Tamanho do texto

Linha 2018 ganha novidades e mostra conjunto bem acertado. Mas já mostra sinais da idade, às vesperas do lançamento da nova geração

BMW 328i M Sport Plus: sedã está prestes de mudar de geração, mas conta com conjunto bem acertado e esportivo
Carlos Guimarães/iG
BMW 328i M Sport Plus: sedã está prestes de mudar de geração, mas conta com conjunto bem acertado e esportivo

Fazia um bom tempo que não punha as mãos em um BMW Série 3, mas valeu a pena a espera. Escolheram a versão 328i, da linha 2018, para quebrar o jejum. Aproveitei e fiz uma viagem rumo ao interior de São Paulo, com asfalto bem conservado e algumas curvas sinuosas pelo caminho. Logo me lembrei do acerto único desse sedã feito para quem gosta mesmo de dirigir. Vamos ao que o BMW 328i M Sport Plus é capaz. 

 LEIA MAIS: BMW X2: SUV se mostra um contraponto em um mundo cada vez mais chato

Mas, antes de acelerar o BMW 328i Sport M Plus, resolvi dar uma olhada no carro por fora para conferir os detalhes que mudaram na linha 2018. A unidade avaliada veio com pacote M Sport Plus, que inclui belas rodas de aro 19, faróis adaptativos com lentes escurecidas e LED no lugar de lâmpadas, assim como acontece nas lanternas traseiras.

Por dentro, entre as principais novidades, está o quadro de instrumentos digital e configurável, o sistema de som de alta-fidelidade, da Harmann Kardon, com 16 alto-falantes e 600 watts de potência. Só faltou incluir mais de uma entrada USB, disponível apenas no porta-objetos, sob o apoio de braço central.

Em contrapartida, a central multimídia agradou, com tela de alta resolução e que vem conectada à internet via cartão SIM Card, o que permite atualização das coordenadas do GPS em tempo real, bem como outras informações úteis como dados meteorológicos, serviço de concierge e até pesquisas via Wikipedia.

Os bancos revestidos de couro na cor caramelo contam com ajustes elétricos e bons apoios laterais para segurar o corpo nas curvas. Além de confortáveis, são perfeitamente regulados para a posição de dirigir ideal, assim como o volante de três raios, com ajustes de altura e profundidadade.

LEIA MAIS: Agora é possível ir de SP ao Rio com um carro elétrico. Saiba mais detalhes

O novo cluster digital é uma mudança bem-vinda, mas faltaram mais opções de configuração, o que deverá estar disponível na nova geração do sedã, que será uma das atrações do Salão de Paris (França), entre 4 e 14 de outubro. Entretanto, de acordo com os três modos de condução: Eco Pro, Comfort e Sport, o grafismo dos mostradores muda. Entretanto, achei que a configuração do Sport destoa das demais por falta de capricho dos gráficos.

Ao selecionar o modo Sport, o cluster muda de configuração no BMW 328i, mas o grafismo poderia ser mais caprichado
Carlos Guimarães/iG
Ao selecionar o modo Sport, o cluster muda de configuração no BMW 328i, mas o grafismo poderia ser mais caprichado

Porém, ao rodar no Comfort, o grafismo é tão bem feito que nem parece ser digital. E no Eco Plus as informações são voltadas para economia de combustível mostrando o alternador inteligente carregando a bateria quando o freio é acionado. Outro detalhe interessante é que a bateria vai instalada na traseira para ajudar a manter a impecável distribuição de peso entre os eixos, o que contribui com a estabilidade e o prazer de dirigir, como veremos mais adiante.

Mas, como sempre, o alto túnel central da estrutura do carro acaba prejudicando o espaço interno, principalmente para quem vai sentado no banco traseiro. Contudo, no porta-malas, até que cabe bastante bagagem. São 480 litros, sem nada que atrapalhe a colocação das malas, como estepe, e alças de apoio da tampa traseira.

Sedã com pegada esportiva

BMW 328i M Sport Plus mostra que é um dos sedãs mais agradáveis de dirigir à venda hoje em dia
Carlos Guimarães/iG
BMW 328i M Sport Plus mostra que é um dos sedãs mais agradáveis de dirigir à venda hoje em dia

 Nessa versão que fica apenas um degrau abaixo do esportivo M3, o motor é 2.0, flex, de 245 cv e nada desprezíveis 35,7 kgfm a partir de meros 1.250 rpm, números bem animadores. Mais ainda é o ronco que sai pelas duas saídas de escape. Lembra bastante o de um V6. E deixa claro que honra a tradição da marca no automobilismo.

Ok, a nova geração do Série 3 deverá ser ainda melhor, mas essa também merece elogios. O carro transmite uma combinação entre segurança e precisão rara no segmento de sedãs médios de luxo, a ponto de quem está dirigindo se sentir em um cupê esportivo e não em um três volumes para levar a família. Engato a terceira, por volta dos 80 km/h e passo a fazer as mudanças pelas hastes atrás do volante. Muda o timbre da voz do 328i, agora mais grave. 

Uma pisada no acelerador, quarta marcha engatada e o ponteiro do velocímetro se move tão rápido quanto vai aumentando a carga de adrenalina. Melhor ir devagar com o andor, embora o sedã tenha se mostrado capaz de alegrar o dia de qualquer um que estiver contornando uma boa estrada cheia de curvas. Apenas para se ter uma ideia, de acordo com a fabricante, o 328i pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 6,1 segundos.

LEIA MAIS:  BMW lança a pré-venda do M5 no Brasil, ainda mais potente que o antecessor

De fato, fôlego é o que não falta do sedã da BMW, em qualquer situação, inclusive nas ultrapassagens. Há força máxima constante até 4.800 rpm. Basta acelerar que a paisagem que aparece pelas janelas logo se transforma num borrão. E na hora de frear o sistema beira a perfeição com discos ventilados nas quatro rodas e uma equalização perfeita do ABS.

A direção também cupre bem o seu papel, sendo bem comunicativa, transmitindo bem o que acontece entre os largos pneus, de perfil bem baixo (245/35 R 19). Garante precisão, mas poderia ser mais leve nas manobras de estacionamento, o que também deverá ser corrigido na próxima geração do sedã que terá sistema elétrico e não eletrohidráulico.

Conclusão

O BMW 328i M Sport Plus (R$ 259.950) é um dos melhores sedãs médios de luxo para quem gosta de dirigir. Mas a  nova geração está a caminho, com um conjunto mais bem acertado, além de eficiente e moderno. Quem não quiser esperar pela novidade, porém, ainda terá um carro que consegue aliar a praticidade de um sedã com a disposição digna de um verdadeiro esportivo.

Ficha técnica

Preço: R$ 259.950

Motor:  2.0, quatro cilindros, turbo, flex

Potência:  245 cv a 5.000 rpm

Torque:  35,7 kgfm a 1.250 rpm

Transmissão: Automático, oito marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Independente, miultibraço (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos ventilados (traseiros)

Pneus: 245/35 R19 

Dimensões: 4,62 m (comprimento) / 1,81 m (largura) / 1,43 m (altura), 2,81 m (entre-eixos)

Tanque: 60 litros

Porta-malas: 480 litros 

Consumo gasolina: 9,8 km/l (cidade) / 12,5 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 6,1 segundos 

Velocidade máxima: 250 km/h 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.