Tamanho do texto

Sedã mais em conta da marca se destaca pelo estilo arrojado e pela economia de combustível, mas já perdeu apelo para o Classe A Sedan

Mercedes CLA 180:  versão básica do sedã vem com rodas de aro 17 e sem faróis auxiliares de neblina
Divulgação
Mercedes CLA 180: versão básica do sedã vem com rodas de aro 17 e sem faróis auxiliares de neblina

Alguém aí se lembra do memorável anúncio do Mercedes-Benz CLA feito especialmente para a final do Super Bowl, de 2013? Nele, o ator Willen Dafoe (que interpretou o “Duende Verde”, no filme Homem Aranha) aparece como uma figura demoníaca que convence um jovem a assinar uma espécie de pacto com o diabo para conseguir fama, mulheres, fortuna, mas ao ver um outdoor com o estiloso Mercedes CLA 180 acaba desistindo, por perceber que o carro com preço acessível pode satisfazer todos os seus desejos? 

LEIA MAIS: Mercedes C300 Sport: sedã com esportividade bem equilibrada

Pois bem, já se passaram cinco anos desde que o comercial foi veiculado na TV e agora o CLA está prestes perder o seu apelo de sedã mais em conta da marca para o Classe A Sedan, que foi mostrado na China em abril último e deverá chegar ao Brasil em 2019. As linhas ousadas do Mercedes CLA 180 foram marcantes no lançamento, mas já perderam o brilho, sem tirar o mérito da aerodinâmica primorosa, com coeficientes de arrasto (CX 0,24), um dos menores em um carro feito em série. 

Depois de dois dias rodando com versão CLA 180 (R$ 137.900), logo me veio à cabeça aquele comercial do Super Bowl. Sim, mesmo tirando toda a ingenuidade da ideia de chamar atenção e ganhar prestígio a bordo do estiloso sedã da Mercedes, a questão é que esse sedã já não faz sentido hoje em dia. A ideia aqui é oferecer um carro de marca premium por um preço relativamente convidativo, mas nessa faixa dos R$ 140 mil existem modelos mais eficientes em vários aspectos que não vão ser obscurecidos por outro carro da mesma fabricante.

 Claro que existe certo capricho no CLA 180. Os bancos iluminados e a lista recheada de equipamentos são duas provas de que o carro tem lá seus predicados, entre os quais também se destaca a economia de combustível, como veremos mais adiante. 

LEIA MAIS: Audi A3 Sedan renovado chega com mais força para encarar Corolla, Civic e Cruze

Entretanto, logo se percebe que o tempo passou muito rápido para esse sedã. E quando você precisar usar a confusa e obsoleta central multimídia, ou tiver dificuldade de encontrar a entrada USB ( fica dentro  do porta-objetos sob o o apoio de braço dianteiro) e sentir solavancos ao passar por piso mal conservado, logo vai se lembrar das unhas afiadas do personagem do comercial de 5 anos atrás.    

A tentação do Mercedes CLA 180 

Mercedes CLA 180 precisa de uma melhor central multimídia e de melhor ergonomia no interior relativamente simples
Divulgação
Mercedes CLA 180 precisa de uma melhor central multimídia e de melhor ergonomia no interior relativamente simples

É melhor resistir à tentação de assinar o cheque e partir para outro sedã se estiver em busca de algo bem confortável, estiloso e moderno que custe até R$ 140 mil. Uma das opções é o Audi A3 Sedan 1.4 Ambiente (R$ 130.990), que também precisa de uma injeção de modernidade, mas além de mais em conta ainda ganha em eficiência em alguns aspectos na comparação com o CLA 180. Já começa pelo conjunto mecânico. O Mercedes vem com o 1.6, turbo, de 122 cv e nada desprezíveis 20,5 kgfm a meros 1.250 rpm, o que garante boa agilidade no trânsito do dia a dia. Porém, o A3 Sedan consegue ser ainda  mais ágil, com 150 cv e 25,5 kgfm a 1.500 rpm e com a vantagem de ser flex, ao contrário do CLA180.

Os dois sedãs vêm com hastes no volante para trocas sequenciais e volante de três raios multifuncionais, mas a tocada no A3 é mais animada não apenas por ter mais fôlego, mas pelo conjunto de suspensão mais bem acertado para o piso brasileiro. Bom também é que o Audi consegue ser quase tão econômico quanto o Mercedes. De acordo com o Inmetro, com gasolina, o Audi pode fazer 11,7 km/l na cidade e 14,2 km/l na estrada, ante 11 km/l e 14,5 km/l, respectivamente, do Mercedes. 

LEIA MAIS: BMW 328i M Sport Plus: esportivo com pele de sedã familiar

Se a ideia é acelerar, então, o A3 fica na frente, mesmo com menor cilindrada. Conforme os dados das fabricantes, o Audi acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos e atinge 215 km/h, contra  9,3 s e 210 km/l do Mercedes, que vem com injeção direta de gasolina e câmbio automatizado, de dupla embreagem e sete marchas, que acaba não proporcionando tanto conforto no dia a dia quanto o com conversor de torque do A3, de seis, e funcionamento mais suave. O que também explica a melhor capacidade do Audi de equilibrar as questões de consumo e desempenho é o menor peso (1.240 kg ante 1.430 do rival).

Um dos únicos pontos em que o CLA 180 supera o A3 Sedan se refere ao tamanho do porta-malas. São 470 litros, ante 425 litros do Audi. Mas na lista de equipamentos, o sedã da marca das quatro argolas oferece mais possibilidade por poder contar com itens como teto-solar elétrico e panorâmico, GPS embutido no sistema multimídia e controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo.

Conclusão

O CLA perdeu apelo ao longo do tempo e, às vésperas da chegada do Classe A Sedan, ficou quase sem sentido. Pelo o que oferece, não apenas quanto aos itens de série, mas também ao que está ligado ao conjunto mecânico, o Mercedes CLA 180 tem preço mais salgado que o ideal. A aerodinâmica primorosa e o estilo de certa forma ousado ficam entre os destaques.

Ficha Técnica: 
Preço: R$ 137.900 
Motor:  1.6, turbo, quatro cilindros, 16 válvulas  
Potência: 122 cv a 5.000 rpm   
Torque: 20,4 kgfm a 1.250 rpm   
Transmissão: automatizado, sequencial, de sete marchas   
Suspensão: independente e multibraço (traseira) 
Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira  
Dimensões: 4,64 m (comprimento) / 1,78 m (largura) / 1,43 m (altura), 2,70 m (entre-eixos)  
Tanque : 50 litros   
Consumo: 11 km/l na cidade / 14,5 km/l na estrada   
Até 0 a 100 km/h: 9,3 s   
Vel. Max: 210 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.