Lista aparece de acordo com a data de lançamento e não conforme as qualidades dos modelos que foram selecionados

Apesar da crise,  as fabricantes não deixaram de lançar uma série de modelos ao longo do ano. Foram carros de segmentos variados e todos apareceram entre 10 e 20 de novembro no Salão do Automóvel, no São Paulo Expo. A reportagem de iG Carros teve a oportunidade e avaliar toda a lista dos 10 melhores lançamentos de 2016 que você confere abaixo. Para deixar claro, os carros aparecem de acordo com a data em que foram lançados, sem nenhuma relação com o nível técnico de cada um.

LEIA MAIS: Hyundai Creta supreende pelo conforto e desempenho com motor 1.6

1 – Peugeot 208 1.2 Pure Flex – a partir de R$ 51.190

Peugeot 208 1.2 Pure Flex Allure
Divulgação
Peugeot 208 1.2 Pure Flex Allure

 No mês de abril, a Peugeot lançou o 208 com novo motor 1.2 Pure Flex , que o tornou o modelo do segmento mais econômico do País. De fato, com o novo conjunto mecânico, o hatch passou  a conciliar economia de combustível com bom desempenho.

 Com três cilindros, o 1.2 vem da França, mas conta com detalhes como paredes dos cilindros de atrito reduzido, duplo comando no cabeçote, variadores de fase e peças de materais leves e resistentes. Rende 90 cv e funciona bem com câmbio de cinco marchas.

 Além de bem acertado, o carro ganhou uma lista de equipamentos de série interessante e um bem-vindo acerto da central multimídia com tela de 7 polegadas bem localizada no painel.

2 – Chevrolet Cruze – a partir de R$ 89.990

Chevrolet Cruze 2017
Divulgação/General Motors
Chevrolet Cruze 2017

 A nova geração do Cruze   foi lançada no final de maio, totalmente diferente da anterior. Entre os detaques, chamou atenção a lista de equipamentos sofisticados disponíveis para o carro, bem como a eficiência do novo motor  1.4 turbo flex. 

 No caso da versão topo de linha, o sedã pode vir com carregador wireless para celular, regulagem elétrica para o banco do motorista, farol alto adaptativo, alerta de colisão frontal, permanência de faixa e ponto cego, e sistema de estacionamento automático.

 O desenho também passou a ser mais arrojado, tanto por dentro quanto por fora. No exterior, os faróis ganharam luzes diurnas de LED incorporadas, entre outros detalhes. E o acabamento ficou bem mais refinado, com couro e materiais soft-touch.

LEIA MAIS: VW Golf 1.0 TSI traz esportividade e economia a partir de R$ 74.990

3 – BMW M2 – R$ 379.950

BMW M2
Divulgação
BMW M2

 No início de junho a BMW convidou a imprensa para avaliar o esportivo M2 no Autódromo Fazenda Capuava, no interior de São Paulo, com a presença do piloto brasileiro Augusto Farfus Jr, que se tornou especialista (e vencedor) em provas de longa duração. Com motor 3.0, biturbo, de 370 cv, o cupê foi considerado um dos melhores carros da linha M que a BMW já fabricou até hoje. Tem um acerto que beira a perfeição e desempenho de tirar o fôlego.

Entre as modificações que recebeu da divisão de carros esportivos da BMW , o M2 conta com um kit aerodinâmico mais agressivo e nova grade dianteira.  Além disso, instalaram uma pequena e discreta asa traseira e difusor de ar inferior. As rodas de liga leve de alumínio são de 19 polegadas e usam pneus Michelin Pilot Super Sport 245/35 ZR na frente e 265/35 ZR na traseira. E mexeram pouco no interior, utilizando acabamento em couro escuro Dakota e bancos do tipo concha.

4 – Ford Fiesta 1.0 EcoBoost – R$ 72.890

Ford Fiesta 1.0 EcoBoost
Divulgação/Ford
Ford Fiesta 1.0 EcoBoost

 Afora a questão do preço, a versão EcoBoost do Fiesta impressiona por conseguir aliar muito bem as questões do desempenho e do consumo. Foi lançado no final de junho, no Autódromo Vello Cità, em Mogi Guaçu (SP).  E se destacou pelo desempenho empolgante do sofisticado 1.0, turbo, de 125 cv e 17,3 kgfm de torque, importado da Romênia.  Entre outros detalhes, o engenhoso 1.0 EcoBoost consegue atingir 90% da sua força maxima a meros 1.500 rpm.

 Além disso, como é a versão topo de linha, o Fiesta EcoBoost vem com pacote completo de equipamentos que inclui com 7 airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista), sensor de chuva, piloto automático, acendimento automático dos faróis, chave com sensor de presença, sistema de partida por botão, roda de liga leve 16” e retrovisor eletrocrômico.

5 – Nissan Kicks SL – R$ 89.990

Nissan Kicks
Divulgação/Nissan
Nissan Kicks

 No final de julho a Nissan apresentou o Kicks , carro que ganhou destaque durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Logo nos primeiros meses nas lojas, o carro mostrou que foi bem aceito. Detalhes como o desenho moderno, a leveza, o bom nível de equipamentos de série e o desempenho contaram a favor do modelo da marca japonesa. Ainda importado do México, o carro vai começar a chegar às lojas nas versões mais simples SV e S, feitas no Brasil, entre março e abril de 2017. Todas, porém, vêm com motor 1.6 flex, de 114 cv, que pode funcionar com câmbio automático CVT, ou manual de cinco marchas.

 No caso da topo de linha SL, a primeira que foi oferecida, a sofisticação é outro ponto que chama atenção no carro. Vem com controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, direção elétrica, partida por botão, acendimento automático dos faróis, ar-condicionado digital, acabamento com materiais soft-touch, rodas de liga leve 17” com pneus 205/55 R17, tela TFT de 7 polegadas no painel de instrumentos, central multimídia com tela touchscreen de 7” com navegação por GPS, volante multifuncional e os bancos de couro.

6 – Honda Civic Touring – R$ 124.900

Honda Civic Touring 1.5 Turbo
Divulgação
Honda Civic Touring 1.5 Turbo

 No final de julho, a Honda apresentou um dos lançamentos mais esperados do ano: a décima geração do Civic . O carro passou por uma mudança radical e ficou com caráter bem mais esportivo, não apenas pelo comportamento dinâmico, mas também pelo desenho de estilo notchback . A versão topo de linha causou polêmica pelo preço salgado, mas também impressionou pelo nível de sofisticação

 O motor 1.5 turbo flex, de 174 cv, rende bem, mas perde um pouco do brilho por causa do câmbio automático CVT, que não acompanha o mesmo ritmo. Entretanto, a suspensão foi muito bem acertada, assim como toda parte estrutural do carro, o que inclui também direção de freios.

LEIA MAIS: Jeep Compass tem tudo para revolucionar o segmento de SUVs médios

Outra clara evolução do carro fica por conta do conforto a bordo, principalmente na versão topo de linha, não apenas por conta do maior espaço interno, mas também por itens como as câmeras de alta resolução instaladas nos retrovisores são acionadas toda vez que um dos piscas laterais é acionado, ajudando a mudar de faixa. E o GPS, com gráficos 3D.

7 – Volkswagen Golf 1.0 Turbo Bluemotion – R$ 74.990

Esqueça o motor 1.6, o Volkswagen Golf 1.0 TSI é a verdadeira versão de entrada do hatch médio, por R$ 74.990.
Divulgação/Volkswagen
Esqueça o motor 1.6, o Volkswagen Golf 1.0 TSI é a verdadeira versão de entrada do hatch médio, por R$ 74.990.

 Uma das versões mais interessantes do hatch médio à venda atualmente foi lançada no final de setembro. Vem com motor 1.0, turbo, que foi preparado para render 125 cv e 20,4 kgfm de torque entre 2.000 e 3.500 rpm. De acordo com a fabricante, é o suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos com etanol e atingir 191 km/h, com fôlego mais do que suficiente para ultrapassagens seguras.

Mas, o principal é que o carro consegue ser bem econômico. Segundo o Inmetro, faz 11,9 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada, com gasolina. Já com etanol, o rendimento é de 8,4 km/l (cidade) e 10,1 km/l (estrada).Porém, vale lembrar que o câmbio é manual, de seis marchas, apenas, sem possibilidade de escolher por uma versao automática.

Apesar de ser apenas manual, o Golf 1.0 Bluemotion já vem bem equipado de fábrica, com uma lista que inclui controle eletrônico de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, central multimídia, 7 airbags, direção elétrica, vidros  e travas elétricas, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo, sistema start/stop, bancos com regulagem de altura, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro e ar-condicionado.

8 – Fiat Uno 1.0 FireFly – a partir de R$ 41.840

Fiat Uno 2017
Divulgação
Fiat Uno 2017

 Ainda em setembro a Fiat lançou o Uno com novos motores 1.0, de três cilindros e 1.3, de quatro, todos da família FireFly. Ambos deram uma injeção de ânimo ao hatch compacto, que passou a ficar mais ágil e econômico. Além disso, passou a ser equipado com direção elétrica, o que facilita as manobras por ser bem mais leve que a hidráulica.

Outra evolução importante fica por conta do pacote de segurança, oferecido como opcional, que inclui controles eletrônicos de estabilidade e tração e assistência de partida em rampa. Além disso,  assim como o Mobi , o Uno também contará com sistema Live On, que transforma o celular em central multimídia e computador de bordo.

9 – Jeep Compass – a partir de R$ 99.990

Jeep Compass Sport Flex
Carlos Guimarães/ iG
Jeep Compass Sport Flex

 No início de outubro a Jeep lançou o Compass , SUV médio feito com a mesma base da picape Fiat Toro . Adotaram uma estatégia agressiva de preços, principalmente na versão mais em conta, oferecida por menos de R$ 100 mil, valor que dá direito a vários itens de série, inclusive controles eletrônicos de estabilidade e tração, freio de estacionamento elétrico.  

Na lista também estão incluídos itens como câmera de estacionamento traseira, computador de bordo com tela TFT de 3,5 polegadas e central multimídia com tela 5” sensível ao toque e navegação por GPS. O motor é o inédito 2.0 Tigershark Flex, de 166 cv, acomplado ao câmbio automático de seis marchas.

10 – Hyundai Creta – a partir de R$ 72.990

Hyundai Creta
Nicolas Tavares/iG
Hyundai Creta

 A Hyundai deixou apenas para o fim do ano o lançamento do Creta , outro SUV compacto bastante aguardado. Na versão fabricada no Brasil, o carro recebeu alguns itens exclusivos, mas o que mais causou boa impressão foi o acerto do conjunto, o que levou a um desempenho bastante convincente. Durante o primeiro contato com o carro também ficou claro que o nível de conforto está num patamar bem interessante.

Apesar disso, no pacote de equipamentos há alguns problemas nas configurações, como o controle de estabilidade e tração só aparecer na configuração vendida por R$ 78.290, ou o fato da central multimídia só estar disponível na versão topo de linha – não é nem opcional para as outras. Faltou também um teto solar. Em contrapartida, o stop-start é de série em todas as versões. Pode ter motor 1.6, de 130 cv , ou 2.0, de 166 cv, com câmbio automático de seis marchas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.