Mercedes-Benz GLC 2023 passa a contar com frente reestilizada, o que inclui grade frontal mais ampla
Divulgação
Mercedes-Benz GLC 2023 passa a contar com frente reestilizada, o que inclui grade frontal mais ampla

O líder de vendas da Mercedes-Benz ao redor do mundo recebeu atenção especial da marca, que apresentou hoje a segunda geração do SUV GLC.

A nova geração do SUV apresenta similaridades mecânicas com a Classe C, e terá apenas motorizações eletrificadas. Além disso, o novo GLC  vem com um pouco mais de espaço interno e no porta-malas para concorrer com rivais como BMW X3 e Audi Q5 .

Visualmente, a nova geração do Mercedes GLC é uma evolução da reestilização que a ultima geração teve, com uma grade maior além de faróis e para-choques redesenhados.

A nova geração do Mercedes GLC é 6 centímetros maior que a anterior, e o entre eixos cresceu 1,5 cm. Apesar de pouco, o crescimento representa 70.7 litros a mais de capacidade no porta malas, que agora tem 620 litros.

É no interior que a evolução do GLC se destaca. No console central há uma tela de 12 polegadas que mais parece um tablet, e comanda o sistema de infotenimento e ar-condicionado. 

A telas é do estilo “flutuante” e está conectadas à carroceria graças ao painel,  que pode ser configurado conforme o desejo do cliente, o mesmo se aplica à coloração do couro do interior.

A nova geração traz de série os tradicionais Apple CarPlay e Android Auto, e também bancos com aquecimento , carregador de celular sem fio e sensor de impressão digital que salva o perfil do condutor.

Para quem deseja se aventurar fora das estradas asfaltadas, o novo GLC oferece uma tecnologia chamada “capô transparente” que mostra na central multimídia eventuais obstáculos na dianteira do veículo e ainda possui a opção de head-up display com informações sobre inclinação do carro.

Para os Estados Unidos, todos os modelos não AMG do GLC virão com motorização híbrida leve, assim, um motor elétrico auxiliar de 48 Volts ajuda o motor de quatro cilindros e 2.0 litros a produzir 258 cv e 40 kgfm de torque.

O câmbio terá nove marchas e levará o GLC de 0 a 100 km/h em 6.2 segundos. Conforme a Mercedes, a velocidade máxima é limitada a 209 km/h.

A nova geração do Mercedes GLC irá oferecer pacotes de opcionais: o de segurança adiciona assistente de estacionamento, o de condução adiciona controle de cruzeiro adaptativo e assistência de direção ativa e o ‘Guard 360’ adiciona monitoramento em tempo integral do veículo.

O novo Mercedes GLC deverá ser acompanhado pelas v ersões esportivas 43 e 63 AMG nos próximos meses, também com motorização híbrida. A versão 63 ainda não tem números de potência, mas a GLC 43, deverá vir com um motor 2.0 de 400 cv.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários