undefined
Caue Lire/iG Carros
Toyota Yaris se destaca pelo baixo consumo e pela segurança na comparação com o rival Hyundai HB20 da linha 2019

Demorou bastante para a Toyota entrar na briga entre os hatches compactos no Brasil.  E não é de hoje que a disputa pela liderança do segmento não é nem um pouco fácil. Mas a marca japonesa chegou confiante. Até demais, se for levado em conta o que resolveu cobrar pelo Toyota Yaris hatch topo de linha, que têm uma série de qualidades, mas tem preço sugerido de nada menos que R$ 79.990.

LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan encara o rival Honda City. Qual vence?

Tudo bem que o Toyota Yaris XLS vem com controle eletrônico de estabilidade, teto solar elétrico e bancos de couro entre os itens de série, mas seu porte é compatível com o do rival Hyundai HB20 Premium, também a versão mais bem equipada da linha, mas que sai por mais acesssíveis R$ 66.790 na linha 2019, cujas principais novidades incluem a central multimídia com TV digital de série, compatível com Android Auto e Apple Car Play, além de aceitar o aplicativo Waze.

Pois é, de um lado o apelo da novidade do Yaris, mais econômico e com mais itens de segurança, inclusive, por ter 7 airbags na versão XLS avaliada. De outro o bem equipado Hyundai, que já está no final do ciclo da atual geração, mas tem uma relação entre custo e benefício mais interessante e um conjunto bem acertado para o uso no dia a dia como veremos mais adiante. A briga é boa.

 Um dos pontos que mais chamaram atenção ao rodar com o Yaris foi a economia de combustível. O carro vem com  motor 1.5, que rende até 110 cv e 14,9 kgfm de torque a 4.000 rpm que funciona com câmbio CVT para simular até 7 marchas. De acordo com os dados do Inmetro, apenas com etanol no tanque, o hatch é capaz de fazer 8,9 km/l na cidade e 10,6 kml na estrada, ante 7,1 km/l e 9,4 km/l, respectivamente, do HB20. 

LEIA MAIS: Hyundai HB20 2019 chega com novidades visuais e nos equipamentos

O motor 1.5 flex do Toyota cumpre bem o seu papel, mas não é tão eficiente quanto o 1.6 da Hyundai, com uma potência específica de 73,3 cv/litro ante 80 cv/litro da marca coreana, que vem com variador de fase no comando de válvulas na fase de admissão (no rival também na exaustão) e funciona com câmbio automático, com conversor de torque e seis marchas.  Na prática, o HB20 consegue ter melhor desempenho, com acelerações e retomadas mais rápidas.

Dizem as fabricantes que o HB20 acelera de 0 a 100 km/h em 10,6 segundos, ante 12 s do Yaris, que se mostra mais voltado ao conforto, sem nenhuma pretensão esportiva, ao contrário do concorrente, que apresenta mais ânimo ao ser provocado no acelerador. 

Pareo duro

undefined
Cauê Lira/iG Carros
Toyota Yaris poderia ter interior mais caprichado pelo preço que custa. Topo de linha do hatch beira os R$ 80 mil

Se Toyota é mais econômico e seguro, o Hyundai anda mais e tem melhor custo benefício. Mas o Yaris contra-ataca com uma direção com assistência elétrica, que o rival HB20 ainda não tem. Entretanto, o conjunto da Hyundai é bem acertado, o que inclui a suspensão que consegue absorver bem as irregularidades do piso e manter boa estabilidade nas curvas. Ambos contam com visibilidade adequada e retrovisores que se recolhem eletricamente. Porém, o volante do hatch da marca japonesa não tem ajuste de profundidade (de série no HB20), apenas de altura. 

Os dois se equivalem quando o assunto é distância entre-eixos (2,55 m do Yaris e 2,50 m do HB20) e porta-malas (310 litros do Toyota e 300 litros do Hyundai, repectivamente). Mas o Yaris tem um interior um pouco mais moderno com detalhes como partida por botão, quadro de instrumentos com mostrador digital maior.  O HB20 tentou disfarçar a idade com uma nova iluminação do cluster , mais moderna, com luz branca, mas já pede mudanças mais significativas. Contudo, mesmo sendo R$ 13.200 mais em conta, o Hyundai tem acabamento ligeiramente mais caprichado que o Toyota, o que pode ser notado pelo revestimento das portas.

undefined
Divulgação
Hyundai HB20 já precisa de mais mudanças e tem interior um pouco mais antiquado que o do Toyota Yaris

 A lista de equipamentos de ambos vem bem recheada e inclui itens com oar-condicionado digital, faróis com acendimento automatico e luz diurna de LED, computador de bordo, volante multifuncional, rodas de liga-leve, conexão USB, ancoragem ISOFIX para cadeiras infantis, entre outros itens. As principais vantagens do Toyota são 7 airbags, teto solar, câmera de ré a direção elétrica, mas a central multimídia do Hyundai é mais completa e funciona melhor e há sensores nos para-choques traseiros,  estranhamente não disponíveis no Yaris.

LEIA MAIS: Hyundai i20 deve antecipar mudanças que serão adotadas no HB20 brasileiro

Conclusão

No final das contas, o Toyota Yaris XLS sai com uma vitória bem apertada na comparação com o Hyundai, que está no limite do que consegue oferecer antes de mudar de geração, o que deverá acontecer entre o fim do ano que vem e o início de 2020. Quando estiver totalmente renovado, o HB20 terá condições de entrar na briga com mais força não apenas contra o Yaris, mas diante de outros rivais de peso, como VW Polo, Peugeot 208, Ford Fiesta, Fiat Argo e companhia.

Ficha Técnica - Hyundai HB20 Premium

Preço: a partir de R$ 66.790

Motor:  1.6, quatro cilindros, flex

Potência:  128 cv (E) / 122 cv (G) a 6.000 rpm

Torque:  16,5 kgfm (E) / 16 (G) a 5.000 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  185/55 R15

Dimensões: 3,92 m (comprimento) / 1,68 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,50 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo gasolina: 9,9 km/l (cidade) / 12,5 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 10,6 segundos 

Velocidade máxima: 190 km/h 

Ficha Técnica - Toyota Yaris XLS

Preço: a partir de R$ 79.990

Motor:  1.5, quatro cilindros, flex

Potência:  110 cv (E) / 105 cv (G) a 5.600 rpm

Torque:  14,9 kgfm (E) / 14,3 (G) a 4.000 rpm

Transmissão:  Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 4,14 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,49 m (altura), 2,55 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 310 litros 

Consumo gasolina: 12,6 km/l (cidade) / 13,8 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 11,8 segundos

Velocidade máxima:  173 km/h

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários