Tamanho do texto

Linha 2020 com motor 1.0, de três cilindros, muda pouco, mas continua sendo opção interessante do segmento de modelos de baixa cilindrada

Renault Sandero branco arrow-options
Carlos Guimarães/iG
Renault Sandero 1.0: além do para-choque redesenhado, o hatch passou a ter luz diurna de LED nos faróis na linha 2020

No terreno dos hatches 1.0 hoje em dia já é comum encontrar modelos que passam dos R$ 50 mil mesmo com calotas de plástico no lugar de rodas de liga-leve. É uma triste realidade, mas entre as opções disponíveis, o Renault Sandero da linha 2020  ainda se mantém como uma boa escolha.

 LEIA MAIS: Novo Sandero automático enfrenta os rivais Gol e Onix. Qual vence?

É verdade que esperávamos mais novidades no Renault Sandero 2020, mesmo na simples versão Zen 1.0 (R$ 50.690), que entre as principais diferenças em relação à básica Life (R$ 47.990) tem apenas itens como central multimídia (com os principais comandos do som na coluna de direção) e o computador de bordo que informa autonomia, entre outras informações.

 Na comparação com a linha 2019 do Renault Sandero, a nova tem os faróis com luz diurna de LED nas bordas e nova lanternas traseiras que ficaram maiores e passaram a invadir a área da tampa do porta-malas. Além disso, por dentro, o volante ganhou novo desenho, mas poderiam ter caprichado um pouco mais no acabamento, cujo nível está praticamente igual.

O que não dá para negar é que o carro continua sendo um dos mais econômicos e espaçosos do segmento. De acordo com o Inmetro, o Sandero 1.0 faz 9,5 km/l de etanol na cidade, o que dá uma autonomia de 475 quilômetros. Se trocar para gasolina, são nada menos que 14,2 km/l e 710 km para andar o tanque de 50 litros ser esgotado.

 LEIA MAIS: Hyundai HB20 1.0 Diamond Plus faz jogo rápido contra Fiat Argo 1.8 Precision

Bom também é que o motor 1.0 SCe tem fôlego considerável se for levado em conta a baixa cilindrada.  São 82 cv e 10,5 kgfm de torque a 3.500 rpm, sendo que 90% disso já está disponível a 2.000 rpm, de acordo com fabricante, com com ajuda dos variadores de fase dos comandos. Ainda conforme a Renault, o carro faz de 80 a 120 km/h em 14,1 segundos  e de 0 a 100 km/h em 13 s, sempre com etanol.

Ponto positivo também para a direção com assistência eletro-hidráulica, leve na hora de estacionar e com o peso correto conforme vai aumentando a velocidade. O que também agrada no hatch compacto é é a utilização de corrente de distribuição no lugar de correia, que dispensa a troca e garante baixo custo de manutenção.

interior do Renault Sandero 1.0 arrow-options
Divulgação
Renault Sandero 1.0 passou a ter novo volante entre as poucas novidades do interior

Cinco ocupantes viajam sem aperto e conseguem acomodar suas respectivas bagagens no porta-malas de 320 litros, volume um pouco acima da média dos principais rivais, que ficam na faixa dos 280 litros. Portanto, o Sandero com motor 1.0 continua espaçoso, simples, além de garatir bom desempenho e economia de combustível.

Com rodas de aço montadas em pneus 185/65 R 15 e suspensão que absorve bem as irregularidades do piso, o Sandero 1.0 é valente no dia a dia na cidade, mesmo com piso mal conservado. Mas não espere muita disposição para fazer curvas, mesmo porque, o carro não conta com controle eletrônico de estabilidade, item que passou a estar disponível apenas nas versões 1.6, com câmbio automático CVT.

LEIA MAIS: Ford Ka SE 1.0: básico, renovado e bem acertado

Conclusão

Se precisa de um carro econômico, com preço relativamente baixo e com bom espaço para um compacto, o Renault Sandero 1.0 tem que ser considerado entre as opções de compra. E na nossa avaliação, vale escolher pela versão Zen 1.0, um pouco mais equipada de fábrica, embora tenham faltado os comandos elétricos dos espelhos retrovisores e dos vidros traseiros no pacote,  itens que poderiam estar incluídos.

Ficha técnica

Preço:  a partir de R$ 47.990 (Life)

 Motor: 1.0, três cilindros, flex

Potência: 82 cv a 6.300 rpm

Torque: 10,5 kgfm a  3.500 rpm

Transmissão:  Manual, cinco marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira e traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 185/65 R15 

Dimensões: 4,06 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,53 m (altura), 2,59 m (entre-eixos)

Tanque : 50 litros

Porta-malas: 320 litros 

 Consumo: 14,1 km/l (cidade) /14,2 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 13 segundos 

Vel. Max: 163 km/h