Kia Rio EX arrow-options
Carlos Guimarães/iG
Kia Rio EX: linhas que agradam e boa solidez da carroceria que ajudam a tornar o carro confortável estão entre as qualidades do hatch

 A Kia ensaiou bastante a chegada do Rio ao Brasil. Com esse nome, o carro era para ter chegado há quatro anos, na época das Olimpíadas, na capital fluminense. Mas, depois de muitas idas e vindas, ironicamente, não poderia ter desembarcado no País, vindo do México, em uma hora tão complicada. O primeiro resultado disso: mesmo com qualidades, acabou ficando com preço acima dos principais rivais e com alguns itens a menos, como apenas dois airbags.

LEIA MAIS: Novo Kia Rio vai roubar vendas do HB20? Confira as primeiras impressões

Na versão topo de linha EX, o Kia Rio sai por R$ 78.990, ante R$ 77.240 do Chevrolet Onix Premier Turbo, o mais completo da linha, com todos os opcionais, o que inclui, entre outros itens, central multimídia com acesso à internet via 4G, sensores nos para-choques, alerta de ponto cego e carregador de celular por indução. Outro exemplo de rival é o VW Polo Comfortline 200 TSI com motor 1.0 turbo flex, com o pacote TechI (sensor de chuva e crepuscular, hastes para trocas de marcha no volante, "piloto automático", apenas para citar alguns equipamentos).

Com linhas que agradam, o Kia Rio é um hatch competente e mais jeitoso que o primo Hyundai HB20, além de oferecer bom espaço para um compacto, com entre-eixos de 2,58 m e 325 litros no porta-malas, ante 2,55 m e 275 l do Onix e 2,65 m e 300 l do Polo . Bom também é que o motor 1.6 é o mesmo do sedã Cerato, com variador de fase na admissão e escape, o que ajuda a render bem em conjunto com o câmbio automático de seis marchas sem gastar muito combustível.

Porém, notamos que tem relação de diferencial um pouco longa o ,que ajuda a conter o consumo, mas prejudica o desempenho, pedindo reduções de marcha na própria alavanca (já que não há hastes no volante) em subidas e quando é preciso fazer uma ultrapassagem mais rápida. Mesmo com relação peso-potência um pouco melhor que a dos rivais com motores turbinados (8,8 kg/cv ante 9,2 kg/cv do GM e 9 kg/cv do VW), o Kia acelera de 0 a 100 km/h em mais tempo (10,5 s, 10,1 s e 9,6 s, respectivamente).

LEIA MAIS: Chevrolet Onix Premier:  rodamos mais de 1.300 kms com a versão topo de linha

Com maior cilindrada, o Kia bem que se esforça para beber menos, mas também acaba ficando atrás dos principais rivais no quesito gasto de combustível, segundo os dados do Inmetro. Com apenas etano no tanque, o Rio EX faz 7,2 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada, contra 9,4 km/l e 12 km/l do Onix e 8 km/l e 9,8 km/l do Polo. Portanto, o Rio acaba andando menos e gastando mais que o VW e o GM.

Kia Rio arrow-options
Carlos Guimarães/ iG
Kia Rio EX tem painel moderno e belo volante multifuncional no interior

Contudo, o Kia Rio é um carro com boa solidez, transmitindo conforto no dia a dia por ter uma estrutura que trabalha bem com a suspensão que absorve as irregularidades do piso, Há controles eletrônicos de estabilidade e tração e a direção com assistência elétrica, com volante moderno, multifuncional, com boa empunhadura.

No interior, há bom espaço para cinco e um painel moderno. Mas destoam os comandos do ar-condicionado com mostrador digital vermelho e não do mesmo padrão do cluster, branco. E bem que poderia haver mais de uma entrada USB no painel. Hoje em dia, existem alguns modelos que têm duas, deixando um apenas como tomada de energia para carregar o celular. Pelo menos, a central multimídia é compatível com Android Auto e Apple Car Play.

O nível de acabamento para uma versão topo de linha, que passa dos R$ 78 mil é apenas aceitável. Os bancos são revestidos de couro, um dos raios do belo volante é de alumínio e combina com as maçanetas das portas. Outros dois pontos que agradam são a ergonomia, com comandos bem localizados e a textura do material do painel. Nessa versão EX, os faróis têm luz diurna de LED.

LEIA MAIS: VW Polo Beats: versão vem com som mais caprichado. Mas será que vale a pena?

Conclusão

O Kia Rio é um hatch compacto de qualidade, mas embora tenha ensaiado bastante para chegar ao Brasil, o fez em uma hora bem complicada. Além disso, tem fortes rivais que consegue oferecer mais por menos e que acabam tendo eficiência extra quando o assunto é desempenho e consumo de combustível.

Ficha Técnica - Kia Rio EX 1.6 flex

Preço: a partir de R$ 78.990

Motor:  1.6, quatro cilindros, flex

Potência:  130 cv (E) / 123 cv (G) a 6.000 rpm

Torque:  16,5 kgfm (E) / 16 kgfm (G) a 4.500 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros e traseiros)

Pneus:  185/65 R15

Dimensões: 4,07 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,45 m (altura), 2,58 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 325 litros 

Consumo etanol: 7,2 km/l (cidade) / 9,3 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 10,5 km/l (cidade) / 13,4 km/l (estrada)

0 a 100 km/h:10,5 segundos 

Velocidade máxima: 191 km/h 

    Veja Também

      Mostrar mais