Honda ZR-V foi anunciado primeiro no mercado chinês, mas logo estará em outros países, inclusive o Brasil
Divulgação
Honda ZR-V foi anunciado primeiro no mercado chinês, mas logo estará em outros países, inclusive o Brasil

Uma semana após ser lançado na China, o Honda ZR-V também foi anunciado na Europa com o mesmo nome. Além disso, a divisão européia divulgou que o modelo receberá a opção de uma motorização híbrida, dando continuidade à estratégia de eletrificação da marca na região.

O Honda ZR-V  será vendido no Brasil em 2023, mas até o momento não se sabe mais informações sobre qual motorização estará disponível. Na Europa, as informações também são escassas, só está certo que haverá versão híbrida e que será posicionada entre o HR-V e CR-V.

No mercado chinês, o ZR-V é equipado com um motor 1.5 turbo, de 182 cv e nos Estados Unidos - onde será chamado de HR-V – a única informação disponível até agora é que contará com um motor 2.0 aspirado, de 160 cv.

As dimensões do modelo o colocam entre os 4,34 metros do novo HR-V que chegará ao Brasil já em agosto, e o  CR-V , que será maior que os 4,60 m da atual geração. É esperado que o ZR-V tenha os mesmos 4,46 metros de comprimento do Corolla Cross .

O novo HR-V que será lançado no Brasil terá linhas que serem o estilo adotado no novo Civic
Divulgação
O novo HR-V que será lançado no Brasil terá linhas que serem o estilo adotado no novo Civic

Durante a apresentação dos planos da Honda para seu futuro no Brasil, Atsushi Fujimoto, novo presidente da fabricante no país, afirmou que a versão híbrida não viria.

Uma das razões que afastam a vinda do ZR-V híbrido ao Brasil é o fato de que o modelo será importado, então os preços ficariam muito acima dos concorrentes do segmento.

Nesse caso, o motor aspirado de 160 cv é a motorização mais provável de ser disponibilizada, ou então, o propulsor 1.5 turboflex, que fará sua estréia nas versões topo de linha do HR-V .

Apesar da nomenclatura do modelo ser diferente nos Estados Unidos do que na China e Europa, a Honda estuda dar ao modelo uma terceira variável: Civic Cross .

A estratégia feita pela riva l Toyota , sofreu rejeição inicial, mas apresenta bons números de vendas, e pode ser que a Honda aproveite para ofertar o nome ‘ Civic’ em um produto mais em conta que o sedã, que virá ao Brasil somente por importação e em uma versão híbrida e outra esportiva, a tão aguardada Type-R .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários