Hatch ganha motor 1.6 EcoBoost, de 200 cv, para a Europa. Brasil ficará com versão 1.0, turbinada, de 120 cv

Ford  Fiesta ganha mais uma versão voltada para o desempenho. Trata-se da  ST200,  cujas primeiras imagens e informações são reveladas antes da apresentação oficial no Salão de Genebra (Suíça), que começa na próxima terça-feira, 1 de março.

O ST200 será o modelo logo abaixo da versão RS (ainda não revelada). O motor 1.6, turbo, de quatro cilindros foi preparado para gerar 200 cv e 29,5 kgfm de torque, 12 cv e 5,1 kgfm a mais do que o Fiesta ST convencional. Se ativar o modo overboost, os números sobem momentaneamente para 215 cv e 44,2 kgfm. A transmissão é a manual de seis marchas, com a relação entre a quinta e sexta marchas reduzida.

A tradução disso tudo é que o ST200 é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e tem velocidade máxima de 230 km/h. Para segurar esse "foguetinho", a Ford melhorou o controle de vetorização de torque e um controle eletrônico de estabilidade de três modos. Os freios traseiros estão maiores e a suspensão está 15mm mais baixa.

O hatch ganhou rodas 17” de liga leve na cor preta, freios vermelhos e a pintura especial Storm Grey. No interior, os bancos Recaro receberam partes de couro com costura prateada. O tom de cinza é utilizado também nas laterais do cinto.

As vendas na Europa começam em junho. O Fiesta ST já chegou a ser cogitado para o Brasil, mas os planos foram engavetados com a alta do dólar. Para compensar, receberemos, em junho, o Fiesta equipado com motor 1.0 EcoBoost,  já flagrada nas ruas de São Paulo por IG Carros . A Ford não comenta muito sobre o modelo, mas é provável que o 1.0 EcoBoost seja flex no Brasil e gere em torno de 120 cv com etanol no tanque.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.