
Interior sofisticado e com acabamento caprichado nos mínimos detalhes são qualidades que custam caro

Este corpanzil também pode ser um problema fora das vagas apertadas. O Velar se encaixa com dificuldade nas faixas das ruas de São Paulo, com seus 1,93 m de largura, sem contar os retrovisores. E caso o motorista dê aquela puxadinha de lado para dar passagem a um motoqueiro, por exemplo, o sistema irá acusar no alerta de saída de faixa. Culpa do carro, ou das nossas faixas mais estreitas? Apesar de todo o conforto interno, o Velar tem acerto de suspensão que prioriza mais a estabilidade que a delicadeza. Este é um dos motivos do utilitário esportivo inglês não absorver tão bem as imperfeições do solo brasileiro. Percebe-se facilmente que falta um pouco de “tropicalização” para os carros da Jaguar Land Rover no Brasil, mesmo rodando no modo mais confortável da suspensão a ar, controlada eletronicamente.  O que também atrapalha ao passar por piso irregular é o conjunto de rodas de aro 22 com pneus de perfil baixo (265/40R 22). 

São 1884 kg de peso que trariam dificuldades para qualquer motor, mas não para este afoito 3.0 V6 de 380 cv de potência. Com desempenho digno de esportivo (lembramos que ele integra também o irmão Jaguar XE S), os 45,9 kgfm de torque conseguem puxar o Velar por onde for necessário. Haja disposição para acelerar. De acordo com a marca, o SUV vai de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos, deixando verdadeiros esportivos para trás. Melhor que isso, só a versão SVR de 550 cv que ainda não é vendida no Brasil. Este exigiria muita rapidez de quem segura o cronômetro.

LEIA MAIS: Jaguar XE S: pergunte ao vento se motores rugem

O Range Rover Velar é o SUV dos sonhos. Capaz de serpentear curvas em velocidade sem qualquer susto e deixar donos de legítimos esportivos com o vislumbre de sua traseira horizontalizada, o preço acaba sendo um forte soco no estômago. O Velar não sai das concessionárias por menos de R$ 404.900 nessa versão R-Dynamic. Por este valor, dá para levar um SUV com o porte de Volvo XC60, ou Audi Q5 e ainda sobra dinheiro para comprar um hatch esportivo como o  Golf GTI. Mas qual seria a razão de levar um SUV de luxo e um bom esportivo para casa se você pode ter ambos com o Velar?

Ficha técnica

Preço: R$ 405.900
Motor: 3.0 V6, gasolina
Potência: 380 cv
Torque: 45,9 kgfm
Transmissão: automática de 8 velocidades
Suspensão: Independente, braços sobrepostos
Freios: discos ventilados nas quatro rodas
Pneus: 255/50 R20
Dimensões: 4,8 m (comprimento), 2 m (largura), 1,6 m (altura), 2,8 (entre-eixos)
Tanque: 63 litros
Porta-malas: 673 litros
0 a 100 km/h: 5,7 segundos 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.