McLaren F1 foi equipado com motor V12 feito pela BMW. Por muito tempo, foi o carro mais veloz do mundo
Divulgação
McLaren F1 foi equipado com motor V12 feito pela BMW. Por muito tempo, foi o carro mais veloz do mundo

A parceria que criou um dos carros que marcaram época nos anos 90, o McLaren F1, pode ser reeditada para criar um supercarro elétricos.

Segundo a revista britânica Car Magazine , a parceria seria benéfica para os dois lados, e produziria um SUV elétrico de alto desempenho para a BMW enquanto a McLaren construiria um supercarro.

A BMW ainda não possui um carro elétrico de alta potência como seu “flagship”, o que o Taycan representa para a rival Porsche, por exemplo, os elétricos da BMW são focados em autonomia e entregar a mesma experiência de seus veículos a combustão.

Segundo a publicação, a McLaren ficaria encarregada principalmente do chassi dos modelos, que poderia ser feito completamente em fibra de carbono e que já é usado pela McLaren em modelos como o Artura .

As fabricantes descartam criar um carro e vender sob duas marcas distintas. Os rumores apontam que desenvolver uma plataforma do zero, com o objetivo de peso total na casa dos 1500 kg.

As tecnologias serão compartilhadas entre as fabricantes, da mesma forma que fizeram nos anos 90
Divulgação
As tecnologias serão compartilhadas entre as fabricantes, da mesma forma que fizeram nos anos 90

A McLaren já prepara sua estrutura para a produção de um carro elétrico a partir de 2026, e informações apontam para um cupê de quatro motores elétricos e cerca de 1.100 cv de potência.

Um SUV também não está descartado pelos britânicos, já que cada vez mais essa carroceria vem sendo explorada por fabricantes de carros de alto desempenho e até a Ferrari, tradicionalmente conservadora, irá lançar um SUV no futuro próximo.

No lado da BMW não há muitas informações sobre qual tipo de veículo seria fabricado em Munique, afinal, SUVs não são novidades para os alemães.

A publicação especula que o fruto da parceria para a BMW seria uma sucessora da Série 8 Grand Coupe e seria um misto do modelo com alguns elementos de SUV, para rivalizar com o Porsche Taycan.

O volume de vendas da divisão M da BMW, focada em veículos de alta potência é muito maior que o da McLaren, mas o chefe da divisão, Frank van Meel, já havia declarado que os futuros modelos M “deverão ser mais leves e mais e mais eficientes”.

A declaração de van Meel segue na mesma direção do que o engenheiro da BMW ouvido pela reportagem da revista diz: “A McLaren é mais rápida, mais flexível e é mais disposta a riscos. Mas o principal ativo é o conhecimento com fibra de carbono”.

O que a BMW poderia oferecer são plataformas e  tecnologias de baterias próprias e arquitetura de alta voltagem, já que a fabricante entende bastante o que os consumidores de veículos elétricos desejam, já que oferta carros deste tipo desde 2014.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários