SUV compacto aposta em novas tecnologias no Japão para manter seu apelo
Divulgação
SUV compacto aposta em novas tecnologias no Japão para manter seu apelo

A Nissan apresentou a linha 2023 do Kicks japonês com novidades em seu sistema híbrido. Agora, o Kicks e-Power terá novas baterias, com maior capacidade e um motor elétrico mais potente. Quando seu passaporte for efetivamente carimbado para o Brasil, deverá iniciar as vendas no mercado nacional apenas depois de 2024.


Em 2020 o Kicks e-Power asiático trazia um motor a combustão de três cilindros, com 1,2 litro, de 79 cv e 10,5 kgfm de torque. Aliado a ele, funcionava um motor elétrico de 128 cv e 26 kgfm de torque, com baterias tinham 1,57 kWh. Na nova linha, a Nissan aumentou a potência do motor elétrico para 135 cv e o torque passou a ser de 28,5 kgfm, com baterias de 2,06 kWh.

Segundo a Nissan, essa atualização irá permitir que o Kicks e-Power seja 6% mais econômico que o modelo equipado com a primeira geração do sistema híbrido .

Além disso, o Kicks e-Power 2023 será oferecido com o opcional de tração integral, algo inédito para o modelo. Agora o modelo contará com o aviso de colisão frontal em de série, com um sensor instalado na dianteira do veículo.

A Nissan afirma ter realizado atualizações no sistema e-pedal, que permite condução com apenas o pedal do acelerador, e agora, fará desacelerações mais suaves.

Novas combinações de cores são a novidade para o interior do Kicks japonês
Divulgação
Novas combinações de cores são a novidade para o interior do Kicks japonês

O interior recebeu atenção especial, e o console central foi redesenhado e ganhou uma nova alavanca de câmbio, além de novas combinações de cores para os bancos.

O modelo parte de 2,798,400 yen (R$ 110 mil) na versão de tração dianteira, enquanto a opção de tração integral custa R$ 129.154 na conversão direta. No Brasil a Nissan ainda não oferece nenhum modelo híbrido, mas oferece o Leaf, que é 100% elétrico.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários