Frontier x S10
Cauê Lira
Uma foi feita para enfrentar a terra, a outra se preocupa com o conforto na cidade. Saiba qual das duas picapes se sai melhor

O comparativo de hoje envolve duas picapes médias com propostas diferentes, mas no mesmo segmento. De um lado, temos a Chevrolet S10 High Country (R$ 213.290), modelo nacional que disputa a liderança da categoria contra a Toyota Hilux. Do outro, a Nissan Frontier XE (R$ 203.480), representante argentina que tenta se inserir no nicho das picapes diesel. Neste embate de pesos pesados, o que vale mais: conectividade ou robustez?

Das oito versões da S10 que podem ser encontradas nas concessionárias da Chevrolet, quatro são flex. A Nissan tem abordagem diferente com a Frontier, disponibilizando apenas versões com motores turbodiesel no Brasil. Isso reflete diretamente nas vendas, pois a S10 emplaca bem mais que a rival da marca japonesa.

Ao volante, a S10 está muito mais para automóvel que picape; e isso fica muito evidente na cidade. O formato da coluna dianteira garante bom campo de visão, além do posicionamento do banco que permite dirigibilidade de SUV. A direção elétrica é outro tópico de destaque na cidade. 

A Nissan Frontier, por sua vez, tem direção hidráulica (mais pesada nas manobras) e o banco dianteiro elevado, mesmo que o motorista coloque na regulagem na altura mínima. Dessa forma, você ficará com a cabeça mais próxima do teto.

Este não chega a ser um ponto negativo da Frontier, pois o modelo foi pensado para quem precisa percorrer longas distâncias. É fácil encontrar uma boa posição para dirigir por horas, como nossa reportagem comprovou em uma viagem de quase 900 quilômetros pelo Mato Grosso

A bola na trave da Nissan sobre o habitáculo da Frontier fica por conta do espaço para os ocupantes do banco traseiro. Ele fica em uma posição ainda mais elevada que os assentos dianteiros, causando uma sensação claustrofóbica nos passageiros mais altos. Confira o detalhe no vídeo:

Na parte de mídia e conectividade, ambas as picapes contam com navegador GPS nativo e pareamento de celular via Android Auto e Apple CarPlay. A Chevrolet sai na frente por integrar conexão sem fio do celular e uma antena que amplifica o alcance do sinal 4G. Ótimo recurso para lugares inóspitos, longe de coberturas de empresas de telefonia móvel.

Por outro lado, a Frontier é a única picape média do segmento a incorporar câmera 360°, o que pode ajudar a estacionar. Se você é daqueles que não dispensa o uso da picape nem para ir ao shopping, poderá contar com essa ajuda para encaixá-la em uma vaga.

A S10 High Country aposta no motor 2.8 turbodiesel, que desenvolve 200 cv de potência a 3.600 rpm e 51 kgfm de torque a 2000 rpm. Sim, é o mesmo  da prima gringa Colorado , que funciona em conjunto com o câmbio automático de seis marchas, com trocas suaves e a característica de manter o giro mais baixo. O isolamento acústico chama atenção, proporcionando um trajeto tranquilo e confortável.

Já a Frontier XE tem motor 2.3 turbodiesel, capaz de entregar 190 cv de potência a 3.750 rpm e 45,9 kgfm de torque a 1500 rpm. Neste caso, o câmbio automático tem sete marchas, o que mantém o motor em rotações mais baixas.

Porém, acima dos 3.000 rpm o nível de ruído sobe bastante. Além disso, a picape da Nissan é mais lenta na aceleração de 0 a 100 km/h na comparação com a rival de GM, conforme os dados das fabricantes (11,3 s da Frontier ante 10,1 s da S10). As máximas de ambas são limitadas eletronicamente a 180 km/h.

A bordo da picape da Nissan fica claro que a suspensão traseira multibraço a torna mais confortável, quanto no asfalto quanto em trechos de terra. Por outro lado, a carga útil da Frontier é menor (1.025 kg, ante 1.049 da GM). E a picape da marca japonesa tem comando "um toque" dos vidros elétricos apenas para descida, obrigando a segurar o botão para fechar a janela. 

Segundo o Inmetro, a Frontier XE é um pouco mais econômica que a S10 High Country na cidade, já que na estrada ambas se equivalem. O modelo fabricado na Argentina pode aferir 9,2 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada, enquanto a rival brasileira marca 8,7 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada.

A vantagem da Nissan é a autonomia, por conta do tanque maior (80 litros, ante 76 da Chevrolet). Ainda comforme dados do Inmetro, a picape da Nissan pode rodar 736 km na cidade e 840 km na estrada, ante 661 km e 806 da GM, respectivamente.

Conclusão

Se você é aventureiro e escolhe estradas de terra desafiadoras para ir ao sítio nos fins de semana, é bom dar uma chance à Frontier. O modelo tem suspensão multilink com eixo sólido, garantindo mais estabilidade mesmo com a caçamba de 1054 litros cheia (na S10, são 1061 litros).

A Chevrolet S10 High Country se mostra mais versátil que a Nissan Frontier XE na cidade por conta da direção elétrica, ergonomia e conectividade. O modelo japonês conquistou o público justamente por seu caráter “brucutu”, que topa desafios em qualquer terreno.

Não à toa, a Frontier tem alguns dos clubes mais organizados do Instagram, somando 85 mil seguidores. Talvez este seja o “nicho” que dá fôlego à picape da Nissan em um segmento tão competitivo. Mas é bom lembrar que a picape da marca japonsa está prestes a receber retoques no desenho, o que deve acontecer entre o fim deste ano e o início de 2021.

Fichas técnicas

Chevrolet S10 High Country 2021

Motor: 2.8, quatro cilindros, turbodiesel

Potência (cv): 200 a 3.600 rpm

Torque (kgfm): 51 a 2.000 rpm

Transmissão:  Automático, 6 marchas, tração integral

Suspensão:Independente (dianteira) e feixe de molas semielípticas (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 265/60 R18 

Dimensões: 5,41 m (comprimento) / 1,87 m (largura) / 1,84 m (altura), 3,09 m (entre-eixos)

Tanque : 76 litros

Caçamba: 1061 litros

Consumo: 8,7 km/l (cidade) /10,6 km/l (estrada) com diesel

0 a 100 km/h: 10,1 segundos 

Vel. Max: 180 km/h


Nissan Frontier XE 2020

Motor: 2.3, quatro cilindros, diesel

Potência: 190 cv a 3.750 rpm

Torque: 45,9 kgfm a 1.500 rpm

Transmissão:  Automático, 7 marchas, tração integral

Suspensão:Independente (dianteira) e multibraço (traseira)

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 225/70 R16 

Dimensões: 5,26 m (comprimento) / 1,85 m (largura) / 1,83 m (altura), 3,15 m (entre-eixos)

Tanque : 80 litros

Caçamba: 1.054 litros

Consumo: 9,2 km/l (cidade) /10,5 km/l (estrada) com diesel

0 a 100 km/h: 11,3 s

Vel. Max.: 180 km/h

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários