Tamanho do texto

Falta apelo à nova versão do SUV, que terá vida difícil diante dos principais concorrentes. Com câmbio automático, preço parte de R$ 93.290

Ford EcoSport FreeStyle arrow-options
Carlos Guimarães/ iG
Ford EcoSport FreeStyle tem faróis com lentes escurecidas partes pintadas de preto e novos detalhes no para-choque

O Ford EcoSport foi o primeiro SUV compacto lançado no Brasil, mas ter sido o pioneiro parece ser o suficiente. Na linha 2020 o carro recebeu como novidade apenas a versão FreeStyle, que vem com capota, colunas e retrovisores com pintura preta, entre os poucos atrativos, já que perdeu itens como iluminação de LED, trocada por lâmpadas convencionais.

LEIA MAIS: Ford EcoSport Storm, com tração integral, encara o rival Jeep Renegade

De inédito no Ford EcoSport também dá para incluir os anteparos nos para-choques e a grade dianteira escurecida. Procuraram atingir a melhor relação entre custo e benefício possível com a inclusão de um pacote com controle de estabilidade (ESC), direção elétrica e central multimídia com tela de 7 polegadas (Sync 2,5). Mas o preço sugerido de R$ 93.290 fica muito próximo de rivais mais modernos e com lista de equipamento bem parecida que a do Ford.

O Hyundai Creta Pulse Plus 2020, com motor 1.6, tem preço sugerido de R$ 94.990 e vem tão equipado quanto do EcoSport FreeStyle, com algumas vantagens, como a de ter TV digital na central multimídia. Outro rival é o Jeep Renegade Sport, que com bancos revestidos parcialmente de couro e central com GPS custa R$ 95.640. E um terceiro concorrente é o Honda HR-V LX, de 94.400, também bem equipado e um conjunto moderno. 

 Daí não fica difícil saber porque o EcoSport está atrás dos principais concorrentes na lista dos SUVs compactos mais vendidos. Conforme o balanço de junho da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), o modelo da Ford ocupa apenas o quinto lugar no segmento, com 15.433 unidades, superado de longe por Renegade (33.048), Kicks (25.226), Creta (24.247) e HR-V (23.696).

 O melhor item do EcoSport FreeStyle 2020 é o motor 1.5 flex, de três cilindros, que rende 137 cv e 16,2 kgfm de torque a 4.500 rpm. Um dos mais eficientes que temos no Brasil, com 91,2 cv/litro de potência específica, algo conseguido com uma série de recursos, como duplo comando de válvulas com variador de fase na admissão e escape.

 Acelerando o Ford EcoSport FreeStyle 2020

interior do Ford EcoSport FreeStyle arrow-options
Divulgação
Ford EcoSport FreeStyle 2020 tem central multimídia Sync 2,5, sem GPS embutido e tela de 6,5 polegadas em vez de 8

Mas o motor não conversa direito com o câmbio automático de seis marchas, com trocas hesitantes, o que prejudica o desempenho. Se quiser acionar o modo sequencial terá que fazer as trocas pelo pequeno botão na própria alavanca, o que fica praticamente inviável. Além disso, o estepe pendurado na tampa do porta-malas não apenas já caiu em desuso, mas prejudica a eficiência do carro.

LEIA MAIS: Ford EcoSport Titanium: como anda o modelo 1.5 com pneus "run flat"?

Nem é preciso entrar em muitos detalhes porque essa tampa traseira aberta para o lado esquerdo é pouco prática no dia a dia. Para abrí-la é necessário haver uma boa distância de qualquer obstáculo, bem difícil de acontecer ao estacionar em qualquer shopping ou condomínio hoje em dia. Mesmo aberta, dá acesso um espaço de meros 356 litros, baixo do ideal para o segmento de SUVs compactos. 

Ok, o volante de três raios é revestido de couro, assim como a maior parte dos bancos. Bom também é que o sistema de som é de boa qualidade com tweeters nas portas, próximo das maçanetas. E o quadro de instrumentos vem com mostador digital colorido, que serve para exibir diversas informações do computador de bordo, inclusive a pressão dos pneus


Entretanto, ainda é pouco para conseguir enfrentar os fortes rivais no terreno dos SUVs compactos hoje em dia, segmento que terá ainda mais novidades em breve, como a nova geração do Chevrolet Tracker , prevista para o ano que vem, quando também chegará o Renault Duster renovado e Kia Seltos, apenas para citar alguns.

LEIA MAIS: Ford terá novo SUV híbrido na Argentina que poderá vir ao Brasil

O EcoSport também conta com a direção elétrica como aliada na briga com os rivais, leve nas manobras e precisa conforme a velocidade vai aumentando. A suspensão consegue absorver bem as irregularidades do piso e manter o carro equilibrado nas curvas, ajudada de certa forma pelos pneus 205/60R 16. Mas o projeto do carro já ficou antiquado em relação à maioria dos concorrentes. Com a atual estrutura, o carro já vai completar 8 anos no Brasil.

Conclusão

A nova versão da linha 2020 do Ford EcoSport procura atrair pela relação entre custo-benefício, mas os atuais rivais acabam sendo mais interessantes. Agora resta aguardar pela nova geração do SUV da Ford, baseada no Escape (ou Kuga), que deverá chegar apenas em 2021.

Ficha técnica - Ford EcoSport Storm

Preço:  a partir de R$ 93.290

Motor: 1.5, três cilindros, flex

Potência: 137 cv (E) / 130 cv (G) a 6.500 rpm

Torque: 16,2 kgfm (E) / 15,6 kgfm a 4.500 rpm

Transmissão:  Câmbio automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira

Pneus: 205/60 R16 

Dimensões: 4,27 m (comprimento) / 1,77 m (largura) / 1,69 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque : 52 litros

Porta-malas: 356 litros 

0 a 100 km/h: 11,8 segundos 

Vel. Max: 180 km/h