Tamanho do texto

Versão mais apimentada do modelo da marca alemã mostra que realmente empolga quem gosta de acelerar. Confira detalhes na avaliação

Porsche Macan GTS: por baixo do corpo de SUV, esconde-se um legítimo Porsche
Cauê Lira/iG Carros
Porsche Macan GTS: por baixo do corpo de SUV, esconde-se um legítimo Porsche

Antes de falar do Porsche Macan GTS, vamos contextualizar. Você concorda  que a nova onda dos SUVs esportivos é um dos sinais do fim do mundo? Se Lamborghini decidiu lançar uma versão anabolizada do Huracán, eis que soa uma das primeiras trombetas do apocalipse. A Rolls-Royce, que é famosa por seu DNA clássico e conservador, também não fica de fora da tendência e apresenta o Cullinan como uma interpretação de um utilitário ultraluxuoso.

EIA MAIS: Porsche 718 Boxster GTS: coquetel molotov sobre rodas

A bola da vez é a Ferrari, que não deixou o falecido CEO Marchionne ter o seu merecido descanso e já tem um SUV engatilhado: o Purosangue. Em meio a todos esses acontecimentos, pude ter em mãos o Porsche Macan GTS por alguns instantes para uma nova visão dos fatos. Até que o fim do mundo não é tão ruim assim, embora o modelo alemão estejam entre as exceções dos SUVs que realmente empolgam.

Enquanto esmagava o pedal do acelerador, engoli cada palavra que havia proferido contra os benditos SUVs esportivos. O sonho é possível, e eles são tão legais de dirigir quanto devoradores de asfalto legítimos. Claro, dizer que o Porsche Macan GTS é tão intenso quanto um 718 seria um sacrilégio que nem os executivos da marca perdoariam. Entre os SUVs (que nunca foram tão bons ao volante), o alemão surge como um sopro de audácia.

Fiquei bem surpreso ainda quando descobri que o Macan GTS consegue ser ainda mais intenso que o Audi SQ5 , que traz praticamente o mesmo conjunto mecânico. A diferença fica por conta do câmbio, que é automático de oito velocidades no Audi e automatizado de sete no Porsche, com dupla embreagem. Este detalhe faz um baita diferença na hora de acelerar.

As relações entre Macan GTS e SQ5 são sensitivas como nos esportivos 718 e TT RS. Eles foram feitos na mesma casa, mas um Porsche é um Porsche. No que diz respeito aos engenheiros de Stuttgart, há braços sobrepostos com molas pneumáticas em todo o arranjo de suspensão. Logo nos primeiros segundos ao volante, me atrevo a desafiar sua estabilidade em uma curva rápida. O Macan GTS supera o obstáculo com facilidade, ainda mais com o ronco nervoso estalando pelas saídas de escape.

LEIA MAIS: Jaguar E-Pace 2.0: SUV para quem curte acelerar

Tal como no 718 Boxster GTS , há um botão no painel (entre os exagerados quarenta que preenchem o console) para abrir o escape. Aos apaixonados por carro, é como se o Metallica estivesse tocando com uma orquestra. Pode ter certeza de que você vai chamar muita atenção, até mesmo nas avenidas de 50 km/h, apenas pelo barulho.

Outra cartada urbana do Macan GTS é sua suspensão. Os carros da Porsche costumam ter um acerto mais rígido e esportivo, fazendo com que você sente no banco do motorista com a coluna perfeitamente saudável e saia com uma hérnia de disco. Mas o Macan é muito mais simpático às nossas castigadas vias brasileiras, amortecendo bem os impactos dos buracos.

E como anda Porsche Macan GTS 

O painel do Porsche Macan GTS tem uma infinidade de botões. Qualquer um ficaria confuso com tantos recursos
Divulgação
O painel do Porsche Macan GTS tem uma infinidade de botões. Qualquer um ficaria confuso com tantos recursos

Escondido na dianteira com requintes de 911, há um poderoso V6, de 360 cv  e 51 kgfm de torque a meros 1.650 rpm. Disposição é o que não falta neste SUV indomável que acelera de 0 a 100 km/h em cinco segundos cravados. A velocidade máxima fica na casa dos 256 km/h.

A central multimídia ainda não é das melhores. Neste ponto, a Porsche se permite ser um pouco mais arcaica e deixar toda a tecnologia com a Audi. Pelo menos, o sistema tem aplicativo de navegação integrado. O espaço traseiro permite que apenas dois adultos se acomodem com conforto. A altura do túnel central seria um empecilho para um terceiro passageiro. O porta-malas de 500 litros tem capacidade para levar as malas de toda a família sem qualquer aperto.

LEIA MAIS: VW Golf GTI 2019: a lenda do último de sua categoria

O Porsche Macan GTS é um carro magnífico. Ele me fez acreditar que é possível aliar esportividade, espaço interno e dinâmica da melhor forma. Por trás das nuvens negras que anunciam a chegada dos SUVs esportivos e o fim dos tempos,  ainda existe uma luz no fim do túnel. Não necessariamente um roadster ou cupê… Hoje, posso ver que transformar carros chatos em modelos mais que especiais é a maior das proezas desses alemães. Entretanto, vale lembrar que o Macan acaba de receber novidades, que logo estarão disponíveis no Brasil.

Ficha técnica

Preço: R$ 458 mil
Motor: 3.0 V6, gasolina
Potência: 360 cv a 6.000 rpm
Torque: 51 kgfm a 1.650 rpm
Transmissão: automatizada, sete velocidades
Suspensão:  braços sobrepostos com molas pneumáticas (dianteira e traseira)
Freios: discos ventilados nas quatro rodas, com ABS e ESP
Dimensões: 4.692 mm de comprimento, 1.926 mm de largura, 1.609 mm de altura , 2.807 mm entre-eixos
Tanque: 65 litros
Porta-malas: 500 litros
0 a 100 km/h: 5 segundos
Vel. Máx: 256 km/h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.