Tamanho do texto

Nova versão 4x4 do SUV da marca do oval azul chega bem equipada para entrar na briga com o rival, que já pede mudanças para ganhar apelo

Ford EcoSport Storm vem mais bem equipado e com tração 4x4 como aliados na briga com o rival da Jeep
Caue Lira/iG
Ford EcoSport Storm vem mais bem equipado e com tração 4x4 como aliados na briga com o rival da Jeep

Tanto EcoSport quanto Renegade são SUV compactos tradicionais que pedem mudanças mais significativas para ganhar apelo. No caso do Ford, antes da chegada da próxima geração (baseada no Kuga), o que deverá acontecer dentro de dois anos,  o carro recebe a nova versão Storm (R$ 99.990), equipada com tração 4x4 e vários equipamentos de série, alguns deles exclusivos. E o Jeep segue com poucas novidades, pelo menos até o ano que vem, quando deverá passar pela primeira reestilização. Porém, sempre foi o modelo do segmento que mais se identifica com alguma pegada off-road e enfrenta a novidade, o Ford EcoSport Storm, na versão Longitude (R$ 96.490). 

LEIA MAIS: Ford EcoSport FreeStyle 1.5 mostra que o SUV está de volta à briga

Não que o Ford EcoSport  Storm seja um aventureiro nato com o novo sistema de tração integral, desenvolvido pela própria Ford, com funcionamento todo automático, sem nenhum botão no painel ou recursos como bloqueio do diferencial. Portanto, trata-se apenas de um recurso a mais para ajudar na estabilidade nas curvas, ou enfrentar trechos escorregadios com mais desenvoltura por distribuir a tração entre os eixos conforme as condições de aderência. Se estiver rodando no asfalto seco, em linha reta, age como se fosse um 4x2.  

O visual da versão Storm se baseia no protótipo com mesmo nome, apresentado no Salão do Automóvel de 2016, com grade dianteira inspirada na que vai na temida picape F150 Raptor, além de outros detalhes, como as rodas parecidas com as do esportivo Focus ST, pintadas de grafite, adesivos decorativos no capô e nas laterais, além da capa do polêmico estepe na traseira na cor do carro. Por dentro, muda apenas o revestimento dos bancos, que passa a ser bicolor e com enfeites nas laterais, no caso dos dois dianteiros. De resto, não se encontra nada de muito diferente do EcoSport Titanium, topo de linha.

O Renegade Longitude vem com uma lista mais modesta de equipamentos. O ideal seria comparar o EcoSport Storm com a versão Limited do Jeep (R$ 101.490), mas não havia nenhuma unidade da fabricante disponível a tempo para fazer as fotos com o rival da Ford. De qualquer forma, tanto o Longitude quanto o Limited vêm com o mesmo conjunto mecânico, com a diferença apenas de meros detalhes como a cor da grade frontal, conjunto de rodas e alguns itens de série. Considerando a versão mais equipada do Jeep, a briga é bem acirrada com a nova versão 4x4 do rival que tem como principais vantagens o teto solar e o som de alta-fidelidade da Sony. 

LEIA MAIS: Veja as projeções que mostram como vai ficar o Jeep Renegade a partir de 2019

De fato, quando o assunto é equipamento, não há do que reclamar do EcoSport Storm, que fica devendo somente um espaço interno um pouco mais generoso, embora tenha porta-malas ligeiramente maior que o do Renegade (356 litros do Ford, antre 260 litros do Jeep). Por dentro, o Jeep é um pouco mais espaçoso e, inclusive, com mais distância entre-eixos (2,57 m ante 2,52 m do Eco)e um volume maior de porta-objetos, o que é favorecido, em parte, pelo fato de não haver alavanca de freio, que é eletrônico no Jeep, ante o convencional do Ford. Na questão do nível de acabamento, ambos se equivalem.

Rodando no dia a dia

Além de um pouco mais bem equipado que o Renegade Limited, o EcoSport Storm também conta com um conjunto mecânico mais eficiente, não apenas por causa do sistema de tração. O motor 2.0 Flex, com injeção direta, consegue ter respostas um pouco melhores ao comando do acelerador que o 1.8 E.torQ do Jeep.  Sim, o EcoSport tem mais força (22,5 kgfm ante 19,3 do rival), mas é preciso manter o giro do motor sempre acima dos 3.500 rpm se quiser ter alguma agilidade, uma vez que o máximo da força é atingido a altos 4.500 rpm, ante 3.750 rpm do Renegade. O que ajuda nisso são as hastes atrás do volante para trocas de marchas sequenciais do câmbio automático de seis marchas, o mesmo do sedã Fusion, nada de Powershift.

Os dois vêm com assistência elétrica na direção, o que ajuda nas manobras de estacionamento sem deixar de transmitir o que acontece entre os pneus e o piso em velocidades mais altas. Entretanto, a do Ford se mostra mais comunicativa, o que ajuda numa tocada um pouco mais animada. Embora o Renegade venha com pneus maiores (225/55R 18 ante os 205/50R 17 do Eco), o Ford tem tração integral e menos peso 1.359 kg ante 1.440 kg do Jeep. Assim, passa a ter a seu favor o 4x4 e a leveza para ser ágil, tanto nas curvas quanto nas acelerações e retomadas, com uma relação entre peso potência de 7,7 kg/cv ante nada favoráveis 10,4 kg/cv do Renegade. Bom também é que a suspensão traseira do Ford passou a ser multibraço e que a distância livre do solo aumentou 17 mm. De acordo com os números das fabricantes, o  Ford  faz de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos, ante 11,1 segundos do Jeep. 

LEIA MAIS: Hyundai Creta Prestige enfrenta Honda HR-V Touring, ambos topos de linha

Em contrapartida, quando o assunto é consumo, o Renegade fica com uma ligeira vantagem ao rodar na cidade. Conforme os dados do Inmetro, faz 9,5 km/l de gasolina ante 8,8 km/l EcoSport, que dá o troco se estiver em trechos rodoviários. Ainda segundo a mesma fonte, o SUV da Ford consome um litro de gasolina a cada 12 km, ante 10,9 kmdo rival, que vem com tanque de 60 litros, contra apenas 52 litros do Ford, o que acaba prejudicando a autonomia. 

Conclusão

No cômputo geral, o Ford EcoSport Storm custa um pouco menos que a versão topo de linha do Renegade (a Limited) vem com alguns itens de série a mais e tem um conjunto mecânico mais eficiente que o Jeep. Por isso, sai com uma vitória apertada do comparativo. Mas o lançamento da versâo Storm do Ford deverá ser uma das últimas novidades do EcoSport atual antes da chegada da nova geração, que será bem mais moderna e sem o estepe na traseira.  E o Renegade deve ser reestilizado na linha 2019.

Ficha técnica - Ford EcoSport Storm

Preço:  a partir de R$ 99.990

Motor: 2.0, quatro cilindros, flex

Potência: 176 cv (E) / 170 cv (G) a 6.500 rpm

Torque: 22,5 kgfm (E) / 20,6 kgfm a 4.500 rpm

Transmissão:  Câmbio automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira

Pneus: 205/50 R17 

Dimensões: 4,27 m (comprimento) / 1,77 m (largura) / 1,69 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque : 52 litros

Porta-malas: 356 litros 

0 a 100 km/h: 9,5 segundos 

Vel. Max: 180 km/h

Ficha técnica - Jeep Renegade Longitude

Preço:  a partir de R$ 96.490

Motor: 1.8, quatro cilindros,  flex

Potência: 139 cv a 5.750 rpm

Torque: 19,3 kgfm a  3.750 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira) e eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Pneus: 225/55 R18 

Dimensões: 4,23 m (comprimento) / 1,80 m (largura) / 1,71 m (altura), 2,57 m (entre-eixos)

Tanque : 60 litros

Porta-malas: 260 litros

Consumo: 9,5 km/l (cidade) /10,9 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h:11,1 segundos 

Vel. Max: 182 km/h





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.