Para cada mercado, a BYD muda o enfoque para se adequar ao público. Entretanto, todos são EVs
Divulgação
Para cada mercado, a BYD muda o enfoque para se adequar ao público. Entretanto, todos são EVs

Uma das líderes no comércio de veículos no mundo, a chinesa BYD, irá expandir sua operação de automóveis para o mercado japonês, e irá ofertar três modelos: Atto 3 (ou Yuan Plus), Dolphin e Seal.

O primeiro modelo oferecido no Japão será o Atto 3, um SUV construído sobre a “e-plataform 3.0”, uma estrutura para veículos elétricos desenvolvida completamente pela BYD .

Essa plataforma foi criada pra a próxima geração de automóveis inteligentes e 100% elétricos da BYD. Segundo a fabricante, oferece segurança, eficiência, inteligência e permite carros elétricos com uma estética avançada, além de suportar a tecnologia de baterias Blade da BYD.

A BYD busca aproveitar a meta traçada pelo governo japonês, que tem o objetivo de que todos os carros novos vendidos no país sejam eletrificados, e irá oferecer o Dolphin e Seal também em 2023.

"A BYD, juntamente com os revendedores e parceiros japoneses, estabelecerá gradualmente um sistema completo de vendas e serviços para trazer um estilo de vida de baixo carbono e uma melhor experiência para a população local". Destaca Liu Xueliang, gerente geral da Divisão de Vendas de Automóveis da BYD Asia-Pacific.

A BYD está presente no Japão desde 1999, inicialmente ofertando baterias recarregáveis , e passou a comercializar produtos de armazenamento de energia, energia solar, ônibus e até empilhadeiras 100% elétricas.

Essa estratégia é a mesma utilizada no Brasil, onde a BYD atua desde 2015 e os primeiros produtos oferecidos por aqui foram ônibus elétricos , e depois vieram painéis solares e caminhões elétricos. Só no fim de 2021 que, finalmente, apresentou o SUV Tan e, na sequência, o sedã Han.

Os modelos que BYD irá vender no Japão não serão os mesmos oferecidos no Brasil até o momento. Para o nosso mercado, os modelos trazidos são os que mais fazem sucesso na China, e que também possuem o maior nível de tecnologia embarcada.

Por sua vez, os modelos que irão para o Japão serão modelos um pouco mais simples, visando um preço competitivo com os carros elétricos já oferecidos no país asiático.

Vale lembrar que recentemente a BYD lançou seu terceiro veículo no Brasil, o D1, voltado para motoristas de aplicativos, ou que fazem transportes, e tem como principal atração, a porta traseira direita deslizante.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários